Dicas Tutoriais

Guia essencial para registrar uma marca no brasil.

Registrar uma marca é um procedimento que necessário que preocupa muitos empreendedores no Brasil, o motivo para isso é que poucas pessoas sabem ao certo como fazer isso ou se sentem seguras ao fazerem o procedimento sozinhas.

Algumas pessoas buscam pela ajuda de um especialista em proteção de marcas e não há nada de errado com isso, mas, mesmo que você opte por essa opção, entender melhor como o registro de marcas funcionam no Brasil é um assunto pertinente para qualquer empreendedor.

Por isso, vamos ao guia essencial com o mínimo que você precisa saber sobre o assunto.


CONHEÇA O INPI


INPI é a sigla para Instituto Nacional da Propriedade Industrial, é a entidade que cuida do registro de patentes e assuntos pertinente. é nele que você vai consultar a disponibilidade de marca, registrar a sua marca e etc.

Antes de mais nada, você precisa entender o que não pode ser registrado no INPI, isto é, o que é marca e o que não para eles. Você não pode registrar nome e sobrenome, marca enganosa e etc. Confira a lista completa sobre o que você não pode registrar antes de prosseguir com o seu processo.


PESQUISE ANTES DE REGISTRAR


Você não pode registrar uma marca se ela for muito semelhante a outra já existente. Quando falamos sobre nome por exemplo, você não pode registrar a sua marca se o nome já foi registrado junto ao INPI.

No próprio site oficial do Instituto você pode pesquisar pelo nome da sua marca e verificar se o mesmo já foi registrado. Essa etapa é importante para evitar desperdício de tempo, você até pode tentar registrar uma marca já existente, mas o seu pedido será negado pelo INPI.


Registrar marcas, computador
Registrar marcas e patentes no Brasil.

SEJA RÁPIDO


Os direitos exclusivos de uma marca só são concedidos de fato quando são registrados junto ao INPI. Mesmo após a confirmação da disponibilidade da sua marca, você só vai estar na metade do caminho.

É preciso se apressar e fazer o registro rápido antes que alguém acabe tomando a sua frente e registre antes de você. Nesta etapa você deve estar preparada para gastar dinheiro pois o processo não é gratuito.

É também recomendado que você registre tudo o que estiver relacionado a sua marca, ex: logotipos, slogans e etc. O motivo para isso é que se sua marca se tornar valiosa, você vai querer todos os direitos sobre ela. 


TENHA PACIÊNCIA


O processo de registro não é automático como muitas pessoas pensam. O INPI é um instituto especializado, mas você precisa lembrar que estamos falando de um instituto para o país inteiro, portanto, pode demorar algum tempo até que seu pedido seja aceito ou rejeitado.

Você deve conferir o status do seu processo com frequência e agir de acordo com a resposta que for dada pelo INPI. Com um pouco de sorte, você terá sua marca registrada na primeira tentativa. Mas não desanime se não for o caso e tente outra vez se necessário.

Netflix x Hulu: Qual serviço de streaming você deve escolher?


Decidir qual serviço de streaming é ideal para você pode ser difícil. Obviamente, se você quiser assistir a tudo, você tem que se inscrever em tudo. Se você está com orçamento apertado no entanto, você precisará fazer algumas escolhas difíceis.

O Amazon Prime é o lar de alguns dramas originais que valem a pena e vem com outros benefícios não relacionados a vídeos. Serviços especializados, como a variedade comercial focada no terror. O Disney Plus ainda não saiu, mas se você é fã da Marvel, Star Wars ou Pixar, vai ser obrigado a aderir.

No entanto, se você puder pagar apenas um serviço de streaming, escolha entre os dois maiores jogadores: Netflix Hulu. Ambos os serviços têm conteúdo suficiente para mantê-lo ocupado por anos, mas existem algumas diferenças importantes entre os dois. 

Para uma experiência de visualização completa, é muito provável que você deseje as duas coisas, mas se tiver que escolher, estamos aqui para ajudá-lo a encontrar o serviço que melhor se adapta aos seus hábitos de streaming e não vai quebrar seu orçamento.

CONTEÚDO

Conteúdo Streaming - Netlix x Hulu
Conteúdo – Netflix x Hulu

Um serviço de streaming não vale nada se você não gosta dos filmes e programas de televisão que são ofertados, então o seu maior desafio será descobrir se o Netflix ou o Hulu tem mais vídeos que você está interessado.

Em termos de quantidade, a Netflix leva o Hulu “a nocaute” (e virtualmente todo mundo). É o que acontece quando você gasta cerca de US $ 13 bilhões por ano em conteúdo. Como resultado, o Netflix hospeda alguns dos melhores filmes e temporadas completas de muitos dos programas de televisão mais populares de todos os tempos, que vão de Friends a Breaking Bad. 

A programação original da Netflix também inclui toneladas de grandes shows e filmes, desde o drama indicado ao Oscar de Alfonso Cuaron, Roma , até Stranger Things , The Haunting de Hill House e inúmeros outros.

Por outro lado, enquanto o Hulu tem uma série de grandes filmes em oferta, seu maior atrativo é o conteúdo de televisão atualizado. Normalmente, o Netflix só recebe os episódios mais recentes de um programa de televisão de três meses a um ano após o término de toda a temporada. 

Por outro lado, redes e canais a cabo como NBC, FOX, ABC e outros colocaram novos episódios de muitos dos seus conteúdos no Hulu no dia seguinte ao de seus shows.

O Hulu também tem obtido grandes ganhos em conteúdo original, graças a projetos aclamados pela crítica como The Handmaid’s Tale , PEN15 e o próximo revival de Verônica Mars, embora não seja nada comparado ao Netflix.

Há também o fator Disney a considerar, agora que a compra dos ativos da Fox pela Disney está completa. Enquanto a Netflix é sua própria empresa, a Disney possui 60% do Hulu (a Comcast / NBC possui outros 30%, enquanto a AT & T controlou os 10% restantes até muito recentemente). 

Isso, além da Disney Plus, vai mudar as coisas dramaticamente no futuro próximo, já que a Disney parece estar planejando impulsionar o Hulu de uma maneira muito grande.

Enquanto você pode encontrar propriedades da Disney como Star Wars: The Last Jedi e Avengers: Infinity War na Netflix no momento, a Disney está em processo de remover seu conteúdo da gigante de streaming e publicará no Disney Plus (supostamente, a divisão entre a Netflix e a Disney é o motivo pelo qual a popular série Marvel, da Netflix, que incluía Daredevil e Jessica Jones, não foi renovada  por mais temporadas).

O Hulu também terá alguns desses conteúdos da Disney e da Fox: segundo relatos, filmes como Deadpool e as comédias animadas de adultos da Marvel , que não se enquadram no mandato da família Disney Plus, serão transferidos para o Hulu. 

A Netflix tem material original de alto perfil suficiente para resistir ao desmembramento sem muitos problemas, mas é importante manter as próximas mudanças em mente, especialmente se você é fã das propriedades que a Disney possui – o que, hoje em dia, parece quase tudo. 

Finalmente, o Hulu também oferece um serviço de TV ao vivo que você pode adicionar ao seu serviço on-demand, embora isso possa lhe custar mais caro.

PREÇO

Comparar preços Netflix-Hulu

Aqui é onde as coisas ficam complicadas. Tanto o Netflix quanto o Hulu estão disponíveis em vários pontos de preço diferentes, e o quanto você vai gastar em cada um deles depende de uma combinação de recursos, qualidade de imagem e som, e se você está ou não disposto a aceitar anúncios.

Por US $ 9, você pode obter uma assinatura “Básica” do Netflix que é executada em definição padrão e permite transmitir vídeo para um dispositivo. 

O plano Standard de US $ 13 atualiza seu stream para HD (se estiver disponível para o filme ou programa que você está assistindo) e permite usar dois dispositivos ao mesmo tempo. No preço de US $ 16, você obterá a resolução 4K Ultra HD e quatro transmissões simultâneas. 

Os planos de envio de DVDs custam um extra de US $ 5 a US $ 12 por mês, dependendo do plano. Enquanto isso, a assinatura básica do Hulu custa apenas US $ 6 por mês, mas isso vem com anúncios que são exibidos durante intervalos comerciais dos programas.

Se você quiser assistir o Hulu sem anúncios, você precisará pagar o dobro, mas se você puder pagar, o nível mais alto é o caminho a percorrer. O Hulu parece estar adicionando mais anúncios com o passar do tempo, e os anúncios individuais estão vinculados a programas específicos.

Se você estiver assistindo a um determinado programa, verá os mesmos anúncios várias vezes, o que é uma maneira muito fácil de arruinar sua experiência de visualização.

O serviço de TV ao vivo do Hulu acrescenta um extra de $ 39 às suas taxas de assinatura em troca de acesso a 60 ou mais canais. Você também pode aumentar o Hulu Live TV com extras, embora eles custem ainda mais. 

Por exemplo, o serviço “Enhanced Cloud DVR” do Hulu, que permite avançar nos comerciais e lhe dá mais espaço de armazenamento virtual, custa US $ 10 por mês, a capacidade de transmitir o Hulu Live TV em um número ilimitado de dispositivos (o padrão é apenas dois) custará mais US $ 10, uma assinatura opcional da HBO custa US $ 15 e assim por diante.

