Internet Redes Sociais

O que é o Wi-Fi 6? Conheça as vantagens dessa nova tecnologia de conexão.


Os códigos padrão de Wi-Fi são desnecessariamente complicados. O que significa “802.11ac”? Bem, é um indicador importante para o funcionamento dos dispositivos padrão Wi-Fi, mas para a maioria das pessoas, é apenas uma lista de números e letras sem sentido que são difíceis de decodificar.

O Wi-Fi 6 procura resolver esse problema. É uma nova maneira de ver o Wi-Fi, introduzido por um padrão atualizado que chegará oficialmente no final de 2019, dependendo de um cronograma preciso. Aqui está tudo que você precisa saber sobre isso.

A ORIGEM DOS RÓTULOS GERACIONAIS DE WI-FI

Wi-Fi Alliance é a organização encarregada de decidir, desenvolver e designar padrões Wi-Fi. Conforme os dispositivos se tornam mais complexos e as conexões com a Internet evoluem, o processo de entrega de conexões sem fio também mudam.

Isso significa que os padrões Wi-Fi – as especificações técnicas que os fabricantes usam para criar o Wi-Fi – precisam ser atualizados periodicamente para que a nova tecnologia possa florescer e tudo possa permanecer compatível. Por enquanto, tudo bem.

Mas a nomeação “desajeitada” dos padrões de Wi-Fi tornou-se um aborrecimento real para as pessoa leigas, que tentam descobrir o que significam aquelas pequenas letras no final. 

Wi-Fi Alliance está ciente disso, motivo pelo qual anunciou uma nova maneira de rotular os padrões Wi-Fi, simplesmente referindo-se ao número da geração. Isso se aplicará ao próximo Wi-Fi 6, mas também será retroativo, aplicando-se a padrões mais antigos. Por exemplo:

  • 802.11n (2009) = Wi-Fi 4
  • 802.11ac (2014) = Wi-Fi 5
  • 802.11ax (próximo) = Wi-Fi 6

Mais fácil, não é? Mas isso causará um período de confusão em que alguns produtos são rotulados com o código antigo e alguns são chamados apenas de Wi-Fi 4 ou Wi-Fi 5 quando na pratica significam a mesma coisa.

Com o tempo, isso deve ser resolvido à medida que a rotulagem de produtos mais antigos é eliminada e todos se acostumarem com os novos e amigáveis ​​nomes ao fazer pesquisas.

O QUE O PADRÃO WI-FI 6 TRAZ

Wi-Fi 6 trás vantagens para a conexão

Agora que abordamos o problema da nomenclatura, você provavelmente está se perguntando o que o Wi-Fi 6 traz de melhorias reais para a conectividade e por que outra atualização foi necessária?

Há muitas novas tecnologias Wi-Fi em ascensão e o Wi-Fi 6 ajuda a padronizá-las. Aqui estão as novas peças importantes e o que exatamente elas significam para sua rede sem fio.

Primeiramente, a latência é menor. A latência reduzida significa que há menos ou nenhum atraso nos dados enviados (muito semelhante à taxa de ping e outras medidas). Todos desejam conexões de baixa latência, pois isso melhora o tempo de carregamento e ajuda a evitar desconexões e outros problemas. 

O Wi-Fi 6 reduz a latência em comparação com os antigos padrões Wi-Fi, usando tecnologia mais avançada, como OFDMA (acesso múltiplo por divisão de frequência ortogonal). Basicamente, é melhor colocar os dados em um sinal.

Claro, o Wi-Fi 6 também será mais rápido. Ao oferecer suporte total a tecnologias como o MU-MIMO, a qualidade da conexão melhorará enormemente para dispositivos móveis compatíveis, o que também deve acelerar a entrega de conteúdo. 

Mesmo que você não aumente sua velocidade de Internet, essas mudanças podem melhorar a velocidade de seus dados Wi-Fi de qualquer maneira, para que você obtenha mais informações com mais rapidez.

Isso também significa menos zonas mortas, graças a alguns recursos expandidos de beamformingBeamforming é um truque que seu roteador usa para focar os sinais em um determinado dispositivo, especialmente se parecer que o dispositivo está tendo problemas com uma conexão. 

O novo padrão expande a faixa de beamforming e melhora suas capacidades, tornando as zonas mortas em sua casa ainda menos prováveis.

Por fim, o Wi-Fi 6 significa uma melhor duração da bateria. Há um termo chamado “TWT” ou tempo de despertar do alvo, uma nova tecnologia que o Wi-fi 6 abraça. Isso ajuda o dispositivo conectado a personalizar quando e como eles “despertam” para receber sinais de dados do Wi-Fi.

