Computador

Como gravar a tela do seu computador – Mac e Windows.


Como gravar facilmente a tela do seu laptop com aplicativos que você já possui.

Você pode ser um jogador no YouTube ou apenas tentar filmar seu projeto mais recente. Se você já precisou gravar algo na tela do computador, pode ter tido momentos em que pensou: “Gostaria que houvesse uma maneira de gravar isso!”

Enquanto muitos computadores vêm com microfones e webcams, eles nem sempre têm opções para gravar facilmente o monitor do computador ou do telefone em tempo real – ou seja, a menos que você saiba onde encontrá-los.

Veja como gravar a tela do computador através de métodos que funcionam melhor para a sua situação, se você deseja gravar usando um programa gratuito que você já possui ou através de um aplicativo cheio de recursos de nível profissional.


Como gravar sua tela no Windows


Se você preferir não baixar nenhum software adicional, há uma boa chance de que alguns dos aplicativos existentes já possam gravar sua tela, mesmo que esse não seja o objetivo principal. Aqui estão vários aplicativos aos quais você provavelmente tem acesso agora e como eles podem gravar para você.


Como gravar sua tela no PowerPoint


Não sabia que você poderia gravar sua tela com o PowerPoint? É verdade – as versões mais recentes do PowerPoint incluem esse recurso. Veja como fazê-lo, passo a passo:

Etapa 1: Vá para a  guia Inserir e selecione Gravação de tela .

Etapa 2: Clique em Selecionar área  para escolher a área específica da sua tela que você deseja gravar. Se você quer gravar a tela inteira, pressione a tecla Windows + Shift + F .

Etapa 3: clique no  botão Gravar ou pressione a tecla Windows + Shift + R.

Etapa 4 : você pode selecionar Pausar para pausar o vídeo quando quiser e Parar  para finalizá-lo e salvar quando estiver pronto.

Quando terminar, você pode salvar o vídeo como um arquivo separado para acessar ou incorporar como achar melhor. As opções de edição e controle são muito limitadas depois disso, mas é uma ótima opção para gravação rápida e simples – especialmente se você estiver fazendo isso para uma apresentação urgente. 

E não ignore as ferramentas de aprimoramento de vídeo que o PowerPoint oferece, como alterar a forma do vídeo, adicionar uma borda e adicionar efeitos como sombras, brilho e muito mais.


Como gravar sua tela usando o YouTube Live Streaming.



Se você não deseja gastar muito tempo gravando, mas ainda deseja um vídeo para o seu canal do YouTube ou qualquer outra plataforma de mídia social compatível, o YouTube pode ajudar.

Etapa 1: faça login na sua conta como faria normalmente, usando o navegador Chrome do Google. Clique no ícone da sua conta e selecione YouTube Studio (beta) .

Etapa 2: escolha Eventos ao vivo em Outros recursos e escolha  Ativar transmissão ao vivo, se necessário (se você ainda não criou seu canal no YouTube, isso iniciará o processo). Em seguida, selecione Novo evento ao vivo .

Transmissão rápida e personalizada do YouTube
Gravar tela do seu computador

Etapa 3: preencha as informações necessárias e escolha Rápida ou Personalizada para o tipo de vídeo que você deseja. Personalizado permite escolher mais opções de codificação para sua gravação, enquanto o Quick abre imediatamente uma janela de streaming. 

Observe que o Quick atualmente usa o Google Hangouts On Air para iniciar, mas como o Google está desativando o Hangouts, essa opção pode mudar no futuro. 

Quando estiver pronto para começar, clique em Go Live Now e selecione o botão verde de compartilhamento de tela no canto superior esquerdo.

Etapa 4: selecione Parar a transmissão  ao terminar e salve o seu evento como desejar.


Aplicativos offline para Gravar tela do seu computador.


Se você deseja uma experiência de gravação aprimorada a partir de um aplicativo projetado especificamente para clipes mais profissionais – e orientados a jogos – sua melhor opção é fazer o download de um dos aplicativos abaixo.

OBS Studio (grátis)

gravar tela do computador

Um dos mais avançados aplicativos de gravação de tela disponíveis gratuitamente, o OBS Studio é totalmente de código aberto e permite gravação ilimitada em tela cheia sem marcas d’água. 

Ele possui funções de streaming integradas para quem deseja ter uma audiência ao vivo durante a gravação e possui excelente suporte de hardware, portanto, a gravação a 60 FPS é perfeitamente viável.

É mais completo do que alguns aplicativos freemium e pode demorar um pouco mais para configurar suas preferências pessoais por causa disso. No entanto, ainda é o melhor dos aplicativos gratuitos de gravação de tela disponíveis hoje.


Snagit (US $ 50 ou mais)

gravar tela do seu computador
Gravar tela do seu computador

O Snagit foi projetado mais para startups do que para gamers, com uma tonelada de recursos de gravação feitos para exibir produtos e criar seus próprios vídeos de marketing, recursos de instruções, vlogs etc. 

