Dicas Produtividade

5 Aplicativos que ajudam a melhorar sua Produtividade diária.

Que a tecnologia está cada vez mais avançada, isso não se pode negar. É comum encontrar pessoas
passando mais tempo no smartphone do
que realizando tarefas e trabalhos que precisam ser entregues dentro de um
prazo.

Sabendo da necessidade de evitar que a tecnologia e os aplicativos atrapalhem o seu dia a dia, preparamos uma lista com 5 apps que prometem aumentar sua produtividade diária e te ajudar a cumprir todas as suas tarefas.

Porém, antes mesmo de começar a procurar esses e outros apps que não estão presentes nessa lista, lembre-se de ter um antivírus para celular instalado em seu dispositivo.Agora, é só conferir as dicas e se preparar para o download!


1. Hours

Esse aplicativo ajuda identificar quanto tempo você gasta com distrações e quanto tempo
passa sendo realmente produtivo. O Hours
irá marcar o tempo utilizado em cada uma de suas atividades e, no final da
semana, mostrará a comparação de ambos os dados.

Assim, você pode conferir se está usando seu tempo da melhor
maneira possível (ou não). O app
também envia informações sobre o que
precisa ser melhorado nos seus hábitos diários.


2. Forest

O Forest ajuda
quem deseja ser mais produtivo e gosta da natureza. O aplicativo permite que
você plante uma “semente virtual”.
Ela irá crescer enquanto o Forest permanecer aberto, ou seja: outros apps não podem ser utilizados durante
esse período.

Assim, é possível ter uma floresta virtual enquanto cumpre as tarefas do dia a dia.


3. Dinner Mode

Para quem quer passar um tempo
de qualidade
com os amigos ou família no horário das refeições, sem ficar
muito tempo no celular, o Dinner Mode
promete ajudar.

Quando acionado, ele irá bloquear
seus aplicativos
entre 15 minutos e 1 hora, dependendo do tempo
selecionado. Assim, é possível deixar o celular de lado e passar mais tempo
conversando com quem você gosta.


4. Onward

Muito parecido com o Hours, o Onward irá calcular, diariamente, o tempo que você passa usando o
celular e quais os aplicativos mais utilizados.

O app também
disponibiliza um coach virtual que irá ajudá-lo a se sentir mais motivado para
melhorar e aproveitar de maneira produtiva o seu tempo livre.


5. StepLock

Apps ajudam a aumentar sua produtividade.

O Steplock promete
ajudar aqueles que querem melhorar a produtividade e, de quebra, perder algumas
calorias.

Depois de instalar, é só escolher quais aplicativos você
deseja bloquear e quantos passos
precisa dar para desbloqueá-los. Isso mesmo: é necessário caminhar para
conseguir utilizar os apps novamente.

Se você tentar abrir algum aplicativo, antes de ter cumprido
a meta de passos, o StepLock enviará uma notificação,
mostrando o quanto ainda precisa ser caminhado e impedindo-o de usar a
aplicação.

Existem muitas ferramentas para ajudar na hora de tentar ser mais produtivo e concluir as tarefas da escola, faculdade, trabalho ou, até mesmo, de casa. É só escolher o que mais combina com você!


Você já usou algum
desses apps? Conhece mais opções para
ajudar na produtividade? Conta pra gente nos comentários!


Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog Infotec Blog.

Imagens: Pexels (Pixabay); Unsplash (Camille Chen); Unsplash (Jamie Street).

Saiba mais sobre o significado do código Q.

No início do século XX, o código Q foi desenvolvido pelo governo britânico para facilitar a comunicação entre os navios e as estações costeiras. Ele recebe esse nome devido à palavra “question”, que significa questão ou dúvida em português.

Seu uso ultrapassou as barreiras
linguísticas e permitiu que mensagens fossem sintetizadas através da combinação
de 3 símbolos. Em vista dessa praticidade, o código Q foi incluso
no serviço de regulamentação anexo à Terceira Convenção Internacional de
Radiotelegrafia, em 1912, e é amplamente utilizado até hoje.


Como o código Q é utilizado em rádios
comunicadores?


Atualmente, o código Q é dividido de acordo com a forma de utilização do rádio comunicador: QAA-QNZ são reservados para uso aeronáutico; QOA-QOZ para uso marítimo; QRA-QUZ para todos os serviços. Conheça algumas combinações de símbolos utilizadas e seus significados:

Código Q Pergunta Resposta
QAP Está na escuta? Permaneça na escuta/ estou na escuta
QRA Qual o nome operador? O meu nome é…
QRM Está sendo interferido? Sofre interferência:
QRU Tem algo para mim? Não tenho nada para você
QRV Está preparado? Estou preparado
QRX Quando você chamará
novamente?
Eu o chamarei novamente às…
QSB A intensidade de meus
sinais varia?
A intensidade de seus sinais varia
QSD Minha transmissão está defeituosa? Sua manipulação está
defeituosa
QSJ Qual a taxa a ser cobrada
para…
A taxa a ser cobrada para…
QSL Pode acusar
recebimento?
Acuso recebimento
QSM Devo repetir a última
mensagem…
Repita última mensagem…
QSO Pode comunicar-me
diretamente…
Posso comunicar-me
diretamente com…
QTA Devo cancelar a
mensagem número…?
Cancele a mensagem
número…
QTC Quantos recados para
transmitir?
Tenho… recado transmitir (ou para …)
QTH Qual é seu local? Meu local de endereço
posição é…
QTI Qual é o seu rumo
VERDADEIRO?
Meu rumo VERDADEIRO é … graus
QTR Qual é a hora
certa?
A hora certa é…
QTY Você está seguindo para o
lugar do acidente?
Estou seguindo para o lugar do acidente
QUA Tem notícias
de…?
Envio notícias de…

Quais as principais regras de utilização do código
Q?


Significado do código Q
Significado do código Q

Para que a comunicação com o código Q seja efetiva, é necessário
que sejam adotadas algumas regras. Conheça-as a seguir:

  • O código é definido como afirmativo ou negativo pela inserção imediata de “yes” (sim) e “no” (não) após as abreviaturas;
  • É possível a ampliação dos códigos com a adição de informações como os indicativos de chamada, nomes de pessoas ou lugares, números etc.
  • Para que a mensagem tenha um tom de pergunta, deve ser inserido a uma informação adicional e, logo depois, um ponto de interrogação. 
  • No caso de códigos com números, deve-se tomar cuidado para que a escolha do algarismo seja exata e transmita a informação correta;
  • À princípio, a indicação de horas no código Q deve obedecer à coordenada universal do tempo (UCT), a menos que tenha sido convencionada outro formato previamente.

O que você achou de aprender mais sobre a história e como funciona o código Q? Ainda que existam outras formas de codificação de mensagens, utilizá-lo é uma opção muito interessante quando falamos sobre comunicação.

Dicas para quando aceitamos dar uma pausa na produtividade.

Conforme os anos avançam, mais se sobressai a necessidade de extrair o máximo de valor de tudo aquilo que fazemos. A tão almejada produtividade pode ser alcançada sem abrir mão do merecido descanso.


A noção de produtividade acaba afetando até mesmo a nossa relação com o ato de descansar, pois vemos muitas pessoas considerando necessário manter certo ritmo de produtividade – seja aprendendo algo novo ou adicionando valor por meio de um hobby – até nos momentos de relaxamento.

Mas, como dizem os mais velhos, cada coisa tem a sua hora. Obviamente é bom ver que as novas formas de entretenimento e de distribuição de conteúdo, como jogos e plataformas de streaming, viraram também meios de aprendizado.

Inovações que chegaram, aliás, ao próprio campo da educação, já que hoje é possível até mesmo fazer graduações e pós-graduações à distância em faculdades de renome no mercado e que usam estas ferramentas para transmitir aulas, exercícios, provas e afins.