Isso torna muito mais fácil para os dispositivos hibernarem” enquanto aguardam a próxima transmissão Wi-Fi necessária (isso não significa que seu dispositivo esteja desligado, apenas as partes usadas para Wi-Fi).

Por sua vez, isso tem o potencial de economizar uma quantidade significativa de bateria nos dispositivos, o que deve deixar os usuários cada vez mais felizes.

ETIQUETAS MAIS SIMPLES DO WI-FI 6

Novas Etiquetas do Wi-fi 6

Então, como você sabe se um roteador, telefone ou outro dispositivo funciona com o novo padrão 802.11ax? Primeiro, e mais obviamente, procure a frase “Wi-Fi 6” na embalagem, anúncios, etiquetas e assim por diante.

No entanto, a Wi-Fi Alliance também sugeriu usar ícones para mostrar a geração de Wi-Fi. Esses ícones se parecem com sinais Wi-Fi com um número circulado dentro do sinal.

Observe também esses ícones ao escolher o dispositivo correto. Para referência, espera-se que a maioria dos dispositivos em torno de 2020 e posteriores sejam Wi-Fi 6, então você terá que esperar um ano ou mais antes de ver esses dispositivos em estado selvagem.

Fonte: Digital Trends

Scammers usam vale-presente falso para obter dados pessoais dos usuários.

Especialistas da Kaspersky Lab descobriram um esquema de fraude incomum, em que os usuários são induzidos a abrir mão de seu tempo e seus dados sem receber nada em troca.

Ao criar sites falsos que geram vale-presente gratuitos, os cibercriminosos podem “vender” dados dos usuários para sites parceiros, onde redirecionam as vítimas.


Enquanto o setor e as autoridades legais do mundo inteiro estão ocupados combatendo o cibercrime, os criminosos continuam conseguindo novos métodos para ganhar dinheiro, além do simples malware.

A oferta gratuita de qualquer item valioso é sempre um elemento de marketing atraente, e os criminosos tiram proveito disso.

Os sites que permitem que seus clientes gerem gratuitamente presentes de empresas conhecidas, como iTunes, Google Play, Amazon ou Steam, não são novidade.

Por exemplo, aplicativos legítimos, como o Tokenfire e o Swagbucks, compram códigos de cartões dos fornecedores para fornecê-los a clientes como uma recompensa por determinadas atividades.

Aparentemente, os criminosos perceberam a popularidade desses sites e decidiram enganar os usuários usando uma metodologia simples.

Uma vez que acessam o site falso, é solicitado ao usuário que escolha o cartão de presente desejado para receber o código. Nesse momento, o mecanismo fraudulento entra em ação. Para obter o código gerado, o usuário precisa comprovar que não é um robô.

A partir disso, deve seguir o link apresentado e realizar uma série de tarefas. O número e o tipo de tarefas são determinados pela rede de parceiros à qual o usuário é redirecionado.

Por exemplo, pode ser solicitado que ele preencha um formulário, informe um número de telefone ou endereço de e-mail, faça uma assinatura de mensagens SMS pagas, instale um adware, etc.

Não é difícil prever o resultado: ou a vítima se cansa de executar tantas tarefas, ou finalmente consegue um código inútil.

Os ganhos dos criminosos variam de alguns centavos por cada clique em um link desejado até dezenas de dólares pelo preenchimento de um formulário ou por uma assinatura de serviços pagos.

Desta maneira, os criminosos lucram praticamente sem qualquer trabalho, recebendo pelas ações dos usuários nos sites de terceiros.

Esses parceiros, por sua vez, também se beneficiam com o acesso a dados pessoais que podem ser usados para seus fins particulares.



O sucesso destes novos esquemas de fraude é baseado no impulso que os usuários têm de ganhar algo gratuitamente, explorado pelos criminosos.

Porém, na melhor das hipóteses, eles investirão horas de seu tempo pessoal executando tarefas inúteis e, na pior, perderão dinheiro sem receber nada em troca.

Ou seja, se você quiser ganhar um vale-presente gratuito, faça isso em sites legais e confiáveis”,disse Lyubov Nikolenko, analista de conteúdo da Web da Kaspersky Lab. 

Para não ser vítima de esquemas de fraude de criminosos virtuais e evitar a perda de dados pessoais, os pesquisadores da Kaspersky Lab recomendam que os usuários sigam algumas regras simples:


≡ Dicas de segurança para não cair em golpes

• Lembre-se de que nada é de graça e sempre desconfie de ofertas que parecem boas demais para ser verdade;

• Sempre que abrir uma página da Web, verifique a conexão HTTPS e o nome do domínio. Isso é especialmente importante ao usar sites que contém dados sigilosos, como sites de bancos online, lojas virtuais, e-mail, sites de mídias sociais, etc;

• Nunca compartilhe dados confidenciais, como logins e senhas, informações de cartões bancários, etc., com terceiros. Empresas de verdade nunca solicitam dados desse tipo por e-mail;

• Não envie links questionáveis para seus amigos;

• Confira com a empresa se ela está realmente distribuindo códigos como brinde e se o site em questão é seu parceiro oficial. Para fazer isso, entre em contato com o serviço de suporte por meio do site oficial da empresa;

• Use uma solução de segurança confiável, que utilize tecnologias antiphishing baseadas em comportamento para detectar e bloquear ataques de spam e phishing, como o Kaspersky Total Security, capaz de bloquear os sites de cartões-presente falsos.