DISPOSITIVOS SUPORTADOS

Dispositivos suportados – Netflix – Hulu

Aqui está a boa notícia: se você tiver um smartphone, um tablet, uma caixa de streaming, um console de videogame ou um computador doméstico, será possível assistir ao Netflix e ao Hulu sem problemas. 

Ambos os serviços são extremamente populares, o que significa que são suportados por quase todos os dispositivos de reprodução de vídeo. 

Provavelmente vale a pena verificar a lista de compatibilidade de cada serviço antes de se inscrever (aqui está o Netflix, e aqui está o Hulu ), mas a menos que seu hardware seja extremamente antigo ou fenomenalmente obscuro, provavelmente você está compatível.

QUALIDADE DE SOM E IMAGEM

Qualidade de som e imagem – Netflix-Hulu

Se você é um entusiasta de audiófilos ou home theater, a Netflix é a grande vencedora, embora você pague mais pelos fluxos de alta qualidade. Embora a assinatura básica da Netflix seja apenas de definição padrão, seu plano de US $ 13 oferece fluxos em HD, enquanto a assinatura de US $ 16 oferece qualidade 4K. 

A Netflix também oferece trilhas sonoras Dolby Atmos para alguns de seus conteúdos, além das ofertas de som surround 7.1 e 5.1. Por outro lado, o Hulu transmite em HD em todos os níveis de assinatura, mas atualmente não oferece resoluções de 4K.

A programação do Hulu só transmite com som estéreo também, então se você quiser mostrar sua configuração sofisticada de home theater , pule o Hulu. Simplesmente não fará o trabalho.

RECURSOS DE INTERFACE E ACESSIBILIDADE

Recurso de Interface e Acessibilidade – Netflix – Hulu

Tanto o Netflix quanto o Hulu estão ótimos e são fáceis de usar, e se você usou um aplicativo de smartphone moderno, nenhum deverá causar muitos problemas. 

O mecanismo de recomendação da Netflix pode ser uma ótima maneira de encontrar coisas novas para assistir (embora pareça favorecer o conteúdo original da Netflix), enquanto a interface do Hulu é simples e rápida.

O serviço ajuda a consolidar todos os seus vários canais em um único pacote. Se você confiar em legendas, a Netflix tem uma ligeira vantagem: em 2014, a empresa anunciou que todo o seu conteúdo teria closed-caption. 

A Netflix também tem controles de pais mais robustos, incluindo a opção de bloquear certos perfis de qualquer conteúdo com uma classificação mais severa e precisa. Se você está preocupado com o que seus filhos estão assistindo, o Netflix é a opção mais segura.

CONCLUSÃO

Se você é um cinéfilo ou está procurando por exclusividades, a Netflix é sua melhor aposta. Não apenas as opções de resolução 4K e som surround proporcionam uma experiência de visualização mais imersiva, mas o conteúdo original da Netflix também é uma das mais comentadas da programação. Se você não é assinante da Netflix, está perdendo.

Se, por outro lado, a transmissão de TV for o seu principal problema, o Hulu pode ser uma opção melhor. Você poderá assistir a muitos de seus programas favoritos apenas um dia ou dois depois que eles forem ao ar, o que significa que eles não serão estragados antes que eles acessem o Netflix, enquanto o Hulu Plus Live TV oferece uma opção para aqueles que estão cansados ​​de lidar com cabo. 

Graças à fusão da Disney-Fox, o Hulu também estará melhorando muito em breve, por isso, mesmo que você opte pela Netflix, você pode querer considerar trocar ou adicionar serviços quando souber um pouco mais sobre como as próximas mudanças vão transformar esse cenário.

Em última análise, o Hulu e o Netflix estão no topo da cena de streaming por um motivo: ambos estão cheios de conteúdo excelente e qualquer um lhe dará mais do que o suficiente para assistir. 

Se você realmente gosta de seu entretenimento, assine os dois. Se você não pode pagar por isso, então veja o que eles oferecem e faça sua escolha de acordo com as suas necessidades.

Fonte: Digital Trends

Os principais problemas do iPhone 8 e como corrigi-los.


Os smartphones são dispositivos complexos projetados para tornar nossa vida mais fácil, mas às vezes acabam causando frustração. Estamos impressionados com o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus, mas eles não são perfeitos. 

Embora os dispositivos da Apple sejam geralmente bem feitos e com bom funcionamento, as coisas podem e vão dar errado de tempos em tempos. 

Reunimos alguns problemas notáveis ​​com o iPhone 8 Plus mais recente e problemas comuns com o iPhone 8, além de conselhos sobre como você pode lidar com eles.


PROBLEMA: O GRUPO FACETIME NÃO ESTÁ FUNCIONANDO

Depois de descobrir um bug no FaceTime que permite aos chamadores ouvir e possivelmente até ver os destinatários das chamadas sem que eles aceitem a chamada, a Apple desligou temporariamente o recurso FaceTime do Grupo.

Solução:

  • Fique de olho na página de status do sistema da Apple para ver quando está de volta e funcionando.

PROBLEMA: O WI-FI DESCONECTANDO

Este é um problema comum em telefones em geral, mas vimos tópicos sobre isso no iPhone 8 Plus no fórum de suporte da Apple. Se você achar que continua perdendo sua conexão Wi-Fi, há várias causas possíveis.

Correções possíveis:

  • Reinicie seu iPhone e seu roteador e tente se conectar novamente.
  • Se ainda não conseguir conectar, vá para Configurações> Geral> Redefinir> Redefinir configurações de rede . Isso redefinirá suas redes e senhas Wi-Fi, além das configurações de celular, VPN e APN.
  • Certifique-se de ter o software mais recente em  Configurações> Geral> Atualização de Software .
  • Verifique com o seu ISP ou fabricante do roteador para ver se há uma atualização de software disponível para o seu roteador.

PROBLEMA: NÃO É POSSÍVEL CONECTAR-SE AO LTE

Algumas pessoas tiveram problemas para se conectar ao LTE e ficaram presas ao 3G. Há uma discussão sobre isso no fórum de suporte da Apple . Felizmente, este deve ser uma solução fácil.

Solução possível:

  • Ative e desative novamente o modo avião .
  • Dê uma olhada em Configurações> Geral> Sobre e veja se há uma atualização das configurações da operadora disponível.
  • Reinicie seu iPhone .
  • Tente redefinir suas configurações de celular, VPN e APN em  Configurações> Geral> Redefinir> Redefinir configurações de rede .
  • Desligue o seu iPhone, remova o cartão SIM, coloque-o novamente no iPhone e ligue-o novamente.

PROBLEMAS: REINICIALIZAÇÕES INESPERADAS, TELA CONGELADA OU NÃO ATIVAM

Se você está sofrendo de algum ou de todos esses problemas, pode ser que seja a placa lógica do seu iPhone 8.

A Apple descobriu que uma pequena porcentagem dos aparelhos iPhone 8 vendidos entre setembro de 2017 e março de 2018 na Austrália, China, Hong Kong, Índia, Japão, Macau, Nova Zelândia e os EUA tinham um defeito de fabricação.

Solução:

  • Verifique no site da Apple para ver se o seu iPhone 8 tem um número de série elegível e a Apple irá repará-lo gratuitamente.
  • Se você estiver com problemas em uma tela que não responde e não tiver um número de série qualificado, verifique abaixo se há mais correções possíveis.

PROBLEMA: A BATERIA DESCARREGA RAPIDAMENTE

Nós usamos nossos iPhones tanto que a vida da bateria pode ser um problema, mas no fórum de suporte  da  Apple, algumas pessoas têm reclamado sobre o raro e rápido consumo de bateria. 

Descobrimos que o nosso iPhone 8 drena muito rapidamente quando se joga AR , mas geralmente a duração da bateria é muito boa. Se você está sofrendo com uma bateria do iPhone 8 que drena rapidamente, veja o que tentar:

Correções possíveis:

  • Dê uma olhada no nosso guia sobre como economizar bateria para uma série de dicas úteis.
  • Se essas dicas não funcionarem para você, provavelmente vale a pena tentar uma redefinição de fábrica. Certifique-se de fazer o backup primeiro, mas depois de limpar o seu iPhone, considere configurá-lo como novo – não restaure o seu backup – e teste para ver se o problema da bateria retorna. Se isso não acontecer, é possível que algo nas configurações antigas ou em um aplicativo que você instalou esteja causando o problema.
  • Se você ainda tiver problemas de bateria depois de uma redefinição de fábrica e sem restaurar seu backup, isso pode ser uma falha de hardware e você vai querer levá-lo para a Apple para testes adicionais.

Iphone em cima da mesa com várias ferramentas.

PROBLEMA: INCHAÇO DA BATERIA

Você pode ter visto alguns relatórios sobre as baterias do iPhone 8 Plus inchando e fazendo com que a tela se solte do corpo do dispositivo. 

O primeiro relatório, captado pela TNW, parece ter se centrado em um iPhone 8 Plus em Taiwan, mas a MacRumors já relatou mais alguns incidentes semelhantes no Japão, no Canadá e na Grécia. Não está claro o quão difundido é o problema, mas parece ser uma ocorrência relativamente rara.