Se você está planejando um vídeo elaborado que inclui vários tipos de vídeo e vários gráficos, além de gravação de tela, o Snagit é uma ótima opção para necessidades mais simples. Custa US $ 50, mas se você não se importa em pagar pelo privilégio, os recursos adicionais valem a pena.


Como gravar sua tela em um Mac


Gravador de tela MacOS

gravar tela do seu computador

Incluído na atualização do MacOS Mojave, há um recurso que permite gravar vídeos da tela e tirar capturas de tela com a ferramenta de captura de tela do MacOS.

Etapa 1: pressione Command + Shift + 5 para abrir a barra de ferramentas da captura de tela.

Etapa 2: decida se você deseja gravar sua tela inteira ou apenas uma parte dela e clique no botão respectivo. Se você escolher a ultima opção, será necessário selecionar onde deseja gravar, caso contrário, a gravação começará imediatamente.

Etapa 3: Quando você tiver gravado tudo o que deseja, clique no botão Parar para interromper a gravação.

Etapa 4: como parte desta versão do MacOS, quando uma captura de tela ou gravação é feita, elas aparecem como uma miniatura no canto inferior direito da tela. Clique nele e escolha um local para salvar.


QuickTime Player

Se você estiver executando uma versão mais antiga do MacOS, sempre poderá usar o QuickTime Player para a gravação básica da tela (além da gravação de áudio). 

As gravações do QuickTime não são fáceis de editar na postagem, mas se você deseja um método de gravação rápido e fácil no MacOS, é um dos mais simples.

Etapa 1: inicie o QuickTime.

Etapa 2: Selecione Arquivo e escolha Nova gravação de tela.

Etapa 3:  para decidir se os cliques e sons do mouse aparecem ou não na sua gravação, clique na pequena seta branca e selecione as opções apropriadas no menu suspenso. Esse menu também permite que você decida qual câmera usar se tiver várias opções de câmera.

Etapa 4: quando estiver pronto, clique no botão vermelho de gravação.

Etapa 5: você precisará selecionar o que deseja gravar. Para gravar a tela inteira, clique uma vez em qualquer lugar. Para gravar apenas uma parte dela, clique e arraste uma caixa e clique em Iniciar gravação.

Etapa 6: quando terminar, navegue até a barra de menus e clique no botão Parar gravação, designado pelo símbolo quadrado. Como alternativa, se você tiver um, toque no símbolo apropriado na sua Touch Bar.

Etapa 7: Para salvar sua gravação, clique em Arquivo, em Salvar e escolha um local e nome de gravação adequados para a gravação.


Gostou das dicas? Informe nos comentários se você utiliza algum outro software para gravação de tela.

Fonte: Digital Trends

5 Sinais de que o seu Computador está com Malware.

A cada dia, novos malwares são criados, e ficar totalmente livre de ataques é praticamente impossível. Por isso, prestar atenção aos “sintomas” que mostram que o seu computador pode estar infectado é um cuidado importante e que deve ser tomado até mesmo por aqueles que utilizam os mais variados artifícios para ficar livre dessas pragas.

Por isso, separamos 5 sinais de que o seu PC está com algum vírus ou malware. Confira quais são eles:


  1. Lentidão no Sistema

Computador com lesma

Se você continua executando as mesmas tarefas, mas o computador mostrou uma lentidão repentina, fique atento! Isso pode ser um sinal de que há um programa malicioso comprometendo o funcionamento da máquina.

Outro sintoma de que a máquina está contaminada é notar a execução de programas em segundo plano que você não instalou – o que também é responsável por causar lentidão.


  1. Pop-ups Aparecendo do Nada

Popups no computador

Essa é uma das formas mais óbvias e visíveis para identificar a presença de um malware na máquina. Janelas com propagandas, pedido de instalação de programas e até assuntos pornográficos são indícios de que há algo errado no computador.

É comum também que elas apareçam aos montes, fazendo com que o usuário perca a cabeça e clique no conteúdo de alguma delas, apenas piorando a situação. Por isso, tente manter a calma e fechar uma janela por vez quando elas aparecerem.


  1. Redirecionamento de Sites

Site de busca redirecionado

Você digita um endereço eletrônico e é levado para outro lugar, muitas vezes uma página solicitando a instalação do Flash Player ou outro programa. Ou, faz uma busca no Google e o resultado da pesquisa aparece em outro site de buscas.

Esses redirecionamentos podem ser um malware que modifica a sua página inicial para uma que você não tenha configurado (e talvez nem conheça).

Caso o seu computador mostre algum desses sintomas, evite clicar no conteúdo das páginas redirecionadas e procure limpar o malware da máquina.