Como detectar uma notícia falsa usando uma extensão para o Chrome.

As Fake News estão cada vez mais comuns, mas esta extensão do Chrome pretende acabar com isso.


Alguma vez você já clicou em um link no Facebook, foi levado para um site que você nunca ouviu falar e perguntou-se o que você estava lendo era real, notícias falsas ou sensacionalista?

Mesmo para um olho treinado, alguns sites exigem um olhar atento aos detalhes mais sutis para saber se você está realmente navegando em um site que oferecem noticias confiáveis.

Felizmente, a Eyeo, a empresa por trás do AdBlock Plus, tem como objetivo combater essa área “nebulosa” da internet e esclarecer tudo para todos com sua nova extensão TrustedNews. Veja como isso funciona.


Como instalar o TrustedNews

Infelizmente, por enquanto, o TrustedNews está disponível apenas para o Chrome, por isso, se você usar o Firefox, o Safari ou outro navegador, terá que esperar um pouco mais para usar a extensão da empresa.

Se você usa o Chrome, abra uma nova guia e acesse trusted-news.com e clique em Obter TrustedNews para Chrome. Isso levará você para a Chrome Web Store.

Lá você precisará clicar em Adicionar ao Chrome . E é isso. A extensão começará a funcionar imediatamente, sem necessidade de configuração.

Quando você visita um site de notícias, o ícone da extensão no menu do Google Chrome no canto superior direito do navegador informa se a fonte é confiável ou não.

TrustedNews


Como funciona o TrustedNews

A extensão TrustedNews é alimentada pelo protocolo MetaCert e usa fontes como Snopes e PolitiFact para “medir a veracidade do conteúdo de notícias”.

Quando você visita um site, esse site recebe uma classificação. Se for um site confiável, o ícone no menu do Google Chrome exibirá uma marca de seleção verde.

Se você clicar nesse ícone, ele fornecerá um breve resumo do motivo pelo qual ele é considerado um site confiável. Aqui estão algumas das outras avaliações ou estados possíveis que o TrustedNews pode fornecer:

  • Desconhecido: Dados insuficientes impedem que o TrustedNews avalie o site.
  • Indigno de confiança: É um site publica conscientemente informações falsas ou enganosas.
  • Sátira: Um site que publica conteúdo satírico e não se destina a ser usado para notícias factuais.
  • Tendencioso: Um site que publicou informações tendenciosas e “promove visões não comprovadas ou distorcidas”.
  • Malicioso: Site que ataca o seu computador com malware, phishing, vírus, spyware ou outras ameaças à sua privacidade ou computador.
  • Clickbait: Um site que conscientemente usa títulos enganosos para atrair leitores para inflar o tráfego e, subsequentemente, a receita.
  • Conteúdo gerado pelo usuário: Uma página ou site que contém conteúdo gerado por colaboradores de terceiros. Isso pode ser um site de mídia social como o Twitter, Instagram ou Facebook, ou também pode ser algo como um blog do Tumblr.

No teste que fizemos usando a extensão TrustedNews, parece funcionar muito bem, sinalizando sites com uma definição óbvia. Exemplo: O Facebook e YouTube foram classificados como sites em que o conteúdo é gerado por usuários, assim como sites de noticias tradicionais foram classificados como confiáveis.

No entanto, muitos sites ainda não têm dados suficientes para que o TrustedNews faça uma avaliação justa. Isso deve mudar no futuro, quando mais pessoas passarem a usar a extensão.

Quando você clica no ícone da extensão para revelar mais informações sobre a classificação, há uma seção que diz “Forneça comentários sobre essa classificação (em breve)”.

Portanto, para sites que ainda estão abaixo do radar dos parceiros da TrustedNews, a comunidade poderá determinar a confiabilidade de um site.

O fundador garante que a empresa tem trabalhado com o MetaCert Protocol para construir uma mecânica de jogo para recompensar as pessoas que enviam feedback sobre a reputação de um site.

A empresa também tem um plano para descentralizar o banco de dados de feedback enviado pelo usuário, colocando-o na blockchain Ethereum e implementando um mecanismo para deter os maus atores que visam estragar os dados com feedback falso.