No fim do dia, merecemos vez ou outra um tempo de descanso depois de tanto esforço. Descanso esse que pode sim envolver treinar aquelas habilidades que você desenvolveu ao longo da semana ou até nas aulas da faculdade, desde que você não fique totalmente “ligado” na ação.

Oferecemos a seguir algumas opções de atividades para os momentos em que as obrigações podem ficar um pouco de lado e em que a produtividade pede uma pausa.

Jogos melhoram a produtividade

1 – JOGOS


Em tempos atuais, a palavra “jogo” pode ter associação direta com videogames. Só que a sua origem é bem mais antiga do que se pode imaginar.

De fato, há registros de formas de jogos desde a Idade Antiga, com a ferramenta sendo geralmente utilizada para passatempos e permeando, desde então, a história da humanidade.

Alguns destes jogos antigos estão por aí até hoje, ainda que em formatos diferentes. Atualmente, é possível ter acesso a diversos sites de jogos de cassino online, para aqueles que querem ter dentro de casa uma experiência próxima à de Las Vegas, e enfrentar pela internet pessoas do mundo todo em partidas de xadrez, damas e outros jogos de tabuleiro.


2 – MÚSICA


A música é outra forma de entretenimento bastante antiga e que está bem longe de ver seu fim chegando. De certa forma, em tempos atuais, a mídia só se tornou ainda mais massificada e também globalizada.

Basta entrar no Twitter e verificar os chamados fandoms, grupos compostos por milhares – às vezes milhões – de fãs dedicados a artistas do Brasil e do mundo.

Música combina com produtividade

Para que esses fandoms sejam mantidos, exige-se um esforço para tornar fácil o acesso a várias bandas e artistas em um só lugar. É neste contexto que entram as plataformas como YouTube, que lançou um serviço próprio para streaming de músicas.

O Spotify, plataforma inteiramente dedicada ao áudio e que oferece, além de músicas do mundo todo, acesso aos podcasts – que têm se tornado moda no Brasil no formato de programas de discussão sobre os mais diversos assuntos.


Assistir filmes, séries e documentários na NetFlix

3 – STREAMING DE FILMES, SERIES E DOCUMENTÁRIOS


Em se tratando de streaming, não podemos nos esquecer do que é hoje considerado o carro-chefe disso tudo. A Netflix¸ com a sua vasta biblioteca de filmes e séries, reina suprema sobre seus concorrentes.

Entretanto, esta é uma posição que corre perigo graças à gigante Disney, que em breve começará uma briga de titãs com a própria Netflix por meio da Disney+, sua plataforma de streaming.

Entretanto, fora desse mercado, existe uma plataforma bem interessante para os que em tempos de outrora gastavam horas a fio em frente à TV vendo documentários em canais de televisão por assinatura.

A CuriosityStream, empresa criada pelo fundador do Discovery Channel, é uma excelente pedida para quem gosta deste tipo de programa e conta com um cartão de crédito internacional, uma vez que, infelizmente, ainda não tem representação no Brasil.

Com tantas possibilidades tecnológicas interessantes a nosso dispor, certamente não faltarão oportunidades de desfrutar um pouco mais do tempo ocioso de forma leve. E agora, você aceitaria de forma mais tranquila dar uma pausa na produtividade?


Fonte das imagens: Pixabay

Renda extra: como ganhar quase mais de mil reais em menos de 30 dias comprando e vendendo milhas.

Com a promoção de compra de Pontos Multiplus, você pode comprar milhas e revendê-las rapidamente, lucrando em torno de 15%.


Uma forma ainda pouco conhecida para fazer renda extra é a compra e venda de milhas que, apesar de ainda pouco divulgada, já começou a atrair muita gente que está buscando uma renda extra.

No momento
existe uma promoção para compra de pontos que é muito rentável para quem quiser
comprar e vender na sequência. Trata-se de uma excelente oportunidade!

Até dia 29/5
a Multiplus está com uma promoção através da qual você pode comprar cada mil
pontos por R$28,14 e vender os mesmos pontos por em torno de R$32,50, um lucro
quase imediato de 15%.

Aqui está
um passo-a-passo para você aproveitar essa oportunidade:

Passo 1: caso ainda não tenha uma conta Multiplus, crie sua conta. Se já tiver sua conta, acesse o site da Multiplus e clique em “Entrar”, fazendo o seu login.

A promoção
que está no ar até dia 29/5 permite, a quem é assinante do Clube Multiplus,
comprar pontos com 60% de desconto.

Passo 2: o seu segundo passo é assinar a opção mais barata, chamada “Clube 1.000”, que já vai te dar direito a comprar os pontos com desconto. Ela custa R$42,90 por mês:

Plano Clube Multiplus

Passo 3: após ter o seu clube aprovado, você já vai receber 1.000 pontos imediatamente. Na sequência, você vai até a opção “Compre Pontos” no site da Multiplus.

Com o seu
login feito, e já sendo assinante do Clube, você verá que pode comprar até 300
mil pontos com o desconto de 60%. Cada mil pontos vão sair por R$28,00, ao
invés de R$70,00.

Comprar e Vender Milhas Multiplus

Selecione a quantidade que deseja comprar e siga para finalizar a compra, preenchendo os dados corretos do seu cartão de crédito. A Multiplus leva até 48 horas para aprovar a compra.

Passo 4: quando sua compra for aprovada você vai receber um e-mail de confirmação. Vale também acessar sua conta Multiplus para ver se os pontos já caíram pois nem sempre eles mandam o e-mail avisando.


Agora ao acessar sua conta Multiplus você verá 301.000 pontos (1mil referente à assinatura do Clube e mais 300 mil que você comprou com desconto):

Passo 5: caso ainda não tenha conta da MaxMilhas, crie sua conta aqui. Importante: você deve usar exatamente o mesmo nome e CPF que usou para criar sua conta Multiplus. Os dados precisam ser iguais.

Passo 6: faça login na sua conta MaxMilhas e vá até a opção “Vender milhas”. O link direto é: https://www.maxmilhas.com.br/vender-milhas. Nessa tela, selecione “Faça sua venda” e na sequência selecione “Latam”:


Passo 7: na tela seguinte coloque 301.000 em “quantidade de milhas” e no campo “Qual o valor para cada 1.000 milhas” coloque o valor pelo qual quer vender cada mil milhas.

Se cadastrar a R$32,50 você vai ter um lucro de 15% com a venda. Você pode colocar um pouco mais que isso se desejar ou até menos caso queira vender mais rápido:

Passo 8: clique em “Configurações avançadas” ainda nessa tela. Em “Média de milhas por passageiro” sugiro que coloque 15.000.

Isso significa que a MaxMilhas vai cumprir uma média de 15.000 milhas por passagem, ou seja, vai fazer até 20 emissões (20 x 15.000 = 300.000).

Essas emissões serão de, em média, 15 mil pontos mas nem todas serão exatamente de 15 mil, sendo que a média final de todas as emissões dará isso. Clique em “Próximo”.

Lucre comprando e vendendo milhas

A Multiplus permite que em um período de 1 ano você emita passagens para 24 pessoas diferentes + passagens para você. Então, na prática, essa escolha significa que você vai gastar 20 emissões das 24 emissões para pessoas diferentes a que você tem direito num período de 1 ano na Multiplus.

Passo 9: na próxima tela a MaxMilhas já vai carregar seu CPF no campo “Usuário do programa de fidelidade”. Você deve preencher o campo “Senha do programa de fidelidade” com a sua senha de acesso da Multiplus e “Senha de resgate da Multiplus” deve ser a senha de resgate. A Multiplus possui duas senhas distintas.