Solução:

  • A Apple está investigando isso, mas se você encontrar um problema semelhante, há apenas um curso de ação: entrar em contato com a Apple e obter um aparelho de substituição.

PROBLEMA: FONE DE OUVIDO COM RUÍDOS

Vários proprietários do iPhone 8 e 8 Plus reclamaram de um fone de ouvido que emite muitos ruídos durante as chamadas. 

Um som ou distorção estática repetitiva e intermitente dificulta a audição adequada durante chamadas normais e chamadas do FaceTime. O problema surgiu no fórum de suporte da Apple , no Reddit e em outros lugares .

Soluções potenciais:

  • Aguarde uma atualização de software. A Apple reconheceu esse problema e disse ao The Verge: “Estamos cientes do problema que está afetando os clientes em um pequeno número de casos. Nossa equipe está trabalhando em uma correção, que será incluída em uma próxima versão do software. ”
  • Alegadamente, este problema foi corrigido na atualização do iOS 11.0.2.
  • É possível que exista um problema de hardware separado, mas similar, ao tocar no fone de ouvido, de acordo com esse post do Reddit. Se esse é o seu problema, talvez seja necessário entrar em contato com a Apple sobre um aparelho substituto.

PROBLEMA: APP STORE ATUALIZANDO REPETIDAMENTE

Se você carregar a App Store e descobrir que ela é atualizada repetidamente a cada poucos segundos, você não está sozinho. Encontramos esse problema em nossa unidade de análise do iPhone 8, mas foi relatado em outro lugar e não parece estar confinado aos dispositivos mais recentes da Apple.

Soluções potenciais:

  • Um simples reinício foi suficiente para colocar o nosso iPhone 8 de volta aos trilhos. Mantenha o botão Sleep / Wake pressionado e deslize para desligar. Em seguida, pressione o botão Sleep / Wake para ligar o iPhone novamente. Não vimos este problema retornar.
  • Algumas pessoas tiveram sucesso assinando sua conta e voltando novamente. Vá para Configurações e toque em seu nome na parte superior, depois em iTunes e App Store> ID Apple e selecione Sair. Toque em Entrar e insira seus detalhes para fazer login novamente e tente novamente na App Store.

PROBLEMA: TELA SEM RESPOSTA OU CONGELADA

Houve alguns relatos nos fóruns da Apple sobre o iPhone 8 ou o iPhone 8 Plus se tornando indiferentes e congelando na tela de bloqueio ou na tela inicial. Excepcionalmente, em alguns desses casos, alguns dos botões de hardware e certos gestos ainda funcionam, mas todo o resto está congelado.

Soluções potenciais:

  • Mantenha pressionado o botão Sleep / Wake e deslize para desligar , supondo que ele funcione. Pressione o botão Sleep / Wake para ligá-lo novamente.
  • O método de reinício de força foi alterado para o iPhone 8 e iPhone 8 Plus. Você deve pressionar e soltar rapidamente o botão Aumentar volume, depois pressionar e soltar rapidamente o botão Diminuir volume e, em seguida, pressionar e segurar o botão Repousar / Despertar até ver o logotipo da Apple.
  • Se o problema retornar após uma reinicialização, faça um backup de qualquer coisa preciosa e tente limpar seu iPhone e, em seguida, restaure seu backup. Veja como redefinir a configuração original do iPhone para obter instruções completas.
  • Se você tentou redefinir a configuração de fábrica e, em seguida, restaurou o backup, e o problema retorna, pode haver algo no backup que está causando isso. Tente fazer a reposição de fábrica do seu iPhone 8 e configure-o como um novo dispositivo, depois teste para ver se o problema desapareceu.
  • Ainda não é alegria? É hora de entrar em contato com a Apple ou entrar em uma Apple Store e perguntar sobre um reparo ou substituição.

PROBLEMA: SUPERAQUECIMENTO

Se você achar que seu iPhone 8 ou iPhone 8 Plus está ficando muito quente, ou mesmo esquentando além do normal, ao toque, então geralmente não há motivo para pânico.

Descobrimos que o iPhone 8 fica muito bom quando jogamos AR, mas ele também pode aquecer quando você o configura pela primeira vez, restaurando um backup, ou usando GPS e um jogo simultaneamente, como o Pokémon Go.

Se ficar muito quente, o iPhone 8 foi projetado para desativar determinados recursos, como o flash, exibir um aviso de temperatura na tela e desligar-se.

Soluções potenciais:

  • A coisa mais óbvia a fazer é parar de usá-lo até esfriar.
  • Se você puder ir para um ambiente mais frio, faça isso. Deixar seu iPhone 8 no painel em seu carro em um dia quente, por exemplo, pode causar um problema.
  • Se você tiver uma capa ou capa para iPhone 8 , considere removê-la para permitir que o calor se dissipe mais rapidamente.
  • Tente desativar todas as funções que você não está usando. Por exemplo, vá para Configurações> Privacidade e desative os Serviços de Localização .
  • Se você estiver em uma área com sinal fraco, pode valer a pena passar para abrir o Centro de Controle e tocar no ícone Dados do Celular para desativá-lo. Apenas lembre-se de ligá-lo novamente mais tarde.
  • Mantenha o botão Sleep / Wake pressionado e deslize para desligar . Pressione o botão Sleep / Wake para ligá-lo novamente.
  • O mais provável culpado pelo superaquecimento é um aplicativo ou jogo específico, então preste atenção ao que está acontecendo quando isso acontece e considere a desinstalação de algo problemático.

Como redefinir as configurações de fábrica do Windows.

Seu PC está lento? Veja como restaurar o Windows 10 para as configurações de fábrica.


Você pode querer vender ou doar sua máquina Windows 10 (para poder comprar algo muito mais poderoso). Nesse caso, você deve garantir que todas as suas informações pessoais e aplicativos sejam removidos para proteger sua privacidade.

Felizmente, há uma maneira relativamente fácil de começar de novo com o Windows 10: a função de redefinição do Windows.

» Veja como redefinir o Windows 10 de fábrica e retorná-lo ao seu estado mais puro.

♦ Primeiro, faça backup de suas coisas!

Antes de redefinir seu sistema, você precisará fazer backup de informações importantes que não deseja perder. Isso inclui documentos, fotos, músicas e filmes, mas há outros itens para fazer backup também.

Certifique-se de que você conhece todas as suas senhas salvas, exporte todos os seus favoritos do navegador e tenha arquivos de instalação para todo o software que você deseja reinstalar – ou saiba onde obtê-los novamente.

Além disso, certifique-se de fazer backup de dados específicos do aplicativo, como filtros personalizados salvos em um utilitário de fotos, salvar arquivos de seus jogos favoritos e fazer backup de e-mails, se estiver usando um servidor off-line.


≡ WINDOWS 10


O recurso de redefinição do Windows 10 é encontrado no menu principal Configurações. Esse recurso retorna a instalação do Windows 10 para o estado padrão em que estava quando o sistema foi instalado pela primeira vez. Observe que isso pode ser tecnicamente diferente de um “reset de fábrica”, dependendo do fabricante da sua máquina.

Verifique a sua documentação ou ligue para o suporte técnico se quiser devolver o seu PC ao modo como o fez quando o tirou da caixa pela primeira vez. O fabricante pode ter partições especiais configuradas no disco rígido ou pode fornecer uma imagem de restauração de fábrica.

Etapa 1: Acesse o menu de configurações clicando no ícone Notificações na barra de tarefas ou pressionando o botão do Windows + A. Em seguida, clique em Todas as configurações.

Etapa 2: clique em Atualização e segurança e escolha Recuperação no menu à esquerda.

A próxima página contém duas opções. O primeiro, Reset this PC é o método que vamos seguir, mas vale a pena considerar o segundo se você tiver um pouco mais de habilidade técnica.

A inicialização avançada é usada para modificar seu computador em um nível mais profundo ou instalar um sistema operacional completamente diferente.

Isso é útil se o fabricante fornecer uma imagem de restauração de fábrica ou uma unidade externa contendo a imagem para retornar a máquina ao estado de fábrica.

A menos que você tenha certeza absoluta de que entende o que cada uma das opções dessa configuração faz, provavelmente é melhor deixar isso de lado.

Etapa 3: Quando estiver pronto, clique no botão Começar, sob o cabeçalho Redefinir este PC . Uma nova janela aparecerá com duas opções, Manter meus arquivos e Remover tudo.

Etapa 4: decida se deseja manter todos os seus arquivos e pastas ou realmente inicie do zero e traga seus dados pessoais de volta da sua solução de backup.

Qualquer um que você escolher, todos os seus aplicativos precisarão ser reinstalados e suas configurações, como o menu Iniciar, retornarão aos padrões.

Passo 5: Clique em qualquer opção que lhe agrade. Se você escolheu Manter meus arquivos, pule para a Etapa 7.

Passo 6: Se você escolheu Remover tudo, agora você tem a opção de apenas remover meus arquivos  ou remover arquivos e limpar a unidade.

A segunda opção formata a própria unidade, e é melhor se você estiver pensando em vender ou doar o seu computador. Demora muito mais tempo, por isso, se quiser apenas a reiniciar o PC, escolha a primeira opção e avance para o Passo 8.

Se o seu computador tiver várias unidades internas, você também terá a opção de limpar apenas a unidade principal (aquela com o Windows) ou todas as unidades conectadas.