O TrustedNews não requer esforço para usar, então não há motivo para não usá-lo. Basta instalar a extensão e olhar para o canto direito da janela do seu navegador ao visitar um site desconhecido para ter uma ideia da confiabilidade do site que você está visitando.

No futuro essa ferramenta tende a melhorar e ganhar um banco de dados mais difundido ao longo do tempo, isso irá facilitar o diagnostico de noticias falsas que são amplamente divulgadas na rede.

Como entender o consumidor por meio da conectividade

Por Carlos Py – Diretor de Ofertas Cross da Linx

A conectividade permite a implantação de ferramentas que usam dados para ampliar a relação dos consumidores com a marca, como sistemas de CRM, inteligência de dados e inteligência de negócios (BI).

Porém, o desafio é extrair informações úteis que ajudem a conhecer os clientes mais a fundo: saber do que gostam, como agem, quando consomem e várias outras questões inerentes ao comportamento dessas pessoas.

A evolução digital que estamos presenciando possibilita que as redes de varejo adotem e implementem tecnologias capazes de transformar o processo de compra do consumidor, por meio de uma experiência personalizada e memorável, aproveitando cada compra como um ativo importante para fidelizar clientes.

No mundo todo, diversas redes já estão oferecendo experiências de conectividade que eliminam as barreiras entre o mundo digital e o ponto de venda físico.


É o caso da disponibilização de um portal do cliente em que é possível, por meio do check-in via Wi-Fi, visualizar no próprio smartphone do consumidor sugestões de compra ou promoções personalizadas. Isto é, um reflexo do perfil de consumo individualizado.

São funcionalidades nascidas no e-commerce que começam a ganhar o seu espaço também no mundo físico. É o fenômeno chamado Omnichannel, que se caracteriza pela fusão entre os canais oferecidos por uma empresa, de forma com que o cliente não sinta diferenças entre os atendimentos on e off-line.

Em uma loja de roupas, por exemplo, é possível comprar uma peça on-line e experimentar ou retirar a mesma peça na loja física.

O fato é que a transformação digital é um mar de oportunidades no qual varejistas precisam mergulhar de cabeça. Só assim, acompanhando as mudanças e as tendências, é possível criar diferenciais relevantes e encontrar soluções que usem informações e tecnologia a favor do negócio.

5 tecnologias que estão mudando o comportamento dos consumidores.

O surgimento do computador pessoal e do telefone celular na década de 1990 e o smartphone nos anos 2000 são algumas das mudanças drásticas que o mundo dos negócios tem visto nas últimas décadas.

A tecnologia fez com que as empresas fossem dirigidas de forma diferente, estabelecessem novos pré-requisitos para o sucesso e influenciassem a maneira como os consumidores atuam.

No entanto, embora seja fácil apontar os benefícios da tecnologia, é importante entender porque a inovação é significativa e o que em grande parte não será relevante.

A previsão de padrões tecnológicos futuros e seu efeito nos consumidores é difícil, mas geralmente pode ser feito com um certo grau de precisão.

Esse processo começa com um “cone de incerteza” ou um gráfico que acompanha a expansão das capacidades tecnológicas.

Por exemplo, prever a viabilidade de carros sem condutor pode incluir uma lista de marcos importantes, como uma certa quantidade de testes, regulação governamental, atingir uma massa crítica de consumidores e quanto tempo cada um deles tomaria.

À medida que olhamos para o futuro, estas são as importantes inovações tecnológicas que são ou irão influenciar os hábitos do consumidor.


» Redes publicitárias em evolução

Google mudou o mundo da propaganda com a introdução de várias redes publicitárias digitais, mas o Facebook veio rapidamente e introduziu uma rede publicitária comparativamente poderosa.

Além disso, o crescimento gradual dos anúncios Snapchat e Instagram Ads oferece mais opções para os consumidores se envolverem.

Embora isso possa parecer inofensivo, as implicações para os consumidores são interessantes. Primeiro, essa mudança nas redes publicitárias indica uma mudança nos hábitos de busca do consumidor de quase totalmente o Google para uma divisão entre o Google e o Facebook.

Em segundo lugar, ilustra um fato mais importante: as empresas precisam entender seus meios de comunicação social e alinhar esses meios de comunicação com as preferências dos consumidores.

Um hiperlink azul no Google não atrai tanto quanto uma foto patrocinada no Instagram ou um vídeo patrocinado no Snapchat.



» Realidade virtual e realidade aumentada

Um dos maiores problemas com a VR/AR é que existe uma grande falta de conteúdo de qualidade e uma lacuna entre o preço para os consumidores e o valor que eles recebem.

Com o tempo, o preço vai diminuir, o conteúdo de qualidade aumentará e o valor começará a ter mais sentido para o público em massa.