  1. Firewall e Antivírus Desativado

Firewall do Windows

Para dificultar ainda mais a sua detecção, muitos malwares conseguem desativar por conta própria os sistemas de proteção do seu computador, como o Firewall do Windows ou o antivírus instalado na máquina.

Portanto, esteja sempre atento se os softwares que atuam na segurança do seu PC estão habilitados.


  1. Falsos Programas de Segurança

Antivírus falso

Outra forma que os malwares atuam é tentando enganar o usuário ao se passar por um software de segurança, como um antivírus.

O programa “alerta” sobre uma suposta ameaça e oferece a solução com apenas um clique – é aí que você facilita ainda mais a vida do criminoso virtual.

Por isso, desconfie de ofertas boas demais e de programas que você não se lembra de ter instalado no computador.


» Como se Proteger das Ameaças?

Computador protegido por antivírus

Além de observar os sinais anteriores, um bom antivirus é essencial e ajuda muito a proteger o computador das ameaças de vírus e malwares.

Tomar alguns cuidados ao navegar na internet, como não clicar em links suspeitos também auxilia a ficar longe dessas pragas.

Conhece algum outro sinal de que um malware pode estar prejudicando o computador? Compartilhe nos comentários!

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog.

Imagens:  Kinkead Tech, My Computer Works, PC Threats Experts, The Windows Club, Security Gladiators, Kinguin.

10 Programas Essenciais para o seu PC.


Os programas para computador são essenciais para torná-los ainda mais úteis, já que podem deixar mais simples a navegação na internet, auxiliar na execução de diferentes tipos de mídia, entre outros recursos que servem para facilitar o nosso trabalho.

Enquanto alguns programas já vêm com instalação de fábrica, outros precisam ser baixados e implantados separadamente na máquina. Pensando nisso, listamos 10 programas de computador essenciais para você instalar já. Confira!


♦ Google Chrome

O Google Chrome é um dos mais conhecidos e utilizados navegadores da atualidade. Além de ser considerado mais rápido em relação às outras opções, possui uma loja com diversas extensões disponíveis e sincroniza a navegação com a conta Google, facilitando a vida de quem usa o e-mail e outros aplicativos da marca.


♦ WinRAR

Ferramenta essencial para compactar arquivos muito grandes na hora de enviar ou descompactá-los, quando os dados recebidos ou baixados chegam zipados.


♦ Free Video Downloader

Free Video Downloader do Freemake é um software útil para baixar arquivos de áudio e vídeo da Internet. Você pode usar o programa para baixar vídeos para o seu PC, iPhone, iPod, Android, PSP, celular ou tablet.

Baixe arquivos em alta qualidade e converta-os em qualquer formato suportado. É possível restaurar downloads interrompidos e limitar a velocidade de download se você tiver Internet lenta ou tráfego limitado. Download rápido, seguro e sem publicidade.


 ♦ uTorrent

Este software facilita a nossa vida na hora de baixar arquivos da internet. Além de possibilitar o compartilhamento de arquivos de fotos, vídeos, músicas e até outros programas com usuários de todo o mundo.


♦ VLC Media Player

Não é incomum o programa de execução de mídias que já vem instalado no computador deixe a desejar ao tentar reproduzir um formato de mídia diferente.

Já o VLC Media Player é capaz de executar uma grande variedade de formatos e dificilmente irá te deixar na mão.


♦ Google Drive

Armazenar dados na nuvem significa ter acesso a eles de qualquer lugar do mundo, evitando perder arquivos por danos na máquina ou furtos, além de facilitar o compartilhamento com outras pessoas.

O Google Drive é uma das opções essenciais e com maior espaço disponível e possui a opção de sincronizar automaticamente os arquivos na nuvem.


♦ Safe in Cloud

O Safe in Cloud é um gerenciador de senhas e outros dados confidenciais, que salva e protege as informações de forma criptografada, além de sincronizar gratuitamente com o Google Drive.


♦ Spotify

A plataforma de streaming de músicas é uma das mais populares e completas do mercado. Com ela, é possível ter acesso a milhares de bandas e artistas de todo o mundo, além de playlists prontas.


♦ Skype

Um dos programas mais populares para fazer vídeo chamadas, o Skype é uma ótima ferramenta para mediar comunicações, seja a trabalho ou lazer.

skype aplicativos essenciais


♦ f.lux

O f.lux é um programa inteligente, que regula a iluminação do seu computador de acordo com a iluminação do dia. Nos horários noturnos, o software controla a luz azul que inibe o sono, deixando a tela com um tom mais quente.

programas f.lux


♦ Bitdefender

Possuir um antivírus instalado no computador é essencial para se prevenir de ataques cibernéticos e a instalação de malwares.

A dica é comprar um antivírus completo e reconhecido no mercado, como o da Bitdefender, para trazer mais segurança e melhorar a performance do computador.

programas essenciais antivírus

Conhece algum outro programa indispensável para ter no computador? Comente!


Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do InfoTec Blog

Dez maneiras para fazer o seu computador iniciar mais rápido.

Ligar ou reiniciar o computador é sempre uma tortura. São apenas alguns minutos que mais parecem uma eternidade.

Por mais que o seu computador esteja perfeitamente normal, sempre estamos insatisfeitos e queremos mais velocidade no arranque do sistema. Mas há como fazer isso? Abaixo, mostraremos que a resposta é sim.

Se você pesquisar na Internet sobre como melhorar o tempo de inicialização do Windows, certamente encontrará vários programas milagrosos e dicas que pouco ajudam.

Neste guia, você vai ver que não existe mágica. Fazer com que seu computador inicie mais rápido requer muito trabalho, ajustes finos, e até mesmo alguns upgrades.

Por isso listamos 10 maneiras de fazer o seu computador inicializar mais rapidamente. Confira e compartilhe com seus amigos:

♦ Configure a sua BIOS


Por padrão, a BIOS do seu computador vem configurada para funcionar da forma mais cômoda possível. Basta colocar o DVD do Windows, por exemplo, e ligar o computador para que a instalação do sistema seja iniciada.

Isso significa que toda vez que você liga o computador, a BIOS busca primeiro o boot via CD – em alguns casos, até o drive de disquete é examinado.

Quando nada é encontrado, o HD é automaticamente iniciado. Mas como você não instala o Windows toda vez que liga o seu computador, que tal então desabilitar esta função?

Para configurar a BIOS, tudo que você deve fazer é pressionar a tecla DEL ao ligar o computador e modificar a ordem do boot no menu. Em alguns modelos de BIOS, basta ativar a opção “Quick Boot” para que o HD seja priorizado na ordem da inicialização.

Caso a sua BIOS não possua esse recurso, você deve definir a opção “First Boot Device” para “Hard Disk”. Feito isso, não se esqueça de salvar as alterações antes de sair.

(Cuidado! Se você esquecer de colocar a inicialização do seu HD no boot, você não conseguirá inicializar o Windows. Em alguns modelos, ao invés de “Hard Disk” será exibida a marca do HD – ex.: Seagate, Samsung,…)

♦ Remova programas da inicialização


Certamente esta é a maneira mais eficaz de melhorar o tempo de inicialização do seu computador. A maioria dos programas, quando instalados, se configura automaticamente para iniciar junto ao sistema. Isso geralmente melhora o desempenho do programa, mas deixa o seu computador vários segundos mais demorado para inicializar.

Você não precisa que o Adobe Reader seja iniciado junto com o Windows, certo? Nem o MSN, não é? O sistema operacional da Microsoft conta com um assistente para gerenciar o que é iniciado quando o computador é ligado.

Para acessá-lo, digite “msconfig” (sem aspas) no menu Iniciar (vá em “Executar”, se você usa o XP) e abra o primeiro resultado encontrado.

Na guia “Inicialização de Programas”, deixe só o essencial ativado (antivírus, driver de vídeo, e o que mais achar necessário). Pode remover sem medo o Messenger, Adobe Reader, Office e outros “programas folgados”.

♦ Atrase a inicialização de serviços


Paralelamente aos programas, o Windows também carrega vários serviços na inicialização do sistema — você pode vê-los na guia “Serviços” do tópico anterior.

Esses serviços são componentes do Windows e outros programas, e geralmente assumem uma importância maior dentro do sistema. Entretanto, dependendo do perfil de usuário e dos componentes do seu computador, nem todos são necessários.

Para abrir o gerenciador de serviços do Windows, digite “services.msc” (no menu “Executar” em Iniciar, se você usar o XP), e abra o primeiro resultado.

Agora você poderá ver todos os serviços ativados, a descrição de cada um deles, e desativar o que for desnecessário.

Por exemplo: se seu computador possui um único usuário, você não precisa do serviço “Logon secundário”. Para desativá-lo, basta clicar duas vezes sobre ele e selecionar a opção “Desativado” em “Tipo de inicialização”.

Além disso, é possível atrasar alguns serviços com um grau de importância menor, ou configurá-lo como “Manual” – neste caso, ele só será iniciado se for realmente necessário.

♦ Modifique o menu de dual boot


Se em seu computador houver mais de uma edição do Windows instalada, em dual boot, um menu perguntando qual versão do sistema você deseja iniciar deverá aparecer logo após a tela da BIOS. Por padrão ela vem configurada para iniciar a última instalação do Windows, mas pode demorar até 30 segundos se você não pressionar Enter.

Novamente no menu Iniciar, digite “msconfig” e abra o primeira resultado. Na guia “Inicialização do Sistema” é possível alterar algumas configurações.