Clique em Mostrar a lista de unidades que serão afetadas para saber exatamente o que será incluído no processo de redefinição.

        

Etapa 7: Se você escolher Manter meus arquivos, na próxima tela, o sistema exibirá uma lista de programas convencionais instalados em seu computador (aqueles não instalados na Windows Store). Essa lista será salva em sua área de trabalho quando você concluir o processo de recuperação. Clique em Avançar.

Passo 8: Uma vez que você tenha passado pelas etapas de preparação para a redefinição, você será presenteado com a escolha final. Clique em Restaurar para continuar.

Seu PC será reinicializado automaticamente e começará o processo de reinicialização. Isso pode levar uma hora ou mais, por isso, se você estiver usando um laptop, é uma boa ideia conectar o cabo de alimentação.

O computador, geralmente reinicia várias vezes durante o processo. Aguarde o Windows finalizar a restauração e iniciar o processo de configuração, insira suas informações pessoais e faça o login.

Depois de confirmar que tudo está funcionando, atualize todos os drivers importantes e instale um bom software antivírus para protegê-lo.


≡ WINDOWS 7


O Windows 7 não possui as opções incorporadas de atualização e redefinição encontradas em versões mais recentes.

Os usuários com esses sistemas operacionais têm duas opções quando procuram realizar uma redefinição de fábrica.

A primeira é reinstalar o Windows a partir do zero, o que não é uma redefinição de fábrica, a menos que você tenha todas as mídias de instalação originais fornecidas pela fábrica.

Etapa 1: Abra o Recovery fazendo uma pesquisa no Windows.

Etapa 2: selecione Opções avançadas de recuperação.

Etapa 3: clique em Reinstalar o Windows.


≡ Confira nosso guia de reinstalação do Windows 7 para obter instruções mais detalhadas.

Sua segunda opção é usar uma ferramenta de recuperação fornecida pelo fabricante ou uma partição de recuperação.

Aqui estão os nomes comuns para o software de recuperação de cada fabricante principal de PC. Inserir esses termos na ferramenta de pesquisa da área de trabalho do Windows pode ajudá-lo a encontrá-los.

  • Acer : Acer eRecovery ou Acer Recovery Management.
  • Asus : partição de recuperação Asus ou recuperação de AI.
  • Dell : Dell Factory Image Restore, DataSafe, backup e recuperação Dell e vários outros nomes.
  • HP : HP System Recovery ou Recovery Manager.
  • Lenovo : Rescue and Recovery ou ThinkVantage Recovery (em ThinkPads).

Você também pode acessar a recuperação de fora do Windows, o que é útil se você não conseguir encontrar o software ou se o Windows não estiver carregando.

Para fazer isso, reinicie o computador e preste muita atenção na tela de inicialização que aparece antes de o Windows carregar. Fique de olho em uma tecla de atalho que leva à interface de recuperação. Na maioria dos casos, a chave será F11.

Como corrigir problemas de som no Windows 10.

Sempre que os usuários atualizam para a versão mais recente do Windows 10, elas têm muito a apreciar. Infelizmente, grandes atualizações também podem trazer novos problemas, e alguns dos mais comuns são relacionados a áudio.

Esses problemas podem deixar as pessoas impossibilitadas de reproduzir vídeos, usar determinados aplicativos ou ouvir qualquer coisa nos alto-falantes.

Isso pode ser bem inconveniente, especialmente quando você aprende sobre os novos recursos do sistema operacional, então vamos ensinar algumas soluções de problemas de áudio no Windows.


≡ Aqui estão as melhores dicas para você pode tentar corrigir problemas de áudio do Windows 10.


♦ Verifique o seu dispositivo de saída

Se você não tem nenhum som, pode ser algo tão simples quanto o Windows tentando reproduzir som em um dispositivo antigo, como alguns fones de ouvido que você esqueceu que estão conectados ou um alto-falante Bluetooth que não está ligado agora.

Para garantir que o Windows esteja tentando enviar o som para o dispositivo correto, você precisa verificar sua saída.


♦ Atualize os drivers da sua placa de som

Uma das fontes mais comuns de problemas de som é a falta de comunicação entre o Windows 10 e sua placa de som ou chip de escolha.

Isso geralmente faz com que o seu som não funcione. Felizmente, existem maneiras de tornar o Windows 10 e seu hardware de som compatíveis. Tudo o que você precisa fazer é encontrar as atualizações certas para o trabalho.

Passo 1: Abra o menu Iniciar e pesquise por “Gerenciador de dispositivos”. Clique no resultado correspondente.

Etapa 2: Dentro do Gerenciador de dispositivos, você verá uma lista de opções de ícones. Escolha controladores de som, vídeo e jogos. Se você tiver uma placa de som, ela aparecerá lá.

Etapa 3: Abra a placa de som clicando duas vezes nela e, em seguida, vá para a  guia Driver e procure a opção Atualizar driver. Isso iniciará uma pesquisa automática do Windows para localizar atualizações de driver e baixá-las.

Etapa 4: Após a conclusão da atualização, reinicie e veja se o seu áudio agora funciona.


» Aqui estão alguns pontos adicionais a serem considerados.

O Windows nem sempre encontrará os drivers de áudio corretos por conta própria. Se a pesquisa não funcionar, considere visitar o site do fabricante da placa de som e procurar a placa de som para encontrar um método manual para baixar as atualizações aplicáveis.

Seu driver pode precisar apenas de um “ajuste” nos bytes. Se a atualização não funcionar, abra o Gerenciador de dispositivos, localize a placa de som novamente e clique com o botão direito do mouse no ícone.

Selecione Desinstalar. Isso removerá seu driver, mas não entre em pânico. Reinicie o computador e o Windows tentará reinstalar o driver. Permita que isso aconteça e você poderá descobrir que seu som está ativado.


Se o trabalho no software da placa de som não tiver efeito, você deve tentar alternar para o driver de áudio genérico que o Windows 10 oferece. Isso geralmente evita problemas de compatibilidade e restaura os recursos de som para as atividades do Windows.

Etapa 1: Abra o Gerenciador de dispositivos novamente e localize o driver de áudio como se você estivesse atualizando-o.

Etapa 2: Clique com o botão direito do mouse no driver e escolha Atualizar driver.

Passo 3: Desta vez, em vez de deixar o Windows pesquisá-lo automaticamente, selecione Procurar meu computador para software de driver.

Passo 4: Em seguida, selecione Deixe-me escolher em uma lista de drivers de dispositivo no meu computador. Isso trará uma lista que incluirá o Dispositivo de Áudio de Alta Definição. Este é o driver genérico do Windows 10. Selecione e instale, para ver se isso restaura seu som.


A assistente de voz integrada do Windows 10, Cortana, pode receber todos os tipos de comandos apenas por voz. No entanto, isso não é bom se o seu áudio não estiver funcionando corretamente.

Se a Cortana não estiver respondendo da maneira que você esperava, você pode ter um problema com o microfone – ou a falta dele.

Primeiro, certifique-se de que seu computador tenha um microfone para que a Cortana possa ouvi-lo. Um microfone é um recurso padrão que já vem embutido em muitos dos laptops e desktops atuais. Sem um microfone integrado, você precisará usar o conector do microfone e um dispositivo externo.

Se você tiver um microfone, vamos verificar se as configurações da Cortana estão corretas.

Passo 1: Abra Cortana clicando na barra de pesquisa do Windows e, em seguida, selecione o ícone de configuração no canto inferior esquerdo.

Etapa 2:  Isso fornecerá várias opções de alternância para controlar o que o assistente de voz pode fazer. Certifique-se de que a opção da Cortana para ouvir os comandos “Hey Cortana” esteja ativada. Se ela não estiver ouvindo, seus comandos de voz não funcionarão.

como corrigir problemas de som no windows 10

Se você tem um microfone e as configurações da Cortana estão corretas, mas o assistente inteligente ainda não consegue ouvi-lo, vale a pena verificar novamente as configurações do seu dispositivo de gravação.

Etapa 1: para fazer isso, clique na seta para cima no canto inferior direito da tela, ao lado do relógio e da data.

Passo 2: Clique com o botão direito no ícone de áudio (parece um alto-falante com ondas sonoras) e selecione Abrir configurações de som.

Etapa 3: Na seção Entrada da página de configurações, verifique se o microfone escolhido está selecionado.

como corrigir problemas de som no windows 10

Passo 4: Verifique as configurações de volume também, clicando em propriedades do dispositivo. Eles devem ser definidos para pelo menos 50. Recomendo que movimente a barra de volume para ajustes de acordo com as suas necessidades.


♦ Continue verificando suas atualizações

Como acontece com todos os sistemas operacionais modernos, o Windows 10 está constantemente sendo atualizado com novas correções e melhorias.

Observamos que isso ocorre nas versões iniciais da versão de pré-visualização técnica do Windows 10, em que problemas estáticos e outros problemas afetariam os drivers de som, as portas HDMI e outros recursos de áudio.

As pessoas ainda tiveram problemas ao tentar rodar Spotify ou outros aplicativos de música. Uma atualização foi lançada posteriormente, corrigindo esses problemas, mas até então não havia nenhuma correção disponível.

