Atualidades Smartphones

Conheça as tecnologias disponíveis para estacionamentos.


Cada vez mais a administração e
operação dos estacionamentos são
influenciadas pelas novas tecnologias e pela inovação, sendo que a modernização
tornou-se uma demanda fundamental nesse segmento para elevar o faturamento e
atender a crescente demanda.

O elevado número de carros nos
centros urbanos exige soluções inteligentes e integradas para monitoramento dos
estacionamentos e melhor capacidade
de atendimento ao cliente. Saiba mais a seguir.

O que são estacionamentos inteligentes?

A ideia de estacionamentos inteligentes
surgiu com a automação e modernização nessa área, usando tecnologias como
Big Data e análise de dados para otimizar o serviço prestado e garantir mais
qualidade administrativa e operacional.

Um exemplo é a automação de estacionamentos nas cancelas após a inserção do ticket quitado na máquina. Apesar de simples, essa tecnologia evita a ocorrência de fraudes e a necessidade de um profissional in loco.

Portanto, ao utilizar a inovação tecnológica na prestação dos serviços esses espaços são considerados estacionamentos inteligentes.

Quais as tecnologias empregadas nesses negócios?

Diversos processos estão sendo
automatizados nos estacionamentos
para facilitar a gestão e melhorar a experiência do cliente. Entre as
tecnologias utilizadas estão os detectores e sensores de massa metálica,
recolhedores de cartões de validação, softwares de gerenciamento, câmeras de
vigilância e outros.

A tecnologia permite, por
exemplo, o controle em tempo real do número de vagas disponíveis nos estacionamentos, a substituição de
guichês de pagamento pelas máquinas de autoatendimento, monitoramento do tempo
médio de permanência, painéis informativos sobre vagas disponíveis e
localização, etc.

Entre as tendências está o uso de lâmpadas de sinalização para indicar quais vagas estão livres e ocupadas no local, reduzindo o estresse provocado no motorista pela dificuldade de encontrar uma vaga, diminuindo a necessidade de circulação dentro do estacionamento e melhorando a experiência do usuário.

Automação e Tecnologia usadas em Estacionamentos.
Automação e Tecnologia usadas em Estacionamentos

Essas tecnologias são fáceis de serem aplicadas nas operações?

Muitas empresas de estacionamento veem esse cenário e identificam a necessidade de atualização para manterem-se competitivas, principalmente em locais de grande movimento, como shoppings, centros comerciais e empresariais, hipermercados, aeroportos e outros.

Para implantar essas tecnologias o mais adequado é contar com o auxílio de uma empresa especializada na gestão e administração de estacionamentos e que forneça os softwares e hardwares necessários para aplicar essas soluções nas operações.

A opção de desenvolver o processo de automação internamente pode ser bastante custoso, trabalhoso e pouco eficiente. No entanto, ao optar pela parceria com uma empresa especializada há muitas chances de sucesso, redução de custos e facilidade na implantação.

Como isso impacta o faturamento?

A opção pela automação dos estacionamentos,
tornando-os inteligentes, garante maior eficiência administrativa, mais
satisfação dos clientes e, consequentemente, maior faturamento, pois é possível
reduzir custos com pessoal e melhorar a operação. Entre os benefícios podem ser
destacados:

  • Redução na ocorrência de
    fraudes no estacionamento;
  • Otimização das decisões
    estratégicas;
  • Disponibilidade de dados sobre
    o funcionamento do negócio;
  • Escalabilidade, podendo atender
    mais clientes sem perder qualidade;
  • Satisfação do cliente,
    resultando em um maior tempo de permanência.

As vantagens da aplicação da tecnologia no setor de estacionamentos, portanto, fazem com
que o negócio torne-se mais lucrativo, mas também influencia a qualidade da
prestação do serviço e gestão, apresentando ganhos no curto, médio e longo
prazo.

Celulares touch dobráveis? Conheça essa e outras fake news que surgiram na internet.

Notícias relacionadas a lançamentos de produtos e a acidentes causados por eles são as mais comuns que se propagam nas redes sociais sem serem verdadeiras. 