Você pode definir o sistema operacional padrão que será iniciado em caso de indecisão, e diminuir o tempo de espera do menu. Para isso, selecione a versão do Windows desejada e clique em “Definir como padrão”, e modifique o tempo “Tempo limite” (o mínimo é 3 segundos).

♦ Desative hardware não utilizado


Um computador é composto por diversas peças de hardware – placa de vídeo, rede, som, dentre muitas outras. Em alguns casos, algumas peças podem ser duplicadas – por exemplo, se a sua placa mãe já possuía um vídeo onboard (integrada) e você comprou uma placa de vídeo nova, mais potente. Se você não estiver utilizando as duas peças de hardware semelhantes, é possível desativar uma delas.

Para isso, abra o “Painel de Controle” e busque por “gerenciador de dispositivos” (sem aspas). No “Gerenciador de Dispositivos”, expanda a categoria, clique com o botão direito do mouse sobre o hardware desejado e clique em “Desativar”.

Em um notebook, por exemplo, se você só utiliza a internet wireless, pode desativar a placa de rede. Só não se esqueça de habilitá-la mais tarde caso precise utilizar a internet cabeada.

♦ Mantenha o seu antivírus sempre atualizado


O antivírus geralmente faz o efeito contrário das dicas acima – adiciona mais uma entrada a lista de programas e serviços que são iniciados com o sistema.

Felizmente, os antivírus (e a capacidade de processamento dos computadores) evoluíram bastante nos últimos anos, ou seja, eles já não representam tanto peso assim.

Além disso, o antivírus é uma importante ferramenta na luta contra malwares, que são responsáveis por travamentos e muita demora na inicialização do sistema (já que eles ocupam mais tempo e processamento do seu computador, quando instalados em seu computador). Portanto, esta é uma medida preventiva e à favor da segurança.

♦ Remova fontes desnecessárias


Além de programas e serviços, o Windows também carrega as fontes na inicialização do sistema. Se você tem o Microsoft Office instalado, é provável que seu computador tenha cerca de 200 fontes instaladas. Mas você usa todas elas? Se a resposta for não, vale a pena desativar algumas fontes.

Para isso, acesse o diretório de fontes do Windows pesquisando por “Fontes” (sem aspas) no “Painel de Controle”. Por fim, selecione as fontes que você não usa e clique em “Ocultar”.

As fontes continuarão instaladas, mas não serão carregadas junto com o Windows e nem estarão disponíveis para ser utilizadas no Office e outros programas. Se algum dia você precisar das fontes desabilitadas, basta voltar ao diretório de fontes e ativá-las.

♦ Configure um IP estático


Por padrão, o Windows vem configurado para detectar automaticamente o endereço de IP da rede da sua casa. Mas ao inicializar o computador, é claro que o sistema vai acabar gastando mais alguns preciosos segundos para fazer isso.

É possível, no entanto, configurar um IP estático (definitivo) e acabar com esse problema – além de facilitar o gerenciamento da sua rede, já que cada computador terá um endereço de IP fixo.

Para isso, no “Painel de Controle” do Windows 7, pesquise por “conexões de rede” (sem aspas) e clique em “Exibir conexão de redes”. Acesse as propriedades da sua conexão, selecione “Protocolo TCP/IP Versão 4 (TCP/IPv4)”, e clique no botão “Propriedades”.

Por fim, defina um endereço de IP e clique em “OK”. Certifique-se de não usar o mesmo IP nas outras máquinas da sua rede (para variar o IP entre as máquinas, deixe uma delas com o IP 192.168.1.101, outra com 192.168.1.102, 103, 104,…)

♦ Faça um upgrade de memória RAM


Memória RAM sempre foi sinônimo de velocidade, e isso não mudou. Uma das melhores formas de acelerar o seu computador é instalando mais memória. Mas não pense que quanto mais RAM, melhor.

Você deve saber a sua necessidade e ater-se a ela. Em geral, 4 GB de RAM é o suficiente para a maioria das pessoas hoje em dia.

Se você só usa o computador para navegar na Internet e conversar no MSN, 4 GB dá e sobra. Por outro lado, se o seu computador roda aplicativos específicos (e pesados), talvez seja melhor investir em um pouco mais de memória RAM.

Outro detalhe é que, dependendo da quantidade de memória, você precisará de um sistema de 64 bits, que também deve ser suportado por seu processador.

♦ Instale um SSD


É a forma mais radical de melhorar o desempenho e a velocidade de inicialização do seu computador. O seu HD provavelmente é o maior causador de gargalos na inicialização do Windows.

Se você quer melhorar a velocidade de inicialização do seu computador a qualquer custo, sua última opção é instalar uma unidade de estado sólido (SSD). O upgrade de HD não sairá nada em conta, mas a diferença no tempo de carregamento do sistema é espantosa.

♦ Para finalizar…


Como já dissemos, na Internet existem mil e uma maneiras que supostamente fazem o seu computador iniciar mais rapidamente. Os 10 tópicos que apresentamos acima são as formas mais confiáveis e eficazes de fazer isso.