Você pode pedir a sua senha de resgate (caso não saiba) logando na sua conta Multiplus e indo em “Minha conta” no topo da página e depois em “Senhas” >> “Solicitar senha de resgate”.

Coloque também nessa tela o seu telefone cadastrado na Multiplus. Caso não lembre qual telefone você usou lá, vá em “Minha conta” e “Dados de contato” na sua conta da Multiplus para verificar.

O número de celular que está cadastrado lá deve ser o mesmo que vai colocar na MaxMilhas pois a MaxMilhas vai te ligar para pegar o SMS que a Multiplus envia durante o processo de emissão de passagem, então o número precisa estar correto. Aceite os termos e clique em “Próximo”.

Passo 10: assim que sua oferta for aprovada pela MaxMilhas você vai receber um e-mail te avisando (a plataforma leva até 48 horas para aprovar novas ofertas).

Enquanto isso aproveite para cadastrar sua conta bancária para receber o pagamento: https://www.maxmilhas.com.br/cliente/editar/dados-bancarios.

A conta bancária também precisa ter o mesmo CPF da conta MaxMilhas e da conta do programa de Fidelidade. Você não pode receber em uma conta bancária que não seja do titular da conta MaxMilhas e da conta Multiplus (e a conta deve ser corrente, não poupança).

Passo 11: pronto! Com sua oferta aprovada a MaxMilhas vai entrar em contato para pegar o código de emissão que chega por SMS para você conforme as milhas forem sendo vendidas.

As vendas são exibidas em “Minhas vendas”, assim como os valores a receber e datas de pagamento.

A empresa
paga pelas milhas 20 dias após as vendas (normalmente um pouco antes). Você
também recebe e-mail de confirmação a cada passagem emitida com suas milhas.

Continue
lendo para ver as contas para entender quanto vai lucrar com essa operação de
compra e venda de milhas!

Fazendo as
contas: vale a pena! Você deve ganhar em torno de R$1.339,60 em menos de 1 mês

Custo da Assinatura do Clube Multiplus 1.000  R$ 42,90
Custo da compra de 300 mil pontos com
desconto de 60%
 R$ 8.400,00
Custo total  R$ 8.442,90
Quantos pontos terá 301.000
Valor de venda de cada mil pontos  R$ 32,50
Valor total a ser recebido vendendo a
esse valor
 R$ 9.782,50
Diferença entre valor de venda e custo total (lucro)  R$ 1.339,60
% do lucro 15,87%

Dicas Importantes

Para acelerar a aprovação da sua compra de pontos na Multiplus busque usar cartão de crédito de sua própria titularidade (que seja do mesmo nome e CPF da conta Multiplus)

– Você pode
comprar menos do que 300 mil pontos (esse é o limite máximo com desconto), caso
tenha menos limite no cartão de crédito

Caso não tenha interesse em manter o Clube Multiplus ativo, cancele perto de completar 1 mês, para não ter cobrança por mais tempo

Caso sua compra não seja aprovada, entre em contato pelo chat ou telefone da Multiplus para entender e ver se liberam ou tente novamente

Aproveite a promoção rápido: você precisa assinar o clube e comprar os pontos dentro do período promocional então se deixar para muito mais para frente pode perder a oportunidade pois o processo de aprovação de compra pode demorar um pouco

Você pode repetir esse processo com pessoas da sua família, cada um com sua própria conta Multiplus e conta MaxMilhas. Lembre-se: os dados precisam ser sempre do titular da conta.

Como evitar os erros mais comuns na hora de comprar um notebook.


Quando optar em comprar um notebook faça a melhor escolha e evite os principais erros na hora da compra com essas dicas úteis.


Mesmo que você possua alguns notebooks e saiba quais recursos você gosta, isso não o torna imune a alguns dos problemas mais comuns de compra de laptops. Todos nós podemos ser induzidos por uma tela bonita, ou recursos de ponta, mesmo que não precisemos deles. 

É isso que este guia irá ajudá-lo a evitar e garantir que o que você está comprando é o que você precisa agora e no futuro, e não algo que está além de seu orçamento ou necessidades.

Aqui está nossa lista dos erros mais comuns na hora de comprar um notebook, assim você pode deixar todos os possíveis arrependimentos na porta. Se você preferir ter alguma ajuda para comprar um desktop, esses são nossos favoritos em 2018.


1 – COMPRANDO O LAPTOP MAIS BARATO DISPONÍVEL

Há alguns grandes notebooks de baixo custo por aí, mas só porque eles são baratos, não significa que eles vão fazer o trabalho que você quer ou ter todos os recursos que você precisa.

Digamos que você esteja decidindo entre um processador dual-core e quad-core.Você deseja executar muitos aplicativos de uma vez, mas escolheu o processador dual-core porque é um pouco mais barato. 

Agora você tem um sistema que não é tão poderoso quanto as suas necessidades exigem, e esse problema vai atormentá-lo até a hora de comprar um outro notebook novamente.

Em vez de optar pelo preço mais baixo, é melhor encontrar o laptop que realmente atende às suas necessidades e, depois, fazer uma comparação cruzada com o orçamento.


2 – PAGANDO CARO DEMAIS

Por outro lado, os melhores notebooks do mundo podem atender todas as suas necessidades, mas se você pagar por recursos ou hardware desnecessários, estará desperdiçando seu dinheiro.

As chances são boas de que, se um laptop forçar seu orçamento, ele tem algo de que você não precisa. Um novo MacBook Pro com especificações de topo pode custar até US $ 6.000 – mas muito poucas pessoas precisam de 4 TB de espaço de armazenamento em seu notebook. 

Você pode obter a mesma máquina com exatamente as mesmas especificações, além de menos espaço de armazenamento pela metade desse preço, e obter bastante armazenamento barato em uma unidade externa .

Notebooks para jogos podem ser notoriamente caros também, mas se você está apenas jogando games básicos, você não precisa de todo esse hardware. Compre o que você precisa e tente não exagerar.


3 – COMPRANDO UM LAPTOP “PARA HOJE”

É um velho conselho, mas ainda é verdade. A menos que você esteja obcecado em obter a tecnologia mais recente, um novo laptop deve durar alguns anos, e provavelmente mais ainda se você quiser economizar dinheiro em outra compra. 

Em vez de comprar um laptop exclusivamente para suas necessidades agora, você deve comprar um dispositivo que possar ser útil por mais alguns anos, visando as suas pretensões no futuro.

Você pode se sentir tentado a optar por um modelo básico por seu preço baixo, com algo como 4 GB de RAM e um drive de armazenamento HD de 128 GB. 

Isso limitará seu apelo de longo prazo, porque ele ficará sem espaço de armazenamento rapidamente e poderá não lidar bem com vários aplicativos. Optar por um modelo superior com uma unidade maior e mais RAM é provavelmente uma boa ideia.


4 – IGNORANDO PORTAS E COMPATIBILIDADE

Nem todos os laptops incluem as portas das quais você depende. Muitos notebooks modernos, como o Dell XPS 13, só possuem portas Thunderbolt 3 e USB-C. 

Se você precisar de um leitor de cartões USB-A ou SD, verifique se o seu laptop escolhido tem essas portas específicas antes de comprar ou compare um orçamento para a compra de um adaptador.


5 – OPTANDO PELA MAIOR RESOLUÇÃO DISPONÍVEL

Um dispositivo com uma tela 4K certamente vale mais que um olhar superficial, mas nem sempre é a escolha certa, já que as telas menores não permitem aproveitar todos os benefícios da resolução mais alta.

Pior ainda, os ecrãs 4K podem ter um grande impacto na duração da bateria do seu dispositivo. Muitos notebooks 4K têm resistência sem brilho com telas de maior resolução e, na verdade, você não vê muitos benefícios. 