Em tempos de fake news, não são apenas as notícias falsas relacionadas aos candidatos à presidência que aparecem por aí. Infelizmente, as informações não verdadeiras se propagam na internet com muita rapidez e, muitas vezes, veículos grandes acabam caindo.

Saber diferenciar notícias completamente falsas de rumores, por exemplo, leva as pessoas a fazerem muita confusão com relação ao que já aconteceu ou não. Em algumas situações a mentira é óbvia, mas em outras é difícil checar os fatos.

No mundo da tecnologia não é diferente. Produtos aparecem e somem sem deixar vestígios, assim como acidentes são atribuídos a certos aparelhos quando, na verdade, não foi bem isso o que aconteceu. Nesse artigo, apontaremos algumas dessas notícias falsas que circularam por aí.


» Celular dobrável: do mito à realidade

Já faz pelo menos uns quatro anos que todos os anos surge a informação que “o próximo celular da Samsung será um modelo dobrável”. Para embasar essa ideia, sempre há um “especialista ligado à indústria” para afirmar que essa era a próxima aposta da empresa.

Até hoje, tudo não passou de um rumor, alimentado muito mais pelo desejo dos consumidores em verem algo assim do que em um produto já pronto e em vias de chegar ao mercado. De tanto que se falou, entretanto, parece que ele vai se tornar realidade.

No mês de setembro, pela primeira vez a Samsung oficialmente veio a público, por intermédio do seu presidente, para confirmar que, finalmente, o primeiro celular dobrável da empresa será lançado. A expectativa é que ele seja apresentado ainda em 2018.


» Homem teve a mandíbula destruída pela explosão de um celular

É possível que você tenha recebido no seu WhatsApp uma notícia chocante de que um homem teve a sua mandíbula destruída por conta da explosão de um celular próximo ao rosto. As imagens eram chocantes e mostravam um homem deitado em uma maca todo ensanguentado.

Esse é um exemplo de modificação do contexto da informação. As imagens, infelizmente, são verdadeiras, mas a causa do acidente foi outra: o rapaz em questão acendeu um explosivo na boca por não aceitar o fim de um relacionamento.

A notícia falsa dizia que o acidente em questão havia sido causado pelo curto circuito em uma corrente elétrica no aparelho durante a recarga. Um fato como esse pode até ocorrer, mas felizmente não foi esse o caso.


» Explosão de um posto de gasolina causada por um celular

Outra notícia muito popular em grupos de família é a de um carro que explodiu em um posto de gasolina, supostamente por conta de um celular. O fato é que as imagens da explosão e o acidente em si de fato aconteceram. O ocorrido foi na cidade de São Paulo, em abril de 2017.

Entretanto, diferente do que as correntes de WhatsApp afirmam, o motivo da explosão não foi um celular. Especialistas consultados na época destacaram que seria impossível que um smartphone causasse um acidente dessa magnitude.

A razão do acidente, portanto, permanece sendo um mistério e o resultado das investigações acabou não sendo divulgado. Entretanto, a probabilidade de que esse fato tenha sido causado pela explosão de um celular é remota, o que torna a afirmação falsa.


» Acidente com celular em Alagoas mata família inteira

Uma família inteira na cidade de Cajueiro, em Alagoas, morreu em razão da explosão de um celular. A notícia falsa que circulou por aí dizia que por conta do acidente com o aparelho houve um incêndio e nele uma mãe e seus dois filhos acabaram falecendo.

O que aconteceu de fato, segundo a apuração da reportagem do G1, foi que um fio desencapado acabou encostando em um varal de arame e isso gerou um curto-circuito. O curto provocou o incêndio da residência da família, vitimando a mãe.

Dois filhos dela morreram ainda no mesmo acidente, porém tentando salvar a mãe das chamas. Apesar da confirmação da infelicidade, é importante salientar, mais uma vez, que a causa do acidente não foi o aparelho de celular.


» O Facebook vai cobrar assinatura dos seus usuários?

Fechando a nossa lista temos outra fake news que existe desde os tempos do Orkut, mas que volta e meia ressurge novamente nas correntes via celular: a de que o Facebook – ou qualquer outra rede social – passará a ser paga.