Se você seguiu alguns deles, é provável que seu computador esteja no mínimo alguns segundos mais rápido. E esqueça os programas que prometem inicialização mais rápida: eles mesmos acabam entrando na inicialização e, para tentar gerenciar os aplicativos, acabam consumindo memória e tempo.

Saiba a hora certa de formatar o seu computador.

Devido ao uso, com o passar do tempo os computadores começam a apresentar alguns problemas, como travamentos, lentidões para abrir os programas, demora pra reiniciar o sistema operacional ou o aparecimento daquela tão incomoda tela azul.

Na maioria das vezes esses problemas podem ser evitados, seguindo alguns procedimentos
simples de prevenção, como a desfragmentação dos discos rígidos (HD), atualizações do antivírus
e a verificação constante do sistema.

As vezes o que leva o sistema ficar inconsistente é a maneira como o usuário lida com ele, instalar e desinstalar programas com frequência, mudando as configurações padrões do sistema é prejudicial, além de visitar sites suspeitos e não atualizar o antivírus podem trazer sérios riscos para seu PC.

Muitos usuários não levam isso a sério e depois sentem na pele as consequências desse desleixo. O ideal é manter todas as atualizações do sistema de forma automática, assim você não precisa se preocupar em atualizar manualmente todos os seus software.

Existem as ferramentas do Windows que realizam essa tarefa, mas existem também alguns programas específicos que executam esses serviços com eficiência, como é o caso do Ccleaner.

Um software bem “leve” que quando executado no seu computador faz uma varredura completa no PC e elimina os arquivos desnecessários e corrigir a maioria dos erros de sistema, e ainda tem outras funcionalidade bem interessantes.

Esses procedimentos “evita” que o sistema acumule restos de arquivos e garante um melhor funcionamento da máquina por mais tempo, sem precisar de imediato “apelar” para a formatação total do sistema.


» Quando a formatação é inevitável?

Por mais que você tenha seguido à “risca” todos os procedimentos  listados acima, ainda assim o seu sistema pode de uma hora pra outra apresentar um erro ” fatal” sendo preciso partir para a formatação.

Declaradamente a formatação é o ultimo recurso a que se deve utilizar, quando realmente não tiver mais soluções para os problemas apresentados.

Lembrando que você deverá partir do zero, e terá um outro sistema operando em sua máquina, a partir de então, o que trás uma certa aflição para alguns.

» Os motivos que mais levam a formatação do sistema.

  1. Vírus
  2. Erros de Inicialização
  3. Travamentos constantes
  4. Lentidão para executar as tarefas
  5. Aparecimento com frequência da tela azul
  6. Quando o PC reinicia sozinho e sem motivo aparente
  7. Quando algum componente do sistema foi corrompido
  8. Quando o computador é ligado e não consegue carregar mais o sistema.

♦ Importante:

Se quiser ter todos os seus arquivos de volta, antes de iniciar a formatação terá que fazer um backup completo dos seus dados, caso contrario perderá todos os seus arquivos.

O verdadeiro custo da espera em frente a computadores lentos.

Toda e qualquer pessoa, em algum momento, já sentiu a agonia e a frustração desta espera. esperaetilities revela quanto tempo se pode perder com isso e como remediá-lo de uma vez por todas.


Infelizmente, a lentidão do arranque do PC ocorre geralmente nos momentos mais inoportunos, principalmente quando se tem mais pressa ou, na clássica situação, no meio de uma apresentação importante.

Muitos começam a clicar compulsivamente o mouse com a intenção de “acordar” o PC de seu sono profundo, mas em vez de conseguir o que se quer, a situação só piora e o que resta é sentar, respirar e esperar pacientemente.

Lei de Murphy? Pode ser. Mas o certo é que este é um dos principais inconvenientes da vida cotidiana.

Um estudo do final do ano passado, publicado pela empresa de armazenamento de dados SanDisk e que tomou como base 8.000 usuários de PC e notebook, revela quanto tempo produtivo é perdido com a demora de programas de carregamento lento e outras frustrações.

A surpreendente verdade é que as pessoas gastam cerca de cinco dias ao ano esperando em frente da tela de um computador lento. Isto é uma grande quantidade de tempo produtivo jogado no lixo.

Por isso, não é de se estranhar que, de acordo com a investigação, os computadores lentos são agora uma das sete experiências mais estressantes da vida moderna.

O mesmo estudo revelou também que um 20% das pessoas descarregaram esta frustração destruindo seu computador ou atirando-o contra a parede.

Como obviamente não é recomendável partir o computador em pedaços, aqui estão três ações que qualquer usuário pode colocar em prática para melhorar o rendimento e recuperar o tempo


1. Liberar espaço no disco

Basta dar uma rápida fuçada no PC para comprovar a existência de arquivos e programas antigos e desnecessários que podem estar ocupando espaço no HD.