Mesmo que a solução seja frequentemente uma atualização de driver, isso nem sempre acontece imediatamente. Pode levar um pouco de tempo para a atualização certa para o seu driver aparecer, e é por isso que é importante esperar.

Algumas atualizações de drivers são incluídas em atualizações gerais do Windows 10 e algumas estão disponíveis independentemente de criadores, como o Realtek.

Em intervalos, visite o fabricante da sua placa de som e o ícone de atualização do Windows e verifique as atualizações mais recentes se o problema de som ainda não tiver sido resolvido. Se você observar uma nova atualização, esta poderá ser a solução para seus problemas.

Caso contrário, considere a compra de um novo computador com drivers compatíveis – especialmente se a sua máquina atual estiver rapidamente se tornando desatualizada.

Como Formatar um Cartão SD Protegido contra Gravação?

Se o seu cartão SD ficou indisponível, pois o Windows mostra uma mensagem de erro, dizendo constantemente que o cartão está protegido contra gravação.

Quando aparece essa mensagem é bem provável que você não consiga copiar arquivos para seu cartão, nem formatá-lo.

Você sabe como remover proteção contra gravação? E como formatar o cartão SD protegido contra gravação para que ele possa voltar ao normal novamente?”

Uma vez que um disco rígido, cartão de memória ou unidade flash USB seja protegido contra gravação, isso significa que você não pode usar os dispositivos de armazenamento normalmente.

Qualquer operação feita nele será rejeitada. Por exemplo, se você descobrir que o seu cartão SD está configurado com proteção contra gravação, não pode gravar novos dados no cartão nem excluir arquivos dele ou formatá-lo.

O cartão SD nesta situação torna-se inútil e não tem mais uso. Para solucionar esse problema, primeiramente você deve aprender como se livrar da proteção de gravação do cartão SD.


» Como corrigir o erro de proteção contra gravação no cartão de memória SD?

É possível apagar um cartão SD protegido contra gravação e torná-lo funcional novamente. Seguem-se três métodos, espero que pelo menos um deles resolva o seu problema para que você possa passar para a próxima parte e aprender a formatar o cartão SD.

1. Verifique o exterior do cartão SD

Existe um pequeno interruptor de um lado? Altere o posicionamento para desativar a proteção contra gravação e permitir que você mude o conteúdo.

2. Insira o cartão de memória no computador e verifique as suas propriedades

Vai para Meu Computador e em Dispositivos com Armazenamento Removível, procure o leitor de cartão. Clique com o botão direito do mouse sobre ele e clique em Propriedades, na caixa pop-up, às vezes há uma opção para remover a proteção contra gravação, altere o status desta opção e tente novamente.

3. Usando linha de comando

Remova o cartão de memória da unidade e clique em Iniciar > Executar

Na caixa digite regedit e pressione OK.

Uma nova janela será exibida, vai para:
HKEY_LOCAL_MACHINESYSTEMCurrentControlSetControlStorageDevicePolicies

Se não conseguir localizar StorageDevicePolicies, terá de criar esta pasta, clique com o botão direito do mouse em Controle e clique em Novo > Chave, renomeia com StorageDevicePolicies, clique com o botão direito do mouse na nova pasta criada denominada StorageDevicePolicies, e clique em Novo > Valor DWORD.

Nomeie esta Proteção contra gravação.

Clique duas vezes em Proteção contra gravação e altere os dados para o valor 0 e clique em OK.

Feche o editor do registro e insira o cartão de memória em seu computador.

Formatar um Cartão SD Protegido contra Gravação.

» Como formatar o cartão SD depois de remover a proteção contra gravação?

Agora as coisas ficam fáceis, depois que removermos a proteção contra gravação do cartão SD, aqui nós apresentamos um programa para formatar pen drive protegido contra gravação, muito fácil de usar e gratuito – EaseUS Partition Master Free.

Não se preocupe com o seu pouco conhecimento sobre a formatação, o poderoso gerenciador de partição gratuito irá salvá-lo com passos simples.

Passo 1. Insira o cartão SD em um computador (Windows 10/8.1/8/7/XP/Vista suportados) e inicie EaseUS Partition Master Free.

Passo 2. Clique com o botão direito do mouse no cartão SD e escolha “Formatar partição“.

Passo 3. Uma mini janela aparecerá, na qual você poderá editar o rótulo da partição e escolher um sistema de arquivos.

Aplique as alterações feitas e, em seguida o cartão SD protegido contra gravação é formatado com êxito. Após a operação você também pode usar o software de partição mágico para redimensionar as partições.

Aplicativos pagos: Como não extrapolar a fatura do cartão de crédito.

Saiba como evitar que as cobranças em jogos online saiam do controle e resultem em valores maiores do que o que você pode pagar no cartão de crédito.


Os games do tipo free to play, ou seja, gratuitos para jogar, são hoje a principal tendência no mundo mobile. Diferentemente do que acontecia no passado, quando era preciso comprar o app para se divertir, as desenvolvedoras apostam em jogos gratuitos para atrair mais público.

Contudo, é aí que mora o perigo. A alternativa encontrada por elas foi incluir a compra de itens dentro dos jogos. Em um jogo de corrida de carro, por exemplo, você pode comprar novos modelos mais potentes ou investir em uma pintura mais invocada.

Melhorias mecânicas também podem ser adquiridas, fazendo com que você evolua mais rápido nas disputas. Os exemplos são muitos e vão desde jogos de esporte e luta até aqueles quebra-cabeças em que você pode comprar a chance de jogar mais partidas.

Se por um lado essa forma de jogo garante boas doses de diversão, aqueles que levam a sério a jogatina precisam estar cientes de que será preciso desembolsar uma grana extra para comprar tudo que é oferecido. Quais serão as melhores táticas para evitar que o seu cartão fique comprometido?


1 – Tenha um orçamento

Não há nada de errado em dispor parte do seu dinheiro para a compra de itens “in-game”, ou seja, dentro dos jogos. No entanto, é preciso estar atento a qual valor será gasto ao longo do mês de forma que isso não comprometa a sua fatura do cartão de crédito.

A melhor maneira de se precaver é estabelecendo um orçamento mensal para isso. Dessa forma, você fica com a consciência mais tranquila para fazer as suas compras, desde que elas não ultrapassem o limite que foi definido anteriormente.


2 – Preste atenção na conversão

Alguns usuários, especialmente no iOS, costumam utilizar lojas de aplicativos de outros países, como os Estados Unidos. Nesse caso, é preciso ficar ainda mais atento, pois a cobrança é feita em moeda estrangeira. Isso significa que, dependendo da cotação, seu gasto pode ser maior.

Por isso, redobre a sua atenção se for esse o seu caso. Uma boa dica pode ser adquirir créditos para serem usados na loja de aplicativos. Isso fará com que a própria loja crie uma barreira natural para compras, tornando-as mais difíceis assim que os créditos acabam.


3 – Não habilite compras automáticas

Muitas das compras que são realizadas dentro dos jogos acontecem por impulso. Nem sempre você precisa do item em questão e na maioria das vezes é possível esperar um pouco mais até que as suas vidas sejam recarregadas.

Quando as compras estão habilitadas para serem feitas de forma automática, basta um simples toque na tela para que o “estrago” esteja feito. Por isso, se você configurar a sua loja para solicitar os números do cartão de crédito a cada compra, certamente seus gastos diminuirão.


4 – Aposte em cartões de recarga

Já citamos esse método anteriormente, mas vale a pena ressaltar. Uma opção de pagar as suas compras é não usar o cartão de crédito diretamente, mas sim os cartões de recarga. A principal vantagem é que eles delimitam um valor máximo a ser gasto por mês.

Essa pode ainda ser uma forma de organizar os seus pagamentos, já que você nunca será pego de surpresa: basta comprar um cartão de recarga uma vez por mês e pronto! Você terá créditos suficientes para utilizar pelo período que desejar.


5 – Centralize suas apostas em um jogo

Dificilmente você conseguirá aproveitar bem mais de um jogo se optar por fazer compras em vários deles. Isso resultará em uma dispersão dos seus investimentos, de forma que sempre você estará em uma posição intermediária em todos eles.

Você pode jogar quantos games quiser, mas escolha apenas um para comprar itens. Isso fará com que você potencialize a sua evolução e obtenha melhores resultados. Além disso, certamente essa estratégia vai resultar em um volume menor de gastos.


6 – O mundo virtual não supera o mundo real

Por mais que as ofertas que aparecem nos jogos sejam tentadoras, tenha em mente que o mundo virtual, em hipótese alguma, pode superar o mundo real.

Pense da seguinte forma: qual é o sentido em pagar um valor mais alto por uma skin virtual – como uma camisa ou um sapato – do que você pagaria por uma peça de roupa verdadeira na vida real? É preciso ser racional nessas horas e dar o devido valor para os itens virtuais.


7 – Não descuide do mundo à sua volta

Os jogos eletrônicos são uma forma saudável de entretenimento e eles podem sempre fazer parte do seu dia a dia. Porém, é preciso lembrar que apesar dos atrativos do mundo virtual, existe um mundo real aqui fora que também está cheio de encantos.

É muito comum que alguns jogadores se deixem levar pelo vício e acabam perdendo a noção do que ocorre à sua volta. É frequente que pessoas que jogam em vias públicas ou no transporte coletivo acabam sendo vítimas de furtos e roubos de smartphones.