A menos que você esteja comprando um laptop de jogos super sofisticados ou um com uma tela enorme, recomendamos 1080p para economia o seu bolso e maior duração da bateria.


6 – NÃO TESTAR ANTES DE COMPRAR

Consumidora realizando compra on-line

Se puder, sempre forneça ao laptop que você está considerando um test drive adequado antes de comprar. 

Muitos notebooks comuns estão disponíveis para testes em grandes lojas físicas, como Apple, Fast Shop e Microsoft Store, permitindo que você mexa no touchpad, teclado, interface de software e outros componentes que diferem substancialmente de modelo para modelo.

É fácil ignorar a importância dos recursos ausentes na lista de especificações, como a capacidade de resposta do touchpad ou a visibilidade de uma tela brilhante à luz do dia, e não há nenhuma substituição para obter uma sensação prática real de como é usá-la.

Se isso não for possível, compre em uma loja on-line com uma forte política de devolução.


7 – PENSAR QUE TAMANHO NÃO IMPORTA

O tamanho é importante, especialmente quando se trata de um notebook. Enquanto uma tela maior permite uma experiência de visualização mais expansiva e muitas vezes melhor, ela também reduz o fator de portabilidade. 

O tamanho do laptop geralmente determina o tamanho do teclado e do trackpad, o que significa que você provavelmente ficará limitado ao optar por um laptop com menos de 13 polegadas.

A melhor maneira de descobrir o que você precisa é considerar como você usou laptops no passado. Um ultrabook menor pode ser uma opção viável para viajantes frequentes.

Para aqueles que procuram um laptop padrão, você provavelmente desejará optar por um com tela de 13,3 ou 14 polegadas. Se você raramente sai de casa com o seu dispositivo, considere um modelo de 15,6 polegadas para um notebook que costuma ficar mais tempo no seu escritório.


8 – TORNANDO-SE OBCECADO POR UMA ESPECIFICAÇÃO

Visão de túnel é uma má notícia ao comprar um laptop. Embora seja recomendado colocar as fichas de especificações umas contra as outras, evite escolher uma especificação única como sua favorita e apenas observe esse fator. 

Embora você deva ter uma especificação de linha de base em mente – para ter certeza de obter o desempenho de que precisa, não fique obcecado em maximizar em qualquer especificação.

É fácil ficar empolgado em pagar um pouco mais para duplicar a RAM, por exemplo, mas a maioria das pessoas não precisa de mais do que 8 GB, a menos que você esteja usando algum software parrudo para fins de trabalho.

Da mesma forma, não fique obcecado com a duração da bateria, resolução, velocidade do processador. Se você tem um orçamento, precisa aprender a equilibrar uma variedade de definições para fazer a melhor escolha. 

Certifique-se de que o laptop que você deseja tenha os recursos e o hardware de que você precisa, e qualquer outra coisa que esteja abaixo do orçamento é apenas um bônus.


9 – NÃO ESTÁ COMPRANDO POTENCIA SUFICIENTE

Ultrabooks subiram para se tornar um dos tipos mais populares de laptops, e pode ser muito tentador assumir automaticamente que eles são a melhor escolha para você. 

Eles são leves, pequenos o suficiente para caber facilmente em uma pasta ou mochila, e os preços de muitos modelos – especialmente os Chromebooks – são alguns dos mais baixos por aí.

Embora a maioria das pessoas ache que o desempenho seja mais do que suficiente, os profissionais que lidam com softwares mais avançados podem precisar de hardware de classe de estação de trabalho mais robusta.

Em particular, você pode precisar de algo com uma placa gráfica poderosa, enquanto a maioria dos ultrabooks de 13 polegadas possuem uma placa integrada.


10 – ACHAR QUE UM 2-EM-1 É O MESMO QUE UM LAPTOP

Tablets, 2-em-1s e laptops são categorias distintas. Eles não são intercambiáveis. Embora você pode realizar as mesmas tarefas com um tablet e um laptop, as semelhanças terminam por aqui.

Os tablets permanecem muito mais restritos quando se trata de multitarefa, navegação rápida na Web, uso de aplicativos complexos ou execução de software exigente. Seus teclados podem ser excessivamente apertados também .

Só porque algo tem uma tela e teclado não significa que ele pode fazer tudo que um laptop pode fazer. Este é o erro oposto de se concentrar muito em uma especificação – se você ignorar todas as especificações, você começará a fazer suposições sobre o que a máquina pode fazer, e esse é um território perigoso.


# TOMANDO A DECISÃO FINAL

Comprar o Notebook ideal é algo complexo, mas se você fizer isso com cuidado, você deve conseguir um ótimo kit. Nossas revisões aqui são um bom começo, onde orientamos em todos os recursos de um notebook e como ele é executado em nossos testes práticos, desde a qualidade da exibição até o desempenho. 

Analisamos em profundidade e avaliamos todos os notebooks que recebemos, incluindo tudo, desde a interface do usuário e a tela até o desempenho e o design geral. Lembre-se, porém, comprar o laptop certo para você significa exatamente isso. 

Leia tudo o que puder sobre uma compra em potencial, mas, quando chegar a hora de usar o seu cartão de crédito, faça a compra que fizer mais sentido para você. E lembre-se, nem sempre o mais caro é o melhor!

Dicas de automação para o seu estacionamento.

A administração e gerenciamento de estacionamento estão cada vez mais profissionais, o que faz com que as empresas dessa área precisem investir em inovação e qualidade para que se mantenham competitivas e rentáveis.

Entre as soluções usadas nesse segmento que proporcionam diversas melhorias ao empresário, está a automação dos processos. A seguir saiba do que se trata essa tecnologia e como ela pode ser implementada no seu estacionamento.

# O que é automação de estacionamentos?

A automação de um estacionamento consiste no investimento em softwares e hardwares que permitam a realização automática de processos do local, reduzindo a interferência humana nas práticas realizadas.

A automação permite integrar diferentes áreas de maneira que o controle torne-se centralizado e automático. Por exemplo, em vez de um funcionário ser responsável pela liberação da cancela, esse processo é realizado por um terminal automático após a inserção do cartão que foi quitado no guichê.

Outro controle que passa a ser possível é o de vagas disponíveis, sendo que o sistema faz a contabilização exata do número de carros estacionados no momento e atualiza essa informação em tempo real, de forma que o gestor sempre saiba quantas vagas estão ocupadas.

Esses são apenas alguns exemplos de tecnologias disponíveis para automação do estacionamento, sendo essencial que o gestor avalie quais são mais interessantes para o negócio de acordo com o estudo das particularidades do local, como movimentação, tempo médio de permanência.

# Como automatizar o estacionamento?

Existem diferentes formas de investir na automação do estacionamento,sendo que, independente do modelo escolhido, é importante que o gesto tenha consciência de que o acompanhamento das novas tecnologias e recursos deve ser uma estratégia permanente para que se mantenha a competitividade do estacionamento.

# Investimento próprio

Automação de Estacionamento

A primeira estratégia para automatizar o estacionamento é investir diretamente nas soluções, realizando a avaliação das tecnologias disponíveis e contratando uma prestadora de serviço que disponibilize esse software.

Nesse modelo o empresário deve fazer os investimentos necessários no espaço, como sinalização, equipamentos exigidos e infraestrutura para funcionamento da solução. Além disso, é preciso investir na capacitação e treinamento dos colaboradores, para que eles saibam como funciona a operação do sistema.

Dessa forma, o empresário deve acompanhar as novidades para atualizar as estratégias caso novas soluções sejam disponibilizadas no mercado.

# Terceirização do negócio

Terceirizar serviços de Estacionamento.