Enquanto isso, algumas das principais oportunidades para as marcas se envolverem com os consumidores é através da criação de conteúdo VR e AR de alta qualidade, como a experiência VR da Nike, onde os espectadores podem sentir que são Neymar malabarista com uma bola de futebol com a Nikegrampos.

Pode se tratar de um novo geofiltro Snapchat ou de um vídeo musical virtual, o desenvolvimento de experiências virtuais pode dar aos seus consumidores uma nova experiência de consumo e eles já estão ansiosos por isso.


» Conteúdo de mídias sociais

Com o crescimento das mídias sociais, as pessoas começaram a agir, pensar e comprar de forma diferente. A capacidade de atenção de cada pessoa foi diminuída para menos de 8 segundos.

Simplificando, as pessoas agora são viciadas em consumidores de conteúdo de redes sociais e as marcas precisam entender como se encaixar nesse novo mundo social.

O sucesso nas redes sociais pode levar a grandes benefícios para a sua organização, como a Adidas viu nos últimos anos devido ao foco de transição de influenciadores atléticos para  influenciadores sociais  .

Para encontrar o sucesso das redes sociais, você precisa entender como tornar o conteúdo de alta qualidade possível para o consumo.

Este alinhamento entre seus consumidores e o conteúdo que eles desejam será crucial para a construção de um seguidor de marca para sua empresa.

Mesmo que você escolha não usar conteúdo de mídia social para publicidade, tome nota de como ele pode evoluir rapidamente aos gostos dos consumidores e como os produtos agora se enquadram nas mídias sociais.

As pessoas querem comprar coisas para mostrar em uma foto quadrada on-line e isso significa que as pessoas estão comprando de forma diferente do que eram há duas décadas.

 


» Otimização digital

Muitas pessoas escreveram sobre como os comerciantes podem criar o perfeito call-to-action, o que é cada vez mais difícil com a crescente complexidade dos sites das marcas e a crescente ubiquidade de pesquisa como a forma preferida de navegação on-line.

Bem, agora, cerca de 550 das maiores organizações do mundo têm a capacidade de criar domínios personalizados que incluem sua marca, usando domínios ‘.brand’ como:  www.blog.google  ou  www.summit.audi .

(Desde a última data para candidatura a um domínio .brand terminado há anos, qualquer nova marca pode ter que esperar até pelo menos 2020 para se candidatar a um desses novos domínios).

Uma vez que as marcas agora poderão utilizar melhor seu domínio como um chamado para ação, eles podem criar domínios mais curtos e significativos que criem caminhos mais simples para o conteúdo que normalmente é enterrado no fundo do site e que são apenas visíveis pela pesquisa.

Este é um meio imediato de encorajar a navegação de conteúdo direto e é uma oportunidade para desenvolver uma conexão mais profunda com os clientes.

A longo prazo, os clientes podem gravar o que eles estão procurando, seguidos pelo domínio .brand da organização que estão procurando e descobrir o conteúdo de forma rápida e fácil – evitando terceiros e criando um poderoso edifício de marca ferramenta para comerciantes.


» Chatbots

Todo mundo tem lembranças de se sentar em um telefonema com o serviço ao cliente por longos períodos de tempo enquanto se desloca entre as operadoras lendo um script ou mesmo ouvindo mensagens gravadas e digitando números extensos para ser atendido.

Com o surgimento do software de automação e especificamente os chatbots, as empresas agora podem se comunicar melhor com seus consumidores.

Isso significa que, nos próximos anos, os consumidores terão um aumento drástico da qualidade esperada do atendimento ao cliente das empresas e os problemas precisarão ser resolvidos efetivamente.

As empresas deveriam aproveitar esse tempo para preparar seus departamentos de relacionamento com o consumidor para garantir que tenham chatbots estabelecidos em redes sociais, linhas de atendimento de clientes, se necessário, e orientar o atendimento ao cliente como prioridade.

A tecnologia continuará a evoluir e os hábitos de consumo se ajustarão de acordo com  essa evolução, mas se você for capaz de acompanhar as tendências e como elas causam mudanças no comportamento do consumidor, você estará preparado para o longo prazo.

Facebook impõe “Timeline” a todos os usuários.

Se você está entre as pessoas que decidiram não aderir à Timeline do Facebook pode começar a se acostumar com ela.

Nesta semana a rede social anunciou que não há mais escolha, todos os perfis de usurários serão em breve transformado em Timeline ( Linha do Tempo ), a medida já era esperada, e o atual formato das paginas de perfil deixarão de ser usados.

A Timeline, permite que o usuário destaque uma foto no topo da pagina e divida postagens de acordo com a data da publicação em uma linha cronológica. A ideia é organizar melhor os momentos mais importantes da vida, como nascimento, namoro ou casamento.