Uma das melhores maneiras de se prevenir com relação a isso é contratando um seguro para celular. Isso não vai fazer com que você deixe de ser roubado, mas caso esse incidente ocorra, basta entrar com um pedido de resgate da apólice para receber de volta o valor investido.

Fonte – Bem Mais Seguro

Como comprar e vender Bitcoin com segurança.

A mineração de bitcoin é um processo complexo, trabalhoso e envolve muitos gastos. No mínimo, você precisa de um software especializado, uma plataforma de hardware sofisticada para executá-lo e uma quantidade considerável de eletricidade para alimentar todo esse aparato.

Na verdade, a maneira mais simples de acumular bitcoin é apenas comprando-o. Claro, isso faz parte de um processo por si só.

Antes de estar pronto para entrar na “montanha-russa” bitcoin, você precisará estabelecer uma conta com uma das maiores bolsas (como Coinbase ou CEX), conectar uma conta bancária ou cartão de crédito e transferir dinheiro.

Esse processo, que explicaremos abaixo, deve demorar cerca de 10 minutos aproximadamente. A menos que, claro, uma troca esteja sofrendo algum tipo de interrupção – uma ocorrência cada vez mais comum, infelizmente.


Onde posso comprar bitcoin?

Há muitos outros pontos de entrada no universo bitcoin, no entanto. Você pode jogar day trader e usar uma troca regulada como GDAX (que é de propriedade da Coinbase).

No extremo oposto desse mercado, você pode encontrar alguém local disposto a trocar dinheiro por bitcoins, se você vende produtos ou opera um negócio, você pode aceitar bitcoin como pagamento de bens ou serviços.

Painel do GDAX

 

Ou você pode seguir a rota financeira de alta. Na segunda-feira, a CME Group, a maior bolsa de derivativos do mundo, possibilitou o comércio de futuros de bitcoin, abrindo novas possibilidades e definindo outro marco na evolução da cryptocurrency. E a Bloomberg relata que a Goldman Sachs está planejando lançar uma mesa de negociação bitcoin em 2018.


Posso jogar no mercado bitcoin sem comprar bitcoin?

Você pode fazer a coisa bitcoin sem possuí-la completamente. A rede eToro“social trading” não vende bitcoin, mas permite seguir comerciantes e apostar – ou na linguagem do aplicativo, “copiar”- seu desempenho e lucro (ou perder) das variações de preços.

E é apenas uma questão de tempo antes que os grandes investidores institucionais descubram uma maneira de oferecer bitcoin às massas através de ETFs e fundos indexados.


Onde devo comprar bitcoin?

Por enquanto, a maneira mais popular de comprar bitcoins continua sendo uma troca como Coinbase ou CEX. Mas observamos, que mesmo a Coinbase, a plataforma mais estabelecida do mercado para compra e venda de Bitcoins, está lutando para acompanhar a demanda.

Há interrupções frequentes que podem tornar difícil ou impossível comprar e vender – e há muitos clientes, investidores e especuladores com histórias de pesadelo para contar. Então, antes de comprar e vender faça uma pesquisa e defina qual plataforma vai usar.

Coinbase site de interrupção


Fatores a serem considerados ao comprar bitcoin

Apesar do registro imperfeito do serviço ao cliente, não é surpresa que a maioria dos compradores de bitcoin vá para a Coinbase. Ele tem o maior volume de negociação, grandes investidores e faz um processo complicado ficar bastante simples e tem um sistema muito fácil e intuitivo de usar.

Ainda assim, cada cryptocurrency e troca tem seus próprios protocolos e regras, alguns dos quais são mais rigorosos do que outros. Alguns exigem que você verifique sua identidade antes de comprar e vender. Alguns aplicam limites de compra rígidos, enquanto outros levam qualquer quantidade de dinheiro com o qual você está disposto a investir.

Há limites para o quanto da Bitcoin você pode comprar.

 

Com o preço do bitcoin flutuando dramaticamente de uma hora para outra, o tempo de transação – a rapidez com que a moeda é transferida de sua conta bancária ou cartão de crédito para sua carteira bitcoin – pode variar amplamente, dependendo da troca que você usa e do seu tipo de pagamento.

E, em seguida, há a questão das taxas, que podem reduzir rapidamente o seu saldo. Vamos dar uma olhada em cada um desses fatores abaixo.


Posso comprar bitcoin anonimamente?

Bitcoin não é exatamente anônimo. Toda transação é publicamente visível uma vez que está inscrito e publicado na cadeia de blocos.

Dito isso, essas transações são associadas com um endereço bitcoin – não há um nome ou número de conta – por isso não são formas de comércio, mantendo a sua identidade obscura. (É por isso que a Silk Road, o mercado da Web para drogas e outros bens e serviços ilícitos, foi um adepto precoce e fervoroso do bitcoin ).


Preciso verificar minha identidade para comprar bitcoin?

Se a privacidade é importante para você, comprar bitcoin com dinheiro é a sua melhor aposta. Existem muitos sites que conectam compradores e vendedores – incluindo Paxful e LocalBitcoins – que lhe permitirão trocar dinheiro ou mesmo um cartão de presente , pessoalmente ou on-line, por bitcoin.

Ainda existem outros sites brasileiros para comprar e vender Bitcoin: Mercado Bitcoin, Bit Cambio entre outros.

Verificação de identidade CEX

 

Se você optar por seguir uma rota mais ampla, afinal, o processo pode ser bastante invasivo. As principais trocas exigem uma boa quantidade de identificação e informações financeiras sensíveis para estabelecer e financiar uma conta.

As trocas registradas com os reguladores são necessárias para verificar sua identificação antes de fazer negócios com você em um esforço para proteger contra fraudes e lavagem de dinheiro. E existe risco sempre que você fornecer informações pessoais e financeiras a qualquer entidade, especialmente on-line.


Posso usar um cartão de crédito para comprar bitcoin?

Você pode usar praticamente qualquer fonte de financiamento para comprar bitcoin; outras criptografia podem oferecer menos flexibilidade e menos opções.

A maioria das bolsas aceitam cartões de crédito e cartões de débito, e essas são geralmente as formas mais rápidas de comprar bitcoin.

Outras opções de financiamento incluem uma conta bancária ou transferência bancária, que pode exigir mais tempo – tempo esse que pode variar de alguns minutos até alguns dias. PayPal, dinheiro e outras criptografias também são opções viáveis para compra.


Quantos bitcoins posso comprar de uma só vez?

Mesmo se você estiver sentado em pilhas de dinheiro, e com um comichão para comprar bitcoin, saiba que há limites. Algumas plataformas de vendas colocam um limite semanal ou diário de quanto bitcoin você pode comprar de acordo com o método de pagamento que você usa, quanto tempo sua conta está ativa e seu histórico de transações.

E mesmo que você verifique sua identidade, você ainda pode limitar-se a comprar US$ 750 de bitcoin por semana com um cartão de crédito ou US$ 10.000 a US$ 15.000 por semana, se você usar uma conta bancária.

Claro, você também pode comprar quantidades menores. A Coinbase irá permitir que você compre um valor de $ 1.99 no bitcoin – mas levará 99 centavos no topo das taxas.


Que tipo de taxas posso esperar pagar?

Embora não haja custos de transação inerentes com o bitcoin, comprar e vendê-lo geralmente envolve taxas. As taxas da Coinbase se dividem em duas categorias principais: taxas de conversão e taxas de câmbio – que podem somar até 8% de uma transação, dependendo da natureza da transação e da forma como você financia sua conta (por exemplo, cartão de crédito, cartão de debito ou transferência bancária).

Você também pode cobrar uma taxa para transferir dinheiro dentro e fora da sua conta bancária. (Verifique a explicação de Coinbase sobre as taxas aqui.)


Ótimo. Eu comprei um pouco de bitcoin. O que fazer agora?

A Bitcoin ainda é uma moeda de nicho, embora um número crescente de empresas, incluindo a Microsoft e o Subway, agora a aceite. (Em 2015, o processador de pagamento BitPay afirmou que mais de 100 mil comerciantes do mundo aceitavam bitcoin).

Observe que a Coinbase oferece um cartão de débito Visa que permite comprar coisas com a Coinbase em qualquer lugar onde a bandeira Visa é aceita.

Você pode vender bitcoin nas mesmas trocas e serviços que você pode comprar. E, embora a transação de venda possa levar apenas alguns segundos, provavelmente levará muito mais tempo para realmente retirar o dinheiro dessa venda da sua carteira de bitcoin para sua conta bancária.

Quando vendi um pouco de bitcoin na Coinbase no início de dezembro e imediatamente iniciou um depósito na minha conta bancária, demorou uma semana completa para que o dinheiro entrasse de fato na minha conta.

Existem outras criptomoedas que se orgulham dos tempos de transação e depósitos mais rápidos. Vamos dar uma olhada em algumas das outras principais moedas, e como elas funcionam em outra oportunidade neste site.


Como faço para manter meu bitcoin seguro?

Se você estiver negociando quantidades mais baixas, provavelmente é certo usar a carteira fornecida pela sua troca ou outra carteira de software, e existem várias carteiras de Bitcoin para escolher.

Se você já atingiu um grande patamar de compra e venda e negocia valores mais altos, é quase certeza que você irá precisar de uma carteira de hardware, há uma série de opções complicadas e relacionadas à criptografia.