Outra opção para implementar a automação dos sistemas de um estacionamento é optando pela terceirização do negócio, no qual a administração e gerenciamento do local é cedida para uma empresa parceira responsável pelas estratégias que serão adotadas, incluindo a automação.

Nesses casos, a adequação e estruturação do estacionamento para atender às exigências do novo modelo, o treinamento da equipe para atuar com a solução e o investimento em novos recursos passam a ser responsabilidade da empresa terceirizada.

° Como isso ajuda na melhoria do faturamento?

O benefício da automação no faturamento do estacionamento é possível devido uma série de mudanças que são possibilitadas com essa solução,como:

  • Redução das fraudes no pagamento e tempo de permanência no estacionamento;
  • Maior satisfação do cliente,com praticidade que motiva a maior permanência;
  • Redução da mão de obra necessária para operacionalização do negócio;
  • Maior eficiência nos processos e decisões mais acertadas na administração e gerência.

A soma dessas vantagens possíveis com a automação do estacionamento resulta em um negócio mais lucrativo, sendo que esse aumento do faturamento pode ser revertido em estratégias que permitam aprimorar ainda mais os resultados.

DIY – aprenda a gerenciar as contas do seu negócio.

Saber como manter as contas e o caixa sempre no positivo faz toda a diferença entre o sucesso ou o fracasso para a sua empresa!


Gerenciar um negócio é sempre um grande desafio, seja pela primeira vez na vida ou em sua décima empresa. Cada uma traz suas particularidades e diferenças, ou seja, não existe um manual de instruções perfeito para todos os casos.

Mesmo assim, existem algumas dicas que você pode seguir para facilitar essa tarefa tão árdua e fazer com que seu dia a dia como gestor seja mais prático, sem surpresas desagradáveis e nem o tão temido caixa no vermelho.

É claro que o processo será mais complicado no começo, mas você se tornará mais experiente e capacitado com o passar do tempo, o que tende a manter a saúde financeira do seu negócio sempre lá em cima!


» Dicas fundamentais para gerenciar as contas da sua empresa

Seguir a todas essas dicas de uma vez pode ser difícil, mas se você começar de uma em uma, logo terá um negócio perfeitamente organizado e gerenciado, que só te trará ótimos frutos – e lucros!


#1 – Tome nota de todas as contas

Calma, isso não quer dizer que você vai ter que anotar tudo manualmente, ainda mais com o grande número de softwares disponíveis atualmente para a gestão financeira de uma empresa, mas nenhum valor deve passar despercebido.

Essa é uma questão em que muitos gestores pecam, muitas vezes sem intenção. Todos os débitos e todos os créditos devem ser devidamente controlados para evitar surpresas com a sua empresa.

Por isso, não importa se você teve que adquirir um novo equipamento, que custou alguns milhares de reais, ou se precisou comprar mais pó de café para abastecer a máquina, todos os valores devem entrar no balanço financeiro.


#2 – Se precisar, peça ajuda

A empresa pode ser sua no papel, ter o seu nome no CNPJ e ter tido seu nome fantasia escolhido por você depois de vários meses, mas a gestão da sua empresa pode precisar da ajuda de outras pessoas.

Você pode contar com a ajuda de alguém da sua família ou um amigo de confiança se estiver com o orçamento apertado e ainda não tiver uma rentabilidade suficiente para a sua empresa. Assim, a organização será mais simples.

Caso a empresa já esteja com um bom crescimento e um número considerável de clientes, que resulte em um bom lucro ao final do mês, considere contratar uma pessoa para lhe ajudar com isso. Acredite, os resultados farão valer a pena.


#3 – Programe gastos inesperados

Ninguém deseja ter gastos indesejados com a sua empresa, ainda mais quando a importância de se ter tudo organizado foi tão ressaltada, mas sempre existe a possibilidade de ter que gastar com algo que não estava no roteiro.

Equipamentos que quebram, colaboradores que pedem as contas, furtos… São vários os fatores que podem te levar a ter que gastar mais no final do mês, e o melhor a se fazer é se precaver para isso.

Na hora de planejar os gastos para o próximo mês, sempre inclua um valor para despesas emergenciais, que pode variar de acordo com o tamanho da sua empresa. Assim, caso precise gastar, o baque não será tão grande assim.



#4 – Preste atenção em todas as faturas

Não apenas o valor das contas deve ser analisado, mas sim o seu conteúdo. É até uma praxe do mercado pagar as faturas de água, luz, telefone, internet e demais serviços sem nem olhar para elas, mas isso não é bom.

Ao se atentar a cada uma das faturas, você saberá por que o valor final foi aquele e, mais importante, se ele foi justo ou não, já que as empresas podem cobrar valores desproporcionais ou incorretos por engano.

Para evitar esse problema, analise com cuidado as faturas, compare com as dos meses seguintes e entenda pelo que você realmente paga. Assim, as chances de ser enganado diminuem consideravelmente.


#5 – Procure a opinião de pessoas mais experientes

Sempre existe alguém que pode lhe ajudar com ideias, planos e estratégias para a gestão das contas do seu negócio, mesmo que ela não converse com você fisicamente.

Existem vários blogs, canais no YouTube e colunas em revistas, jornais e sites de notícias onde gestores de empresas de sucesso contam um pouco da sua experiência para as pessoas que ainda estão no início da sua jornada.

Separar um período do seu dia para consumir esses conteúdos pode ser uma boa, ainda mais quando se tratam de horários “perdidos”, como o tempo em que você fica no transporte público, por exemplo.


#6 – Distraia sua mente

Parece um pouco estranho que essa seja uma das dicas para melhorar a gestão das contas da sua empresa, mas acredite: ela tem muito mais importância do que você pode imaginar à primeira vista.

Você pode (e deve) investir o seu tempo para cuidar da empresa, mas a partir do momento em que a sua vida se resume unicamente a isso, a estafa mental pode ser tão grande que você perderá suas energias para continuar.

Separe um tempo para ficar com sua família, seus amigos e para relaxar a mente da forma que você mais gosta. Pode ser assistir a uma série, jogar videogame, jogar futebol ou tomar uma cerveja, mas o lazer também é fundamental para o seu sucesso.


#7 – Aprenda com os erros

Mesmo que você siga a todas essas dicas e a outras sugestões de pessoas de sucesso, ainda assim você vai errar. As contas do mês podem fechar no vermelho, você pode se esquecer de alguma dívida ou enfrentar outro problema, mas fique calmo.

Acertar é muito bom, mas nós aprendemos demais com os erros. Você já saberá o que deve (e o que não deve) fazer das próximas vezes, o que colabora tanto para o seu crescimento profissional quanto pessoal.

Portanto, saiba valorizar as vitórias, mas também dê os devidos créditos às derrotas, já que elas te darão energia e motivação para se manter firme na caminhada rumo ao sucesso.


♦ Torne-se um gestor de sucesso!

Cada uma dessas dicas será de grande valia se você deseja se tornar um ótimo gestor de empresas. Cada minuto investido e cada gota de suor serão recompensados durante sua jornada.

Por isso, tenha tudo sob controle, peça ajuda quando necessário, programe-se com cuidado e invista na auditoria de contas, mas não se esqueça de viver uma vida feliz, que é o que você tem de mais valioso!

O amor pode afetar a sua segurança online.

Em um relacionamento, você é a pessoa mais “entendida” de internet ou aquela que sempre pede ajuda para seu parceiro quando tem problemas com seus dispositivos ou durante qualquer outra atividade que envolve tecnologia?

Um recente estudo da Kaspersky Lab mostra que sempre existe uma pessoa do casal que é menos chegada em tecnologia e segurança online do que a outra.