Quando o perfil do usuário mudar para a Timeline, ele terá sete dias para testar a nova forma de publicar conteúdo no Facebook. Isso dá a você a chance de acrescentar ou esconder o que você quiser, antes que alguém veja sua Timeline, explica o site em comunicado. Com o novo layout, mensagens antigas são vistas com mais facilidade.

Quem quiser ir se acostumando já pode obter a Timeline em facebook.com/timeline. Basta clicar em “Obter Timeline”.

A medida de imposição porém vem sendo intensamente criticada por não permite que o usuário escolha se quer ou não aderir o novo formato.

Você gostou? Então deixe um comentário!

Conheça o Pinterest.

Trata-se da mais nova rede social, que organiza um mural virtual com fotos e videos, e que explodiu nos ultimos meses alcançando a marca de 10 milhões de usuários em janeiro. É pouco se comparado os 800 milhões cadastrado no Facebook, mais o que mais impressiona e a velocidade com que cresce – só de setembro a dezembro, a alta foi de 429%.

A rede também tem conseguido manter seus usuários conectados. Eles passam em media 1h 15 por mês no Pinterest, numero que só é menor do que o Tumblr (1h38) e o Facebook (6h33), desbancando até o Twitter e o Google +, segundo o site especializado Statista.

O Pinterest é como um grande painel de cortiça, um mural virtual em que o usuário comenta não só fotos de amigos, mais também qualquer tipo de imagem que lhe interesse na internet.

Essas fotos são divididas em álbuns temáticos, criados pelo usuário ( como receita de bolo, itens para decorar a casa ou livros para ler). Também é possível ver murais dos outros, segui-lo e republica-los, além poder curtir e comentar.

A inspiração para o serviço veio de um habito de infância de Ben Silbermann 29 anos e um dos seus fundadores. Esse espirito colecionador move o Pinterest criado por Silbemann e dois amigos em março de 2010 após cinco meses de trabalho.

A elegância do site é aprovado principalmente pelas mulheres que compõe 58% dos usuários ativos e que 97% dos fãs do serviço no Facebook são do sexo feminino.

Por enquanto, o site não é aberto. Pra entrar é preciso ser convidado por algum amigo que ja tenha conta na rede, ou clicar em “Request and invite” para ser convidado pelo próprio Pinterest. A resposta costuma ser rápida.

Se você gostou deixe um comentário!

Bradesco lança aplicativo que permite acesso a conta bancária pelo Facebook.

O Bradesco anunciou nesta terça-feira ( 06/03 ) que os seus clientes poderão contar com a rede social para visualizar suas informações bancárias com total segurança, com isso se tornou o primeiro banco brasileiro a lançar um serviço como esse na rede social mais acessada do mundo, e uma das primeiras instituições financeira mundialmente falando a contar com essa ferramenta

Um aplicativo chamado de F. Banking Bradesco, vai permitir ao usuário checar vários dados relacionados a sua conta como saldo, investimentos e limite de credito.

Segundo Luca Cavalcanti, diretor dos canais digitais do Bradesco o cliente  deve ficar tranquilo com relação a segurança, uma vez que as consultas feitas são realizadas em ambiente seguro, através do mesmo sistema utilizado no Internet Banking hospedados nos servidores do banco. Dessa forma o Facebook não terá acesso a nenhuma informação inserida pelo cliente.


Como Funciona?

1- Primeiro acesse o fanpage do Bradesco (Facebook.com / Bradesco), aprove o aplicativo F. Banking, e preencha os seus dados com número de  agência e conta.

2– Na pagina seguinte insira sua senha de 4 dígitos, é a mesma do Internet Banking e o código de aceso gerado pela chave de segurança que for solicitado no momento.

3– No primeiro acesso ao aplicativo você deverá aceitar os termos de uso, e na sequencia já terá acesso a informações de sua conta corrente.

4– Para cancelar sessão basta clicar em cancelar acesso, no canto superior direito da pagina.

5– Para os próximos acessos, o aplicativo poderá ser acessado diretamente do menu esquerdo da página inicial do perfil do cliente no Facebook.

Se você gostou deixe um comentário!

Conheça as novas regras para a internet banda larga no Brasil

A partir desta quinta-feira (1º), as empresas que prestam serviços de banda larga fixa e móvel vão passar a cumprir as novas regras impostas pela Anatel em Outubro de 2011.

Essas regras determinam que a banda larga disponibilizada ao consumidor terá que ter velocidade instantânea, registrada ao longo do dia de pelo menos 20% da velocidade contratada. Já a velocidade mensal deve ser de ao menos 60% do total contratado.