Felizmente, nenhuma empresa responsável por redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter, LinkedIn ou qualquer outra – declarou em nenhum momento que tem intenção de cobrar para que os usuários tenham acesso ao serviço. Isso, inclusive, seria inviável dentro do modelo de negócios.

O que pode ocorrer é que essas plataformas adotem recursos diferenciados e cobrem por eles, mas o acesso em si a tudo o que já existe hoje não passará a ser cobrado. Portanto, se vir alguém compartilhando algo assim, desminta imediatamente e não ajude a propagar fake news.


♦ Seguro para celular: esse vale a pena de verdade

Se alguém disser para você que seguro celular só vale a pena para aparelhos mais caros, desminta. Com valores de mensalidade acessíveis, uma proteção extra para o seu smartphone garante mais tranquilidade em casos de furtos e roubos.

Aliás, os smartphones intermediários estão entre os mais roubados no país, especialmente pelo fato de ser mais fácil comercializá-los de forma ilegal. Portanto, independentemente do seu modelo de celular, adote uma proteção para ele.

Fonte: Bem Mais Seguro

Qual o futuro do trade marketing?

Para crescer o volume de vendas e atrair a atenção do cliente, apostar nas estratégias de trade marketing é fundamental.

No entanto, a mudança dos hábitos dos consumidores alterou de forma significativa a dinâmica entre a indústria e o comércio varejista, obrigando os gestores de trade a ficarem cada vez mais atentos ao uso da tecnologia.

Além do uso de um app de trade marketing e de softwares para acompanhar o desempenho dos produtos no PDV, é preciso pensar também em estratégias voltadas para o ambiente digital.

Quer saber qual o futuro do trade marketing e como a tecnologia pode ajudar? Então continue a leitura!


Quais as novas estratégias de venda usadas pelo trade marketing?

O consumidor está na internet e já não temos mais como ignorar esta realidade. A gestão de trade marketing precisa acompanhar essa transformação.

Caso você ainda seja leigo no mercado online, é preciso se planejar bem para ganhar espaço e alavancar suas vendas. Para isso, é fundamental:

  • conhecer os hábitos online dos seus revendedores e distribuidores;
  • estabelecer uma comunicação com a cadeia de abastecimento, e assim garantir o relacionamento online;
  • segmentar os clientes com a ajuda de ferramentas online. Assim, você pode diferenciar suas ações de acordo com o tipo de relacionamento que deseja estabelecer com os parceiros de negócio;
  • criar conteúdo relevante para gerar autoridade para seu produto;
  • criar estratégias que facilitem as compras online.

Como a tecnologia está mudando as estratégias de venda para o consumidor final?

A internet revolucionou os hábitos de consumo. Hoje, o cliente vai ao PDV já com as informações sobre o produto, na busca por uma experiência com eles. Dessa forma, já se pode observar uma tendência pelo autoatendimento não só no ambiente digital, mas também no físico.

Essa realidade pode levar as lojas físicas a se tornarem verdadeiros showrooms. Isso significa que o consumidor pode ter seu primeiro contato com o produto in loco, mas poderá finalizar a compra pela internet.

Assim, independentemente das tendências de compra, o futuro do trade marketing está fortemente relacionado à tecnologia da informação. Portanto, é preciso estudar, analisar, investir e inovar para acompanhar as novas tecnologias e as tendências de mercado.


Case de sucesso: Amazon Go

A Amazon, gigante das vendas on-line, resolveu surpreender ao inaugurar uma loja física com um formato diferente: a Amazon Go. O ambiente é totalmente automatizado e promove o autoatendimento, o que otimiza o tempo do cliente.

Na entrada, os consumidores são identificados pelo smartphone. Ao entrar na loja, eles escolhem o que querem nas prateleiras, e ao sair, não precisam passar pelo caixa, pois o carrinho virtual é atualizado automaticamente no aplicativo da Amazon. A conta chega na fatura do cartão de crédito.

Essa tendência não está tão longe de chegar ao Brasil, já que os consumidores têm buscado incessantemente novas experiências que ofereçam praticidade e conforto.