Vamos dar uma olhada nos prós e contras de cada uma dessas opções em um futuro artigo. Enquanto isso, bitcoin.org fornece algumas boas informações introdutórias.

Via:  Cnet

9 hábitos online que devem ser corrigidos imediatamente.

O ano está apenas começando e, com isso, muitas pessoas desejam abandonar maus hábitos que afetam diferentes aspectos de suas vidas.

Agora que estamos cada vez mais imersos na vida digital, também é importante corrigir alguns hábitos que colocam em risco a integridade dos nossos dados e a nossa segurança.

De acordo com um estudo da Kaspersky Lab, quase metade dos usuários da internet tiveram a terrível experiência de perder os dados por meio de seus diferentes dispositivos: 47% de seu smartphone, 52% de seus computadores e 20% de um tablet.

Todos os usuários de internet têm sua própria rotina online, desde revisar as notificações em suas redes sociais, até verificar seus e-mails em qualquer momento e local. Essas ações normais devem ser pensadas duas vezes, porque se elas não forem feitas de maneira correta, podem colocar em risco a segurança online dos usuários.

Dentro dessa rotina, existem 9 hábitos que a maioria dos usuários faz automaticamente e que talvez eles não pensem que poderiam representar qualquer risco. A Kaspersky Lab convida você a repensar quais desses hábitos você tem:

1. Baixar qualquer aplicativo.

Se você é alguém que está antenado sobre o mais recente app de música ou de exercícios e corre para baixar, pressionando o botão “Aceito” sem realmente saber o que está aceitando, tome cuidado!

Muitos aplicativos pedem muitas permissões para os dispositivos, incluindo algo sério que possa prejudicá-lo. Além disso, estima-se que pelo menos 30% dos aplicativos que você baixa para o seu celular nunca serão usados, então, por que baixá-los?


2. Ignorar as atualizações.

Você sabia que 99% dos computadores Windows estão propensos a serem hackeados por vulnerabilidades com apenas oito aplicativos? Incluindo os navegadores mais populares, players de mídia e plugins Flash que certamente todos nós usamos.

Todos estes são monitorados muito de perto pelos cibercriminosos, uma vez que suas vulnerabilidades podem ser usadas para atacar o máximo de usuários possível. Então, certifique-se de instalar todas as atualizações para tornar seu sistema ainda mais seguro.


3. Levantar do seu computador sem bloqueá-lo.

A maioria das pessoas sentadas na frente de um monitor considera irritante e lento bloquear e desbloquear o computador toda vez em que levantam de suas mesas.

De acordo com um estudo da Kaspersky Lab, 52% destes usuários experimentaram perda de dados de seus computadores por não terem o bloqueado e/ou colocado uma senha segura de desbloqueio. Evite fazer parte desta estatística.


4. Registrar-se em sites usando o mesmo nome de usuário de redes sociais.

“Faça login com sua conta do Facebook” é uma das formas mais comuns de se registrar em sites diferentes. O problema é que, quando você efetua login, o site obtém acesso parcial aos dados em sua conta e, mesmo que seja apenas para informações públicas, são dados que já estão nas mãos de outras pessoas.

5. Fazer muitas coisas ao mesmo tempo.

Ser uma pessoa multitarefa nem sempre é uma coisa boa. Pesquisas recentes revelam que, além de afetar a concentração e a produtividade, fazer várias tarefas ao mesmo tempo também afeta a segurança dos usuários, uma vez que, com tantas distrações na tela, os usuários tendem a prestar menos atenção ao que abrem e acabam clicando e fazendo download de arquivos que não sabem a procedência em sites maliciosos.

Então, é melhor tentar fechar as infinitas abas no seu navegador e concentrar-se no que você realmente deveria. Seja o que for, você irá fazê-lo mais rápido, melhor e mais seguro.


6. Ser muito curioso.

Com certeza você já clicou em um link apenas por considerá-lo interessante, não é mesmo? Se a curiosidade insistir com frequência, provavelmente é hora de mudar seu comportamento. Tente, especificamente, evitar sites com títulos chamativos, que são os que geralmente são maliciosos.


7. Aceitar os termos e condições de serviços sem realmente prestar atenção.

Quantos termos e condições você já leu antes de aceitar determinado serviço? Nenhum? Está na hora de mudar e prestar atenção, uma vez que os desenvolvedores geralmente se beneficiam do fato de que ninguém sabe o que está escondido neles; por exemplo, você sabia que 83 de 100 aplicativos têm acesso a suas contas, contatos, mensagens, chamadas e arquivos armazenados?

Pois é, todo esse acesso foi permitido lá no começo, quando você aceitou os termos sem ler com atenção. Por isso, demore alguns minutos lendo o que está aceitando para evitar uma dor de cabeça futura.


8. Registrar-se em todos os lugares.

De todas as contas on-line que você tem, quantas você realmente usa? Você usa a mesma senha para todos? O que aconteceria se um dos serviços, dos quais você não se lembra, sofre um vazamento de informação?

Com isso, informações valiosas, como seu e-mail, número de telefone, senha e entre outras, estarão expostas sem que você nem imagine para quem. A melhor coisa será eliminar todas as contas que você não usa.


9. Publicar em excesso tudo o que você faz.

Você sabia que tudo o que você publicou, de uma fotografia, para o seu celular, nunca mais será privado? Além disso, pessoas mal-intencionadas podem até usar essas informações que compartilham para representar sua identidade.

De acordo com a Kaspersky Lab, apenas 7% dos usuários da Internet não compartilham informações em suas redes, então pense duas vezes e não faça parte dos outros 93% que disponibilizam na internet qualquer informação.

Estas são ações que as pessoas fazem com frequência de forma automática, sem parar para pensar por um momento nas consequências – como é o caso dos mais de 50% dos usuários online que sofreram perda de informações de seus dispositivos.

Para que isso seja evitado, os usuários têm que estar mais conscientes dos riscos enfrentados e mudarem esses hábitos. Só assim conseguirão proteger da melhor maneira não somente seus dados, mas também a si mesmos“, diz Thiago Marques, analista de segurança da Kaspersky Lab. 

A Kaspersky Lab recomenda aos usuários da Internet implementar uma solução de segurança robusta como a Kaspersky Internet Security e a Internet Security para Android em seus dispositivos para que suas informações sejam sempre protegidas.

Ferramenta registra boletos de pagamento a custo reduzido e de maneira simples

Bling! ajuda PMEs e MEIs a não perderem receita com novas diretrizes do Banco Central.

Com a Nova Plataforma de Cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) – que segue determinação do Banco Central sobre a exigência do registro de boletos de pagamento acima de R$ 2.000 -, PMEs e MEIs têm mais um ponto a se preocupar no orçamento.

Para minimizar o impacto financeiro da novidade, o Bling! (www.bling.com.br), ERP voltado a essas empresas, lança uma funcionalidade que permite atender à regra por apenas R$ 2,29.

Com poucos cliques é possível utilizar o novo recurso, integrado ao processo de emissão e gestão de notas fiscais oferecido pelo ERP.

Para viabilizar o modelo, o Bling! fez uma parceria com a empresa de pagamentos Moip, subsidiária do grupo Wirecard AG, encarregada de registrar e receber cada boleto junto à instituição financeira. Após o documento ser quitado, automaticamente o sistema faz a baixa na transação.

“Essa simplicidade permite que a operação de pequenas empresas seja mais eficiente, o que pode ser a diferença entre a sua viabilidade comercial ou não.

Além disso, como esses negócios têm um orçamento mais apertado, as taxas normalmente cobradas pelos bancos para registrar cada boleto pesam, pois as mais econômicas ainda custam o dobro da nossa”, diz Sidney Zynger, diretor do Bling!.

Adicionalmente, ao contrário do que é praticado por algumas instituições do mercado, a taxa só precisa ser paga se a transação for efetuada. Um dos clientes da Bling!, por exemplo, pagava R$ 4 pelo registro de cada boleto, além de R$ 4,80 em taxas para o banco – com o ERP, reduziu esse custo em cerca de 75%.

“Na atual conjuntura, é uma economia que faz muita diferença. Nós reduzimos ao máximo o impacto financeiro da nova determinação nos pequenos empreendedores”, conta o diretor.

Ele também comenta que a exceção para aceitar boletos não registrados seriam acordos feitos entre emissor e o banco utilizado, mas, neste caso, não seria possível pagar o documento em nenhuma outra instituição.

Além disso, a ferramenta do Bling! impede que haja duplicidade de pagamentos, assim como minimiza o risco de adulterações.


Registro para todos os valores em 2018

Segundo o planejamento inicial da Febraban, o valor base para o registro dos boletos deveria ter sido reduzido para R$ 500 em outubro. No entanto, a entidade decidiu adiar o prazo até o próximo ano.

Na opinião do diretor do Bling!, isso dá uma nova oportunidade para que pequenos empreendedores se adiantem à determinação e se familiarizem com o modelo. Até o final de 2018, a regra valerá para documentos de qualquer valor.

No Brasil, cerca de 3,7 bilhões de boletos são pagos por ano, segundo a Febraban. “Se levarmos em consideração que temos cerca de 11 milhões de PMEs e 7 milhões de MEI, esse é um mercado gigantesco”, avalia Sidney. Para o Bling!, a expectativa é que a nova funcionalidade seja um chamariz para o ERP, cuja assinatura mensal é de R$ 50.