As metas serão ampliadas ano a ano. A partir de novembro de 2013 a velocidade mínima deve ser de 30 %, no ano seguinte a velocidade sobe para 40% da velocidade contratada. Já as velocidades médias mensais devem subir para 70% em novembro de 2013 e para 80% a partir de novembro de 2014.

O usuário que quiser medir a sua velocidade de conexão com a internet pode usar o sistema de medição de trafego, que é usado pelo Inmetro para avaliar a conexão.

O serviço está disponível para ser usado em computadores, tablets e Smartfones. Existe também este site: www.brasilbandalarga.com.br, disponibilizado pela própria Anatel para fazer a medição.

Mas a medição oficial da Anatel será feita por equipamentos instalados pelas próprias operadoras. Ao encontrar algum descumprimento das novas metas de qualidade a Anatel promete abrir um processo administrativo que podem gerar advertências e multas de até R$ 50 milhões às operadores que descumprirem as normas.

As novas regras divulgadas pela Anatel no Diário Oficial de outubro de 2011 diz que as empresas prestadoras do serviços de banda larga teriam o prazo de 1 ano para se adaptarem aos novos índices mínimos, que passam a valer agora.

As velocidades terão de ser cumpridas no período de maior trafego de dados que ocorre das 10 hs as 22 hs. As operadoras também terão de cumprir requisitos mínimos de serviço.

No caso da banda larga fixa a internet deverá está disponível 99% do tempo e na banda larga móvel a exigência cai para 98% e a taxa de queda de acesso deve ser inferior a 5% no mês.

As empresas serão obrigadas a disponibilizar nos seus portais na internet um sistema medidor para avaliar a conexão oferecida ao consumidor.

Terão ainda que elaborar uma cartilha informativa com todas as metas de qualidade, que devem ser entregues a todos os assinantes do serviço.

Se você gostou deixe um comentário!

Facebook não para de crescer. Mas até onde a rede social pode chegar?

O crescimento do Facebook nos últimos anos é assustador. A rede social, que nasceu apenas com o intuito de facilitar a comunicação entre alunos de uma faculdade nos Estados Unidos, hoje é a mais popular em ao menos 127 países ao redor do mundo. São cerca de 1,3 bilhão de usuários.

Até onde a rede social criada por Mark Zuckerberg pode chegar nós não sabemos. Mas aos poucos ela vem obtendo importantes conquistas e façanhas, antes só alcançadas pelo gigante Google.

A última novidade anunciada pelos diretores do Facebook pegou de surpresa alguns gigantes da internet. A empresa está desenvolvendo satélites e drones que levarão a internet às regiões mais pobres do planeta.

O projeto foi chamado de Connectivity Lab e é formado por um grupo de especialistas em informática, aeronáutica e tecnologia aeroespacial.

Dias antes do anúncio, o Facebook já havia divulgado a compra da empresa Oculus VR, pela bagatela de US$ 2 bilhões. A Oculus VR é uma startup que tenta popularizar aparelhos de realidade virtual.

Segundo Mark Zuckerberg, a empresa tem a chance de criar a plataforma mais social da história e ainda mudar a forma como as pessoas trabalham, se comunicam e jogam.

Outra novidade da rede social nos últimos dias foi a melhoria das funcionalidades para o sistema Android, conforme divulgado pelo blog da PSafe. Agora, usuários dessa plataforma conseguem utilizar recursos antes restritos à quem acessava o Facebook pela web ou através do sistema iOS.

Um desses recursos é a possibilidade de postar fotos e imagens nos comentários de uma postagem. Além disso, os usuários Android podem agora editar, organizar, excluir e enviar fotos simultâneas a grupos de amigos.

Também foi disponibilizado o sistema de aprovação e exclusão de publicações habituais e pendentes. De acordo com a PSafe, as mudanças melhoraram a navegação, a velocidade e funcionalidade com que usuários Android utilizam o aplicativo da rede social.

No início do ano, o Facebok também havia anunciado a compra do serviço de mensagens WhatsApp, um dos aplicativos mais baixados nas lojas oficiais Play Store, do Google, e App Store, da Apple. Zuckerberg pagou o montante de US$ 16 bilhões pelo aplicativo. Até o momento, não houve grandes mudanças no funcionamento do serviço.

A aquisição foi uma das maiores da história do mundo da tecnologia. Antes disso, a maior negociação da rede social havia sido quando foi realizada a compra do aplicativo Instagram, por US$ 1 bilhão, em meados de 2012.

Os próximos objetivos de Mark Zuckerberg e sua equipe são ainda mais trabalhosos. A rede social, em parceria com outras empresas de tecnologia, quer levar e desenvolver a internet aos 5,4 bilhões de pessoas que não tem acesso à rede no mundo. O projeto foi lançado em agosto do ano passado e batizado de Internet.org.