Portanto, é importante observar que essa mudança de formato nos PDvs exige da gestão de trade marketing novos olhares, e a busca por ferramentas cada vez mais sofisticadas para atender essa realidade, como os softwares de trade marketing antenados com essas novidades.

Como Escolher o Melhor Antivírus para o Celular.

Hoje em dia é fundamental proteger o celular das ameaças que circulam pelo mundo virtual. O uso do smartphone para realizar diferentes funções, incluindo tarefas importantes como as transações bancárias, faz com que o aparelho se torne um alvo muito procurado por cibercriminosos.

Para proporcionar maior segurança, muitas pessoas recorrem aos antivírus para celular. Atualmente, há uma boa gama de opções de softwares de proteção para escolher.

Mas, você sabe identificar qual é o mais adequado ou o melhor para o seu celular? Separamos alguns itens para ficar de olho na hora de baixar o seu antivírus. Confira!


♦ Usabilidade do Antivírus para Celular

Observe desde o processo de baixar e instalar o aplicativo até o uso diário. Um antivírus com boa usabilidade é prático e fácil.

Ao instalar, não é preciso seguir muitos passos para começar a utilização e a sua interface é limpa, objetiva e intuitiva. Assim você não perde tempo para se proteger de ameaças.


♦ Desempenho 

O antivírus não pode ser um programa pesado e que atrapalhe o desempenho do celular. Ele deve funcionar em segundo plano e aparecer apenas quando encontra uma ameaça ou para te avisar de algo importante.

Por isso, busque um software de segurança que trabalhe de forma leve, sem deixar o smartphone lento, consumir dados móveis de internet ou acabar com a bateria do aparelho rapidamente.

Imagens: Pixel Privacy, Pexels, VideoBlocks.

♦ Eficácia do Antivírus para Celular

 Claro que quem instala um antivírus espera que ele seja eficiente e acione em qualquer sinal de ameaça. Mas como saber se o software escolhido é mesmo eficaz?

Uma das formas de avaliar essa questão é por meio do resultado de pesquisas como o Av-test, que faz testes para identificar a proteção de diferentes antivírus do mercado e montam um ranking para auxiliar o consumidor na hora de escolher o software ideal.

Outra opção é testar por conta própria, baixando aplicativos-teste que simulam malwares e observar a resposta do software.


♦ Recursos Extras

Alguns antivírus possuem funções extras que podem ser muito úteis para o celular, como localização por GPS em caso de roubo ou furto, bloquear e apagar informações de forma remota, bloquear chamadas, colocar senhas para acessar aplicativos, modo de navegação segura e outros.


♦ Preço do Antivírus

Imagens: Pixel Privacy, Pexels, VideoBlocks.

Com a grande quantidade de opções disponíveis, há também variações em relação aos preços do software de segurança. Mesmo o antivírus para celular gratuito pode ser uma boa escolha, desde que bem avaliada.

Há também opções com mensalidades bem acessíveis no mercado e que oferecem recursos extras, além de suporte ao usuário.

O importante é que o antivírus atue como esperado e se encaixe no seu orçamento!

Gostou das dicas para escolher o melhor antivírus para celular? Deixe sua opinião nos comentários!

Este artigo foi criado pela equipe Bitdefender para uso exclusivo do blog InfoTec Blog.

5 acessórios eficientes para proteger os smartphones.

Capinha que funciona como drone, airbag ou anti-furto, carregador Wi-Fi e e películas de polietileno ou carbono estão em lista da Gorila Shield.


Após adquirir um celular de última geração e facilitar a vida com suas ferramentas proficientes, a próxima compra é a de artigos para a proteção desse objeto.

Afinal, basta um descuido para a quebra do aparelho, que pode custar até oito mil reais. Além do prejuízo financeiro, é difícil viver sem todos os apps e facilidades presentes nesses dispositivos.

Atenta às novidades mundiais, a Gorila Shield (www.gorilashield.com.br), empresa especializada em acessórios para smartphones, selecionou alguns produtos que, além de preservar os telefones, funcionam de maneira curiosa e criativa, como capinhas futuristas a películas hiper-resistentes.