Os computadores não rendem ao máximo se estão cheios até a “boca”, deste modo o usuário deveria liberar um pouco de pressão tirando arquivos que já não se necessitam.

Se não há arquivos que possa eliminar, o mais recomendável seria o usuário conseguir um pouco de espaço adicional, seja em um HD externo ou na nuvem, para armazenar arquivos de forma segura e ao mesmo tempo melhorar o rendimento do seu PC.


2. Uma limpeza adequada

Outra maneira fácil de devolver o computador a ótimas condições seria com um bom esvaziamento de arquivos de sistema desnecessários.

O programa TuneUp Uilities 2014 possui ferramentas de limpeza profunda que ajudam a localizar estes arquivos desnecessários, como arquivos de registro ocultos, entradas de registro obsoletas ou despejos de falhas do sistema. A limpeza de todo este lixo tecnológico ajudará o PC a estar como novo outra vez.


3. Tomar o controle do sistema

Grande parte da potência de processamento dos computadores costuma ser desperdiçada por programas não utilizados com frequência que se executam em segundo plano.

Por exemplo, uma imagem de Photoshop pode demorar mais em abrir-se se o Skype, Chrome e Spotify estão trabalhando no fundo.

Para ajudar a controlar quais programas iniciam automaticamente quando o PC arranca, o melhor seria usar uma ferramenta de gestão de programas de início.

Ao minimizar o número de programas que constantemente se executam em segundo plano, boa parte do caminho de conseguir um computador em pleno rendimento estará percorrido.

A boa noticia é que TuneUp Utilities 2014 é capaz de ajudar a conseguir os três pontos anteriores (e mais) com um potente conjunto de funções como:

  • Disk Space explorer: Ajuda a encontrar arquivos não desejados.
  • Duplicate Finder: Ajuda a encontrar e eliminar duplicados de arquivos.
  • Otimização em Tempo Real: Ajuda o sistema a priorizar os programas e recursos utilizados
  • Limpeza Automática: Ajuda a manter o computador limpo e organizado.
  • Process Manager: Ajuda a manter o controle sobre quais programas executar.
  • Relatório de otimização: Ajuda a entender o estado de funcionamento do PC.

Para deixar de esperar e começar a recuperar os cinco dias de prejuízo, TuneUp Utilities 2014 conta com uma versão de teste gratuita durante 15 dias com todas as funcionalidades do programa.

Para mais informações sobre o TuneUp Utilities, visite >>>> www.tuneup-software.com.br

Como usar o WhatsApp através do seu computador.

Você está cansado de acessar suas conversas WhatsApp apenas a partir de seu telefone? Comece a usar o WhatsApp Web.


Escrever mensagens longas ou manter várias conversas no WhatsApp através do Smartphone é possível, mas há momentos em que a digitação das mensagens no teclado de um computador e visualizar em uma tela maior, é mais interessante e menos trabalhoso.

Para essas ocasiões, você pode usar o WhatsApp plataforma Web para trocar mensagens com seus contatos do aplicativo WhatsApp.


♦ Requisitos

De acordo com a página de suporte do WhatsApp, você pode usar WhatsApp na Web, se você tiver um dos seguintes requisitos no seu Smartphone.
  • Andróid
  • iPhone 8.1+
  • Windows Phone 8.0 e 8.1
  • S60 Nokia, Nokia S40 EVO
  • BlackBerry e BlackBerry 10

Quando você estiver usando WhatsApp Web, o seu celular ainda precisará ter uma conexão via rede 3G ou Wi-Fi. Isso é porque a plataforma reflete basicamente o aplicativo no seu celular. Assim, se, por exemplo, você viajar e seu celular não estiver ligado, você não pode usar WhatsApp Web.


♦ Como configurar o WhatsApp Web

A parte principal do processo resumi-se em conectar o Smartphone com WhatsApp Web através do QR code.Usando Chrome, Firefox, Opera, Safari ou Edge….  Acesse: https://web.whatsapp.com/.
Ao acessar a página, você verá um código QR para digitalizá-lo com o aplicativo WhatsApp do ​​seu celular.

Logo abaixo do código, terá instruções sobre como digitalizar através das diferentes plataformas operacionais. Por exemplo, no aplicativo do iOS, toque em configurações (configuração) e, em seguida WhatsApp Web.

Depois de digitalizar o código, as mensagens do WhatsApp será exibido no seu celular e no navegador. É necessário que os dois dispositivos estejam conectados, mas o WhatsApp recomenda o uso da rede wi-fi para reduzir a quantidade de dados móveis durante o uso.

A plataforma web do WhatsApp reproduz a experiência móvel, mas em uma escala maior. Você ainda pode enviar emoji , fotos, videos e mensagens de áudio, consulte sua lista de contatos para receber notificações no seu computador.