Como é comum que casais compartilhem suas atividades online e dividam seus dispositivos, esse fato pode levar a uma exposição de dados, danos nos aparelhos, ou até mesmo perda de dinheiro.

Mesmo que você seja a parte do casal familiarizada com a cibersegurança, seu parceiro pode não ser. O estudo mostra que 82% dos casais dividem algum dispositivo. Por exemplo, 8 a cada 10 casais dividem seu computador com seu parceiro, e metade divide o acesso ao seu smartphone.

Além disso, 77% dos casais dividem alguma conta online, seja para entretenimento, compras ou outros tipos de atividades online. Por isso, a Kaspersky Lab adverte que, por mais o que você ame seu namorado ou namorada, pode ser que ele/ela coloque em risco sua vida digital, quando compartilhada.

Já que compartilhar dispositivos digitais é algo que faz parte da construção moderna de um relacionamento, a Kaspersky Lab informa que a segurança online deve ser uma responsabilidade pensada em conjunto.

Quando os participantes foram questionados, metade (57%) disse que em um relacionamento são mais preocupados com sua segurança em atividades online do que seu parceiro, sendo que os homens pensam que entendem mais de tecnologia do que a outra pessoa (75%).

Aqueles que se classificaram como os “mais entendidos” do mundo online, normalmente ajudam seu parceiro – sendo que 94% dessas pessoas dizem colaborar com questões de tecnologia. Entretanto, essa ajuda pode ser indesejada.

A pesquisa mostra que um terço das pessoas (31%) que sabe que seu parceiro é melhor em TI, evita pedir ajuda quando se envolvem em alguma situação complicada. Esse tipo de situação é comum, já que as pessoas têm um comportamento de risco no universo online.

Por exemplo, se conectam a um Wi-Fi, mesmo não sabendo se é seguro (58%), baixam arquivos de sites desconhecidos (41%) ou até mesmo deixam um dispositivo em algum lugar público sem alguém de confiança para tomar conta (32%), deixando vulnerável não apenas seus aparelhos, mas também seus dados.

Isso pode criar sérios problemas aos casais – 28% dos parceiros que se preocupam com a cibersegurança dizem que, desde que começaram a compartilhar suas contas online e dispositivos com seus parceiros, enfrentaram mais problemas cibernéticos.

Problemas específicos foram encontrados na pesquisa, como danos em seus dispositivos (30%) ou serem infectados acidentalmente por um malware (24%), parceiros compartilhando dados pessoais de seus amados sem seu consentimento, mesmo que acidentalmente ou de propósito (18%), e parceiros perdendo dinheiro por engano ou por causa de algum malware (16%).

“Compartilhar a responsabilidade pela segurança da Internet pode não parecer muito romântico, mas é algo que deve estar no topo de prioridades dos casais que compartilham o acesso à vida online um do outro”, reforça Dmitry Aleshin, vice-presidente de Marketing de Produtos da Kaspersky Lab.

“Mesmo que não tenham culpa, não há como evitar a questão de que algumas pessoas em relacionamentos terão menos conhecimento digital do que seus parceiros. Como resultado, os dados pessoais ou dispositivos podem ser colocados em risco por causa de certas atividades online.

Sim, compartilhar dispositivos ou contas é importante em um relacionamento amoroso, mas com tantos dados online e privacidade em risco, segurança e confiança também são fundamentais. Portanto, a segurança e a proteção online devem ser responsabilidades dos dois lados do casal”.

Pensando nisso, a Kaspersky Lab traz algumas dicas para ajudar a tornar a segurança como prioridade dos casais:


1) Crie regras no relacionamento: quando você começa a dividir contas e aparelhos com seu parceiro – como computadores, bancos online e contas em serviço de streaming – determine algumas regras sobre com o que você se feliz em compartilhar, e com que propósito. E atenha-se a essas regras, para que os dois se sintam confortáveis.


2) Não tenha medo de pedir ajuda ao outro: especialmente se a outra pessoa conhece mais de tecnologia do que você.

Caso você seja o parceiro que conhece mais, certifique-se de que seu amado se sente confortável em conversar com você sobre segurança online – isso significa que você pode ajudar a protegê-lo e fazer seu reinado online funcione melhor.

E se você é o que está menos familiarizado, peça ajuda e fale abertamente sobre cibersegurança com seu parceiro.


3) Compartilhe a responsabilidade: coloque metas de segurança para que os dois sigam – como nunca conectar em Wi-Fi desconhecido, ou nunca baixar arquivos de fontes desconhecidas ou não verificadas.


4) Use uma tecnologia para proteger vocês dois: soluções de segurança – como Kaspersky Total Security – podem proteger o casal de qualquer aspecto de seu universo digital, desde proteger suas senhas até construir barreiras de defesa contra as mais recentes e desconhecidas ameaças.

Além disso, pela sua conta no My Kaspersky, o parceiro mais familiarizado com cibersegurança pode gerenciar a proteção de seu amado.

Empresas e a adoção das tecnologias blockchain.

Segundo a Equinix – empresa global de interconexão e data center – o blockchain privado deve passar a atrair mais empresas em 2018. Principalmente por serem redes fechadas, em que a gestão da identidade digital é feita de forma mais segura.

As provedoras das redes para diferentes setores precisarão hospedar seus dados em múltiplos locais, de forma distribuída, para garantir baixa latência.

Este tipo de ambiente é encontrado dentro de ecossistemas como o da Equinix, cuja plataforma global pode dar suporte a redes distribuídas por todo o mundo.


O que afinal é o Blockchain?

Blockchain, em sua essência, é simplesmente uma nova tecnologia de rede de distribuição de informações, com algumas propriedades especiais, como:

  1. Sem um único administrador, baseia-se em um modelo de confiança compartilhada entre usuários, totalmente descentralizado.
  2. Os registros não são atualizáveis, assim não há como alterar transações realizadas. Ele permite apenas inclusões.
  3. Tem um único esquema lógico (virtual) global que é armazenado por meio de várias cópias físicas distribuídas.

Redes públicas ou privadas?

A principal diferença entre o blockchain público e privado é o mecanismo de consenso. No público, os usuários não se conhecem, portanto, o nível de confiança é baixo, necessitando uma sobrecarga computacional maior. Assim, a verificação ou validação de cada transação é bastante alta e demorada.

Já na conexão privada, a confiança é maior, pois é baseada na permissão de acesso. É possível fazer uso de algoritmos compartilhados mais simples e rápidos. Como resultado, em vez de algumas transações por segundo, é possível fazer milhares delas.

Além disso, em blockchains privados, os registros das transações podem ser criptografados e estão disponíveis apenas para as partes autorizadas, o que, por sua vez, ajuda a satisfazer os requisitos de privacidade dos participantes.


Como a tecnologia está sendo usada hoje?

O uso do blockchain vem sendo feito basicamente das seguintes formas:

  1. Como meios de distribuição de criptomoedas, como Bitcoin.
  2. Como uma plataforma (autorizada) para trazer benefícios de custo e eficiência nos processos de negócios das empresas.
  3. Como ferramenta para garantir integridade e segurança de dados.

Quais os benefícios para os usuários?

Os usuários estão estudando seriamente a tecnologia blockchain em verticais como supply chain, trading e mercado financeiro, governo e no segmento de health care. Eis a razão:

  • Manutenção de registros inalteráveis: agências governamentais e empresas estão interessadas em manter o controle de dados, com a garantia de não serem alterados.
  • Utilização da ferramenta para denuncia de notícias falsas que circulam pela internet.
  • E- Voting: na Estônia, por exemplo, a tecnologia blockchain já é utilizada pelo governo para computar votos eletrônicos.
  • Desenvolvimento de um marketplace descentralizado, alimentado por um livro-caixa distribuído, escalável e em tempo real.
  • A adoção de criptomoedas está ganhando impulso à medida que mais empresas de grande porte passaram a aceitar criptomoedas. Uma das vantagens é a possibilidade de operar em nível de microcentavo, dispensando arredondamentos. No entanto, as redes de blockchain públicas apresentam problemas, como invasões, por exemplo.
  • Eliminação do intermediário: hoje, as transações financeiras que cruzam as fronteiras entre países passam por intermediários que acrescentam custos e retardam a circulação. O blockchain elimina intermediários, com transações mais rápidas, seguras e menos dispendiosas.