E quem duvida que eles não vão conseguir? É esperar para ver.

Deixe uma resposta Cancelar resposta



Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Como obter o máximo do LinkedIn

O livro Obtendo o Máximo do LinkedIn do autor Dan Sherman.  Lançado pela editora M.Books, é um guia passo a passo e um roteiro claro para qualquer pessoa começar a explorar esta rede social e também revela estratégias avançadas que mesmo os usuários experientes apreciarão.

O LinkedIn não é apenas um site de networking profissional e para procurar um emprego. Se você souber maximizar o seu potencial, o LinkedIn é também um site de negócios.

Qualquer pessoa com familiaridade com a internet, sabe que a rede mundial de computadores se tornou um ótimo espaço para trabalhar, se divertir e fazer novos negócios.

Esse espaço apresenta constantes mudanças e inovação, e para de adaptar a essas transformações é preciso está atento as oportunidades que surgem todos os dias.

O LinkedIn é a maior rede social do mundo voltada para empregos e negócios. Quem reservar um tempo para explorar as suas ferramentas, pode encontrar oportunidades para desenvolver o seu negocio, ganhar publicidade, construir uma carreia, fazer network, encontrar mentores e conseguir investidores que poderão patrocinar as suas ideias.

Pessoalmente, eu via o LinkendIn apenas como uma forma de procurar emprego. Após dedicar um bom tempo na leitura do livro, aprendi e em seguinte coloquei em pratica técnicas simples que me trouxeram resultados muito significativos.

O resultado mais surpreendente e imediato que obtive foi o grande número de visitantes que conseguir atrair para o meu site, apenas fazendo alguns ajustes no meu perfil do LinkedIn.

Neste exemplar, você aprender ainda diversas formas de usar essa poderosa rede social – Dicas valiosas como:

  • Como criar um perfil poderoso 
  • Como criar uma grande rede de conexão 
  • Criar e divulgar um evento 
  • Encontrar o emprego dos sonhos 
  • Promover sua marca 
  • Gerar tráfego para o seu site
  • Usar corretamente as palavras chaves 
  • Criar e aderir novos grupos 
  • Pesquisar e Monitorar os seus concorrentes

Após ler este livro, você saberá o que precisa fazer para tirar o máximo do LinkedIn. Fica então por sua conta colocar o maior site de networking profissional do planeta para funcionar a seu favor e de seu negócio.

Saiba mais sobre esse livro no site da Editora : www.mbooks.com.br


Sobre o autor: 

Dan Sherman

É consultor de Linkedin, treinador e palestrante. Trabalha com empresas e empreendedores. Ele tem mais de 20 anos de experiência em gerenciamento de marketing corporativo em empresas bem sucedidas, de start-ups a grandes empresas listadas na fortune 500.

Se gostou deixe um comentário!

Deixe uma resposta Cancelar resposta



Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Desapegar é só começar!

Blog legal, né? Navegar nas suas páginas preferidas sempre traz alguma coisa nova, alguma ideia pra deixar sua vida mais interessante. É exatamente isso que a OLX faz por você: abre espaço na sua vida, desocupa espaço na sua casa e você ainda ganha uma graninha extra. Sabe como? A gente explica.

Na OLX você anuncia grátis tudo que não usa mais. Dê uma olhada na sua casa. Tem muitas coisas que você não usa mais e que valem uma grana. Já pensou que delícia descobrir que agora vai dar para fazer aquela viagem no fim de semana?

Comprar aquele sapato novo, dar aquela renovada no penteado? Descobrir o valor dos seus produtos usados é inteligente nos dois sentidos, pois além de render grana para você, dá uma nova vida aos seus produtos. Bacana, né? Então desapega! É fácil e muito rápido.


Siga as nossas dicas:
Você escolhe do que vai desapegar (pode ser um celular antigo, notebook, bicicleta, móveis, objeto de decoração… tem uma infinidade de coisas pra vender), capricha nas fotos, coloca uma descrição bem bacana (quanto mais detalhes, melhor), compara preços com pessoas que estejam vendendo a mesma coisa que você na OLX e… pronto! Seu anúncio está no ar para mais de 26 milhões de usuários na OLX.


Com a OLX, desapegou, vendeu.
Desapegar faz um bem danado, sabia? É o tipo da coisa que a gente se pergunta por que não começou a fazer antes. Só tem vantagem! Se você já chegou a conclusão de que não vai mais usar alguma coisa, experimente a OLX e compartilhe sua experiência com a gente na nossa fan page da OLX.

Tá esperando o quê? Baixe agora o aplicativo no seu celular! Fotografou, publicou, desapegou.

Venda tudo na OLX. É rápido e grátis. Vai ficar aí parado? DESAPEGA!

Se você gostou deixe um comentário!