♦ Uma nota sobre a Segurança

Daí em diante, qualquer pessoa que tenha acesso ao seu computador pode visualizar suas conversas do WhatsApp, uma vez que você permanecerá registrado no serviço. Se o acesso do seu computador está protegido por senha, não há o que se preocupar.

Mas quando se usa WhatsApp Web a partir de um computador público, é altamente recomendado encerrar o serviço após o uso. Para sair, você pode clicar no menu dos “três pontos” e depois clicar em Sair.

Caso você tenha deixado uma sessão ativa do WhatsApp Web em um computador que não é seu, ou suspeitar que alguém tenha obtido acesso à sua conta, você pode visualizar todas as suas sessões ativas, na mesma opção que se usa para acessar o serviço web.

Quando você tentar acessar WhatsApp Web, o app mostra quantas sessões estão ativas naquele momento e que sistema operacional e dá a opção para fechar todas as sessões.

 

Windows e softwares atualizados aumentam a segurança do computador

No último dia 12, todo mundo ficou sabendo da existência do ransomware WannaCrypt. Não que a ameaça não fosse conhecida anteriormente, mas devido ao ataque massivo que atingiu organizações em mais de 150 países, segundo informações das autoridades europeias, o ransomware acabou virando manchete em diversos meios de comunicação.

No entanto, o fato mais alarmante em todo este caso foi que a Microsoft já havia reparado a falha no Windows que abria às portas ao WannaCrypt em uma atualização liberada em março.

Com isso, torna-se cada vez mais evidente a necessidade de manter o sistema atualizado, bem como todos seus componentes, como drivers e programas instalados. Além disso, o uso de software original é outro fator determinante para garantir a segurança dos nossos PCs.

Um estudo feito por IDC – International Data Corporation comprovou que existe uma relação direta entre o número de software sem licença (pirata) e a quantidade de PCs infectados por malware. Por exemplo, no Brasil, 50% dos softwares são piratas e o país conta com 31% de PCs infectados por malware.


» Como manter o PC atualizado?

Preservar a segurança do computador por meio de frequentes atualizações não é tão difícil como pode parecer. De fato, existem ferramentas que podem facilitar nossas vidas e monitorar os PCs para notificar-nos de atualizações necessárias.

Para as atualizações do próprio sistema Windows, o mais fácil é certificar-nos que os ajustes do Windows Update estejam ativos.

No entanto, não são somente as falhas do sistema que são perigosas para a segurança dos nossos PCs. Os softwares e drivers normalmente são atualizados não somente para oferecer uma melhor performance, mas também para corrigir erros que ameaçam a segurança do usuário pois servem uma porta de entrada ao PC.

Neste sentido, no que se refere às atualizações de drivers, essenciais para o correto funcionamento de hardware, como teclado, mouse e placa de vídeo e áudio, e de softwares instalados no PC (com tal que sejam softwares originais), a função SmartUpdate do Steganos Tuning PRO proporciona a ajuda ideal.


» Como funciona o SmartUpdate

Basta abrir o Tuning PRO e selecionar a função SmartUpdate na interface do programa. Desta forma, o Tuning PRO começará a analisar o computador e listará todos os softwares e drivers que precisam ser atualizados.

Com poucos cliques e em uma única interface conseguimos instalar as últimas versões dos softwares e drivers facilmente.

Além disso, o SmartUpdate inclui ferramentas para apagar vestígios de navegação na internet para aumentar nossa privacidade online, bem como um recuperador de arquivos excluídos um eliminador de dados seguro que permite apagar arquivos permanentemente.


» Extras do Steganos Tuning PRO

O Tuning PRO ainda inclui outras duas funções principais: 

SmartCleanner: essencial para melhorar o desempenho e velocidade do PC. Esta função permite excluir arquivos desnecessários, esvaziar a lixeira de forma segura e permanente, limpar e desfragmentar o registro, além de propor soluções para economizar no consumo de bateria do computador.

SmartTurbo: o Windows possui tantos componentes que muitas vezes esperamos vários minutos para que o mesmo ligue ou desligue. Esta função otimiza as configurações de início automático, serviços e configurações do Windows para otimizar o PC.

Além disso, inclui uma ferramenta para desfragmentar o disco.O programa também inclui um modo de alta velocidade, que ao ser ativado ajusta algumas configurações automaticamente para melhorar a velocidade do computador.

Igualmente, a função otimização com 1 clique resolve todos os problemas da forma mais fácil possível, e até mesmo é possível programar para que realize análises automáticas do sistema e do PC.

Para mais informações sobre o SmartUpdate e as outras funções do programa, visite o site oficial do Tuning PRO. O software pode ser testado na íntegra durante 7 dias e está disponível em uma subscrição de 1 ano para um ou três PCs.