Ryan Bell

Crítica | Legends of Tomorrow – 5X04: A Head of Her Time

plano crítico Legends of Tomorrow – 5X04 A Head of Her Time

  • Há SPOILERS! Leia aqui as críticas dos outros episódios.

O que não faz um pequeno festival de cabeças decepadas para animar uma série, não é mesmo? Depois de temer um pouco pelo que poderia aparecer em Legends of Tomorrow, eu me deparo feliz com A Head of Her Time, um capítulo que estabelece muitíssimo bem todos os personagens e sofre apenas de desajeitada sequência no núcleo de Constantine (e que tem a ver com a montagem e o conteúdo dramático de parte delas, não com os personagens em si).

Não sei se estão ensaiando a saída da Sara Lance, mas foi realmente interessante ver Ava no comando, passando pelos conhecidos testes de autoridade que normalmente novos capitães passam. A abordagem para isso, no roteiro de Morgan Faust, tem uma excelente ramificação, sendo uma das melhores coisas do episódio porque faz com que todos pareçam naturais em seus diálogos e núcleos, principal três personagens que vinham pastando em roteiros anteriores e que me espantaram o quanto foram bem inseridos na história aqui: Gary, Zari e Charlie.

Vocês já sabem o quanto eu sempre falei bem dos figurinos dessa série, mesmo quando era um lixo, lá em 2016. O que eu mais gosto nesse caso não é apenas a boa representação histórica do guarda roupa das Ledas (e cada semana temos um período ou situação diferente, fazendo do show um dos mais criativos e intensos em termos de renovação de figurinos), mas como a equipe tem a sensibilidade de dar peças de época que fazem sentido para cada personagem ou para o tipo de entrelinha que o roteiro está tentando sugerir (veja como o figurino de Ava aqui é representativo de sua visão deslocada — e vista por ela mesma como inferior — frente à equipe: ela, o posto mais alto na hierarquia da nave, é a que está vestida como camponesa, a mais humilde dentre os que visitam Versalhes).

O bloco inteiro da França foi diversão do começo ao fim. Há algumas referências visuais emprestadas de Maria Antonieta que funcionaram perfeitamente bem aqui e, melhor ainda, mais uma alma fora do Inferno que teve uma caçada e um fim diferente, me fazendo mais uma vez pagar a língua diante da criatividade dos roteiristas em reavivar um tema já batido na série, mas de modo inovador. Isso é que é reciclar com classe!

No outro ponto do episódio temos o drama de Constantine, que agora ganhou fôlego de verdade e parece seguir uma linha independente da trama principal. Isso, via de regra, é um convite a complicações de roteiro (já tivemos isso com Vixen no passado, lembram-se?) mas se os episódios futuros seguirem a boa qualidade que essa camada foi tratada aqui, não temos nada a temer. Tanto as cenas no Inferno quanto a jornada para John falar a verdade foram bem moduladas no desenvolvimento e no final, tropeçando um pouco apenas no início. A temporada continua divertida e em constante melhora. Tudo o que eu mais queria!

Legends of Tomorrow – 5X04: A Head of Her Time (EUA, 18 de fevereiro de 2020)
Direção: Avi Youabian
Roteiro: Morgan Faust
Elenco: Brandon Routh, Caity Lotz, Tala Ashe, Jes Macallan, Maisie Richardson-Sellers, Courtney Ford, Amy Louise Pemberton, Nick Zano, Dominic Purcell, Matt Ryan, Shayan Sobhian, Adam Tsekhman, Alice Hunter, Sarah Strange, Thea Highwarden, Kasimir Leskard, Ryan Bell, Knox Hamilton, Bombyx Du Murier, Shayn Walker, Ali Seifi, Johnny Wu
Duração: 42 min.