Então qual será o futuro?

“A Equinix acompanha de perto as tecnologias blockchain e seu funcionamento para que seus clientes possam otimizar sua utilização dentro das operações de TI e modelos de negócios”, explica Wellington Lordelo da Equinix Brasil.

Segundo o executivo, inicialmente, o uso do blockchain pelas empresas tem acontecido com o intuito de completar os sistemas de TI existentes, sem, no entanto, adotá-lo em seus principais processos corporativos.

A adoção do blockchain não envolve apenas integração da tecnologia à uma infraestrutura de TI, mas trata-se de um negócio que também está mudando processos internos.

É preciso que a organização perceba o que a tecnologia pode fazer pelo seu negócio e o potencial do valor agregado. “Isso ainda pode consumir vários anos em um processo de tentativa e erro”, acredita Lordelo.

É certo que, em breve futuro, as empresas estarão envolvidas em múltiplas redes de blockchain (por exemplo, supply chain, finanças etc.) e vão querer que seus negócios estejam localizados próximos de seus parceiros.

Neste sentido, a alta densidade de rede e cloud da plataforma de marketplace da Equinix serão importantes ferramentas para a adoção do blockchain, tanto para fornecedores, quanto para empresas.

Principalmente em um cenário em que empresas passem a atuar com diferentes modelos contratuais, mas queiram garantir a legitimidade do acordo entre ambas partes.

10 dicas para melhorar a vida útil da bateria do Notebook com o Windows 10

O Fall Creators Update torna mais fácil alternar entre os modos de bateria. Saiba onde encontrar o novo controle deslizante da bateria e revise os favoritos e tradicionais para prolongar a vida útil da bateria. 

Se você atualizou para o Windows 10 Fall Creators Update, então você tem uma nova ferramenta para ajudar a prolongar o tempo de funcionamento do seu laptop.

Desligar o brilho da tela

A alimentação de todos esses pixels na tela é o maior vazamento de recursos da bateria. O primeiro item a verificar quando você está com uma vida útil incomum da bateria é o brilho da tela.

Se você aumentou todo ou perto do máximo o brilho da sua tela, então diminua-o; Você também pode encontrar uma experiência de computação mais confortável para seus olhos.

Seu laptop provavelmente possui duas teclas de função mapeadas para o brilho da tela. Caso contrário, você pode encontrar um controle deslizante de brilho, indo para Configurações> Sistema> Exibir .

Você também encontrará um controle deslizante para o brilho da tela no Centro de Mobilidade do Windows, que está localizado no Painel de controle; A maneira mais fácil de encontrá-lo é digitando na barra de pesquisa.


Pinte de preto

Um fundo brilhante da área de trabalho exige que os pixels da sua tela se acendam mais, quando requer mais suco. Escolha uma imagem ou cor escura, indo para Configurações> Personalização> Fundo .


Desligue as luzes de fundo do teclado

Como a tela, a retro iluminação do teclado também drena a bateria do seu laptop. Desligue-os quando não forem necessários.

Seu laptop provavelmente possui uma tecla de função que permite que você acenda e desligue as luzes de fundo do teclado. Caso contrário, você encontrará um controle para ele no Centro de Mobilidade do Windows.


Apresentando o novo controle deslizante da bateria

OK, agora está aqui a nova ferramenta de bateria. O Fall Creators Update facilitou a alternância entre os modos de energia.

Em vez de entrar na página da bateria em configurações para mudar de alto desempenho para o modo de economia de bateria ou vice-versa, agora você pode clicar ou tocar no ícone da bateria na barra de tarefas.

Você poderá mover um controle deslizante, selecionado as opções melhor duração da bateriamelhor desempenho ou um modo balanceado no meio.

Modo de Bateria


Verifique as configurações de energia

Nas Configurações de energia e suspensão clicando em seu link no menu da bateria na barra de tarefas (ou indo em Configurações> Sistema> Energia e Suspensão), e você pode encurtar o tempo antes que o display seja desligado ou o laptop volte ao modo de suspensão quando está funcionando com bateria. Quanto mais curto você definir esses tempos, mais sua bateria durará.


Use a proteção da bateria

O modo de poupança de bateria incorporado no Windows 10 é ativado quando a bateria estiver com a carga restante abaixo de 20%.

Desabilita a sincronização de e-mail e calendário, notificações push e aplicativos de execução em segundo plano. Ele deve ser ativado por padrão, mas verifique se ele está indo para Configurações> Sistema> Bateria .

Se você achar que o Battery Saver não interrompe seus hábitos regulares do Windows, então você pode aumentar o limite para quando ele se ativa acima de 20%.


Verifique o uso da bateria pelo aplicativo

Você pode ver quais aplicativos estão usando a maioria dos recursos da bateria por Configurações> Sistema> Bateria e clique em Uso da bateria pelo aplicativo .

A lista mostrará a porcentagem de bateria que suas aplicações usaram nas últimas 6 ou 24 horas ou na semana passada.

Se você encontrar um aplicativo que você acha que usa mais do que seu compartilhamento justo, clique nela e desative a opção para “Gerenciado pelo Windows” e então verifique se a caixa permanece desmarcada para Permitir que o aplicativo execute tarefas em segundo plano.

Uso da Bateria por aplicativo


Desligue Bluetooth e Wi-Fi quando não for necessário

Essas tecnologias de rede sem fio consomem energia da bateria. Você pode desativar ambos usando o modo Avião. Clique no ícone Wi-Fi na barra de tarefas e, em seguida, clique no botão do modo Avião.

Você também pode desabilitar apenas o Wi-Fi clicando no botão Wi-Fi no menu Wi-Fi da barra de tarefas. Para desativar Bluetooth, vá para Configurações> Dispositivos> Bluetooth e outros dispositivos e desative a opção para Bluetooth.


Sincronizar menos e-mail 

A verificação constante de novas mensagens de e-mail pode drenar sua bateria. Então, informe o Windows para verificar com menos frequência as suas mensagens para prolongar a vida útil da sua bateria.

Vá para Configurações> Contas> Email e contas de aplicativos . Clique na sua conta, clique no botão Gerenciar e, em seguida, para Baixar novo conteúdo, altere-o à medida que os itens chegam a cada 30 minutos, por hora ou manualmente e, em seguida, clique em Concluído .


Experimente Edge

A Microsoft afirma que seu navegador Edge permite que sua bateria funcione 36 a 53% a mais do que o Chrome, o Firefox ou o Opera.

Talvez isso seja uma sugestão da Microsoft para que os usuários utilize mais o seu novo navegador, mas de fato em um teste recente foi comprovado que o Edge é um dos navegadores que menos consomem a bateria do Notebook. Então não custa nada testar.

Ferramenta registra boletos de pagamento a custo reduzido e de maneira simples

Bling! ajuda PMEs e MEIs a não perderem receita com novas diretrizes do Banco Central.

Com a Nova Plataforma de Cobrança da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) – que segue determinação do Banco Central sobre a exigência do registro de boletos de pagamento acima de R$ 2.000 -, PMEs e MEIs têm mais um ponto a se preocupar no orçamento.