Sobre o Bling!
Software de gestão voltado a PMEs. Oferece ferramentas para as principais funções, como controle de finanças, estoque e vendas e emissão de notas fiscais de produtos e serviços e registro de boletos.

Além disso, possui recurso de integração com as principais plataformas e marketplaces de e-commerce. O software foi criado em 2009 e recebeu um aporte da Criatec 2 em 2017.

Entendendo a tecnologia Blu-ray.

Quem não lembra da época em que um disquete encantava pela sua capacidade de armazenamento e qualidade dos dados e informações.

Logo surgiu o CD, para aposentar de vezes as fitas, e agora surgir o Blu-ray (Raio Azul). Foi criado por uma empresa filiada a Sony e tem esse nome porque emiti raios azuis ao realizar a leitura dos dados.

Para os leigos trata-se de um novo tipo de mídia que suporta uma maior densidade de dados, capaz de armazenar muito mais informação e de aumentar a definição dos seus filmes em um disco com as mesmas dimensões de um DVD, mais com uma taxa de transferência muito superior, e ainda é bem mais resistente a risco e danos causados por sujeira.

Esse novo formato de mídia é capaz de armazenar 25 GB de informação em uma camada simples do disco e 50 GB em camada dupla, mais existem modelos de 100 GB com quatro camadas e um projeto pra acomodar 200 GB em oito camadas.

Os aparelhos de Blu-ray oferece suporte para os mais modernos jogos da atualidade, prova disso é que a Sony adotou no PS3 o formato como disco padrão para seus jogos.

Se você gostou deixe um comentário!

Saiba o que é verdade e o que é mito sobre o uso do Computador.

Desde a sua invenção o computador é alvo de muita curiosidade sobre o que se pode ou não fazer durante a sua utilização.

Muitos mitos foram inventados e algumas verdades escondidas durante todo esse tempo. Mas o que se sabe ao certo, é que o computador passou por varias transformações e até hoje ainda existe pessoas que alimentam incertezas sobre o seu funcionamento.

Conheça alguns mitos e verdades sobre o uso do computador.

1. O computador gasta mais energia ao ser ligado do que se permanecer em uso por longas horas?
Mito – Computador não é carro e não tem motor de arranque.

Por mais econômico que o computador seja, em qualquer momento que ficar desligado ele vai poupar energia. Recomenda-se desligá-lo inclusive no horário de almoço

Além disso, o laptop precisa de um descanso ocasional para que possa alcançar o máximo desempenho. Desligue ou coloque seu aparelho em estado de suspensão ou espera (Stand By) por 10 minutos ou mais todos os dias. Isso permitirá a diminuição da rotação de todas as peças em movimento e o seu resfriamento.

Deixar o laptop conectado a uma tomada o tempo inteiro também pode afetar desfavoravelmente o desempenho
. As baterias do laptop são projetadas para serem utilizadas e devem ser descarregadas e recarregadas ocasionalmente. Caso contrário, há uma diminuição do desempenho da bateria.


2. Deixar o celular perto do computador pode danificar os aparelhos?
Mito – É verdade que o celular emite ondas de rádio, mas o computador costuma ser blindado o suficiente para não ser afetado por elas. 

E, mesmo que seja, provocará interferência momentânea e nenhum dano definitivo. O celular também não corre risco algum de ser danificado pelo computador.

3. Se eu tiver um bom antivírus, bem atualizado, estarei protegido para navegar na Internet?
Mito – O antivírus atualizado é, sim, importante. Assim como um firewall pessoal. Mas se você não tiver bons hábitos de navegação, o antivírus de nada adiantará.

Não visite sites suspeitos e seja cuidadoso ao escolher os locais em que faz downloads. Além disso, não clique em links recebidos por e-mail ou por comunicadores instantâneos, nem abra nenhum anexo, mesmo que venham de amigos ou da família, a menos que saiba do que se trata.


4. Tirar o pendrive sem “avisar” o computador pode causar danos?
Verdade  – Apesar dos danos ao computador serem mínimos, o grande perigo é prejudicar, ou até inutilizar, a porta USB usada, é o pendrive que sofre maior risco. 

Quando se usa a opção “remover de modo seguro” / “ejetar”, o sistema operacional termina todas as operações de leitura e gravação e “fecha a porta” do pendrive, o que permite sua retirada. 
Não fazer isso pode causar desde a simples perda de dados até a “queima” dos circuitos do pendrive.


5. Se você desligou o computador, é melhor deixar que ele ‘descanse’ alguns segundos antes de voltar a ligá-lo?
Verdade Isso deve ser feito pois peças mecânicas do computador, como o HD e até mesmo os coolers, precisam de alguns segundos para cessarem completamente suas rotações e então serem religados. 
 
O risco é reduzido, mas desligar e religar um computador sem dar essa pausa pode ser prejudicial para essas peças


6. Desligar o computador diretamente no botão da CPU sem escolher antes a opção de desligar a máquina estraga o disco rígido?

Mito Esse mito tem fundamento histórico. Nos anos 80, os discos rígidos precisavam ser preparados para o desligamento com um comando específico. Se isso não fosse feito, certamente seriam danificados.
 
Nos discos rígidos modernos, as cabeças são recolhidas automaticamente na ausência de energia, eliminando o risco. Além disso, ao pressionar o botão nos computadores atuais, o sistema operacional desliga a máquina corretamente.


7. Ter muitos ícones no seu desktop pode deixar seu computador mais lento?

Verdade – A diferença pode não ser muita, mas a placa de vídeo do seu computador, seja ela on ou offboard, está sempre renovando o que é visualizado na tela.

Assim, quanto mais ícones, mais demorado se torna esse processo o que deixa o seu computador um pouco mais lento. Porém, um problema maior talvez seja que muitos ícones na área de trabalho podem atrapalhar a vida do usuário. O excesso de ícones pode prejudicar a rápida localização de determinados arquivos.


8. Quando estiver chovendo ou trovejando, é preciso desligar o computador e tirar o plugue da tomada?
Depende  A chuva em si não causa nenhum dano – o problema são as descargas atmosféricas. Se não estiver relampejando (ou trovejando)o computador pode ficar ligado. 
 
Entretanto, se houver raios ou trovões recomenda-se desligar não só o computador (inclusive o cabo da Internet), mas todos os equipamento da casa – televisores, aparelhos de som e eletrodomésticos. 

Embora não seja frequente, a possibilidade de danos por raios em tempestades ainda é grande no Brasil.


9. Sempre que mais de 80% do disco rígido estiver sendo usado o computador fica mais lento?
Verdade  – Essa parece mentira, mas não é. Quem compra um computador novo acredita que pode usar toda a capacidade do disco para guardar seus arquivos, mas o sistema operacional precisa de espaço para “respirar”. 

Se seu disco rígido já se aproxima desse limite de 80%, é melhor pensar numa limpeza – ou em comprar um disco maior.


10. Olhar para a luz do mouse óptico pode prejudicar a visão?
Verdade Embora não seja um laser, o LED vermelho do mouse óptico é focalizado por uma lente e tem intensidade suficiente para causar danos irreparáveis à retina, especialmente se a exposição for muito longa.


11. É necessário deixar um grande espaço entre o monitor e a parede atrás dele?

Mito – Algum espaço é necessário para promover a ventilação, mas ele pode ser pequeno – cerca de dois centímetros já é suficiente.

Use a largura de seu dedo indicador como medida. E não esqueça que o ar quente sobe, então é necessário que haja algum espaço logo acima do monitor também.


 12. Mover o gabinete quando o computador está ligado pode queimar o HD?
Mito Pense pelo lado dos notebooks e afins, pois eles também possuem HDs. Se você movimentar o computador com cuidado, sem bater em nada nem fazer movimentos bruscos, não há problemas.

Só não deixe cair no chão nem bata em nada, pois senão há sim riscos de danificar o HD e as outras peças internas.


13. Empurrar a bandeja do leitor de CD com as mãos pode danificá-la?
Mito Você pode empurrar a bandeja com a mão ou apertar o botão para que ela se feche. Não há nenhum problema nisso, a não ser que você empurre com muita força ou de maneira desajeitada.


 14. Ao desligar o computador, sempre é necessário desligar também o monitor?
Depende Alguns computadores desligam automaticamente o monitor, outros não. Verifique seu manual de instruções.

Caso o monitor não seja desligado automaticamente, é interessante desligá-lo manualmente para economizar energia e estender a vida útil do aparelho. Mas não é obrigatório.


15. Usar protetor de tela quando o PC não está em uso faz bem ao monitor?

Verdade Usar um protetor de tela faz com que o desgaste das cores do monitor seja uniforme, evitando assim que se desgaste mais o azul do que o vermelho (lembre-se do padrão RGB?). Lembrando que isso se aplica a monitores CRT (os de tubo).

Se você gostou deixe um comentário!

One thought on “Saiba o que é verdade e o que é mito sobre o uso do Computador.”

  1. Pingback: Dia Mundial da Internet: Conheça os mitos e verdades do mundo digital. – Infotec Blog

Deixe uma resposta Cancelar resposta



Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.