Para minimizar o impacto financeiro da novidade, o Bling! (www.bling.com.br), ERP voltado a essas empresas, lança uma funcionalidade que permite atender à regra por apenas R$ 2,29.

Com poucos cliques é possível utilizar o novo recurso, integrado ao processo de emissão e gestão de notas fiscais oferecido pelo ERP.

Para viabilizar o modelo, o Bling! fez uma parceria com a empresa de pagamentos Moip, subsidiária do grupo Wirecard AG, encarregada de registrar e receber cada boleto junto à instituição financeira. Após o documento ser quitado, automaticamente o sistema faz a baixa na transação.

“Essa simplicidade permite que a operação de pequenas empresas seja mais eficiente, o que pode ser a diferença entre a sua viabilidade comercial ou não.

Além disso, como esses negócios têm um orçamento mais apertado, as taxas normalmente cobradas pelos bancos para registrar cada boleto pesam, pois as mais econômicas ainda custam o dobro da nossa”, diz Sidney Zynger, diretor do Bling!.

Adicionalmente, ao contrário do que é praticado por algumas instituições do mercado, a taxa só precisa ser paga se a transação for efetuada. Um dos clientes da Bling!, por exemplo, pagava R$ 4 pelo registro de cada boleto, além de R$ 4,80 em taxas para o banco – com o ERP, reduziu esse custo em cerca de 75%.

“Na atual conjuntura, é uma economia que faz muita diferença. Nós reduzimos ao máximo o impacto financeiro da nova determinação nos pequenos empreendedores”, conta o diretor.

Ele também comenta que a exceção para aceitar boletos não registrados seriam acordos feitos entre emissor e o banco utilizado, mas, neste caso, não seria possível pagar o documento em nenhuma outra instituição.

Além disso, a ferramenta do Bling! impede que haja duplicidade de pagamentos, assim como minimiza o risco de adulterações.


Registro para todos os valores em 2018

Segundo o planejamento inicial da Febraban, o valor base para o registro dos boletos deveria ter sido reduzido para R$ 500 em outubro. No entanto, a entidade decidiu adiar o prazo até o próximo ano.

Na opinião do diretor do Bling!, isso dá uma nova oportunidade para que pequenos empreendedores se adiantem à determinação e se familiarizem com o modelo. Até o final de 2018, a regra valerá para documentos de qualquer valor.

No Brasil, cerca de 3,7 bilhões de boletos são pagos por ano, segundo a Febraban. “Se levarmos em consideração que temos cerca de 11 milhões de PMEs e 7 milhões de MEI, esse é um mercado gigantesco”, avalia Sidney. Para o Bling!, a expectativa é que a nova funcionalidade seja um chamariz para o ERP, cuja assinatura mensal é de R$ 50.


Sobre o Bling!
Software de gestão voltado a PMEs. Oferece ferramentas para as principais funções, como controle de finanças, estoque e vendas e emissão de notas fiscais de produtos e serviços e registro de boletos.

Além disso, possui recurso de integração com as principais plataformas e marketplaces de e-commerce. O software foi criado em 2009 e recebeu um aporte da Criatec 2 em 2017.

2017 está acabando: como fechar o ano com o caixa positivo

O final do ano é o tão aguardado período de festas, com o Natal e o Réveillon. Porém, mesmo com essas ocasiões especiais, é possível sim qualquer empresa fugir das dívidas, e evitar começar o ano mal.


Cuidar financeiramente de qualquer empresa é uma tarefa bastante complexa. São muitos gastos, despesas programadas, emergenciais, entradas e saídas, impostos, fornecedores, colaboradores… São tantas coisas, que pode até parecer impossível.

Para dificultar um pouco mais a situação, o final do ano já está aí, período que já traz algumas complicações por si só, como o desaquecimento do mercado e os gastos adicionais para as empresas, entre as quais a principal é o pagamento do 13º salário, previsto em lei. Além disso, as festas de final de ano também têm seus custos.

Mesmo com todos esses fatores, ainda assim é possível manter o caixa da empresa no verde, e não virar o ano com dívidas, o que é o pesadelo de todo empresário.


» Como economizar durante o ano?

É claro que não existe uma fórmula mágica, que mudará instantaneamente os valores da empresa e fará aparecer alguns milhares de reais na conta. Por isso, é preciso ter cautela durante o ano inteiro.

Porém, mesmo agora, com o final do ano em iminência, é possível adotar algumas medidas que podem mudar totalmente o futuro da empresa. Os resultados podem ser vistos a curto prazo e serão colhidos bons frutos durante muito tempo.

Uma das principais soluções é passar a utilizar um sistema de tarifação telefônica. Essa é uma alternativa que pode nem mesmo ter passado na cabeça da maioria dos empresários, mas que pode trazer resultados visíveis e em um curto período de tempo.

Todo tipo de empresa, seja um supermercado, uma indústria, uma academia, uma central de telemarketing ou de qualquer outro segmento, utiliza serviços telefônicos em maior ou menor grau. O que poucas dessas empresas fazem é acompanhar de perto os gastos com telefonia, porém isso é mais do que necessário.

Um exemplo bem prático é o consumo de energia elétrica. Por mais que seja um gasto obrigatório, ainda existe uma mobilização em grande parte dos ambientes de trabalho em relação à economia de energia, tanto pelos custos em si quanto pela preservação do meio ambiente, que é uma de suas consequências indiretas.

Da mesma forma deve acontecer com a telefonia da empresa, que pode obter uma economia substancial através do uso de uma Tarifa telefônica.


» Como funciona um sistema de tarifa telefônica?

Através da instalação de um software específico para essa finalidade, todas as ligações feitas pela empresa serão monitoradas com altíssimo grau de precisão. Informações como duração da chamada, horário de sua realização e quantidade de ligações serão centralizadas em uma única interface.

Pode ser feito um monitoramento das linhas de telefonia fixa, móvel e até mesmo de centrais de PABX, que costumam ser comuns em empresas de Call Center.

Além de acompanhar os gastos da empresa, existem muitos outros benefícios proporcionados pelo uso dessa tecnologia. É possível perceber, por exemplo, se o plano contratado junto à operadora de telefonia é ideal ou se este deve ser ajustado para proporcionar um melhor custo-benefício.

Quem pensa em quanto custa tarifador telefônico não deve se preocupar tanto com isso, já que é uma solução bastante econômica. Além disso, a economia que será obtida através do uso desse sistema poderá pagar o software e depois resultar em lucros reais para a empresa, que gastará menos com telefonia e continuará a oferecer um serviço de qualidade.


≡ Outras sugestões para economizar

Muitas outras coisas podem ser feitas para gastar menos durante todo o ano. Algumas das principais dicas são:

  • Reduzir o consumo de água através de campanhas de conscientização e da instalação de torneiras automáticas;
  • Diminuir o uso de energia elétrica, através da redução do uso de equipamentos, como: ar condicionado e lâmpadas, quando estes não se fizerem necessários;
  • Evitar comprar ferramentas e equipamentos que não serão utilizados com freqüência. Uma opção bastante interessante é a locação desses equipamentos apenas por um período de tempo;
  • Buscar otimizar todas as tarefas feitas pela empresa, o que ocasionará em maior agilidade para sua realização com baixo custo.

Pode ser que essas ações levem um certo tempo até que seus resultados sejam percebidos plenamente. Porém, mesmo já no final do ano, adotar essas estratégias resultará em uma economia considerável e ajudará a começar o próximo ano com o pé direito e o caixa positivo.

Para economizar com a gestão de telecom, a melhor alternativa é começar a utilizar um software especializado para a tarifação telefônica o quanto antes. Assim, além de sobrar mais dinheiro para as épocas festivas do final do ano, os custos operacionais poderão diminuir mês a mês.