1. Capinha Ninja

Os tentáculos podem parecer que o artigo saiu de quadrinhos do Homem–Aranha, mas a invenção funciona como uma heroína que salva o celular de se despedaçar no chão em caso de queda.

Criado por um engenheiro alemão, esse artigo funciona como um airbag e é essencial para quem vive derrubando o telefone de grandes alturas.

A capa possui oito molas amortecedoras que são acionadas quando os sensores presentes no objeto percebem que estão sendo vencidos pela gravidade.

Depois, é só recolher as perninhas e torcer para que elas não precisem trabalhar mais. O invento ainda não é comercializado, mas já rendeu um prêmio da Sociedade Alemã de Mecatrônica ao seu criador.


2. Películas para todas as superfícies

Com as evoluções dos smartphones, as câmeras ficaram cada vez mais potentes e com alta qualidade, proporcionando imagens surreais.

Elas também cresceram, de modo que ficam sobressaltadas nos aparelhos, o que pode proporcionar riscos e arranhões indesejados.

Pensando nisso, foram desenvolvidas películas protetoras específicas para as lentes que deixam os celulares devidamente protegidos.

No site da Gorila Shield há diversos modelos para todas as marcas, incluindo as películas de tela e traseiras, que são feitas de vidro, nano gel e fibra de carbono.


3. Registros nas alturas

Conhecida como Selfy, essa capinha faz jus ao nome e possibilita selfies incríveis, que captam o cenário ao redor com perfeição.

Com câmera Full HD que tem alcance de treze metros, ela se transforma em um drone para filmar ou fotografar sessenta quadros por segundo.

Com encaixe para smartphones de tamanhos entre quatro e seis polegadas e quatro hélices dobráveis, o produto foi desenvolvido pela AEE Aviation Technology e pode ser comprado apenas online.


4. Um olho no gato e outro no peixe

Para aqueles que gostam de assistir aos seriados favoritos no celular e ainda se preocupam com a segurança, essa capa clip é a melhor escolha.

Ela funciona de modo 3 em 1: na parte traseira, onde fica o case principal, há um revestimento de silicone e um suporte que permite o apoio dos celulares em superfícies, o que evita escorregões e câimbras nas mãos ao ver um episódio. A tampa clip fecha o produto cobrindo a tela dos dispositivos.

Para evitar furtos, o prendedor na parte frontal pode ser acoplado em bolsas e cintos, a fim de garantir maior proteção aos usuários e evitar a perda ou roubo.

O produto está disponível para os modelos Moto Z2 PlayMoto Z2, com previsão de novos lançamentos no site.


5. Carregador wireless

A vida corrida e conectada requer uma bateria que dure pela eternidade, mas, enquanto essa não é a realidade dos smartphones, o carregador Wi-Fi é uma solução.

Basta deixar o celular próximo ao objeto que ele carrega a bateria pela rede sem fio. Além de não usar cabos conectores, pode ser usado até como porta-canetas na mesa de trabalho.

Segundo dados da Samsung, os brasileiros desembolsam de dois a oito mil reais para terem celulares de último lançamento.

Para aumentar a utilidade e a proteção desses aparelhos, a Gorila Shield comercializa cabos, carregadores portáteis e veiculares, tripés e bolsas protetoras exclusivas.

Fonte: www.gorilashield.com.br

Smartphone Pixel 2 do Google promete brigar com os Top de Linha.

O Google diz que o Pixel 2 possui a câmera mais potente de qualquer Smartphone. Veja como planeja vencer a competição.

A julgar por apenas as especificações, a câmera traseira do Google Pixel 2 não parece tão impressionante. Possui uma câmera única de 12 megapixels em comparação com a configuração de câmera dupla de 12 megapixels de rivais de alta qualidade, como o iPhone 8 Plus da Apple e o Galaxy Note 8 da Samsung .

Mas aqui é onde o Pixel 2 pode se destacar: o poder de processamento. A comparação do ano passado entre o Pixel original e o iPhone 7 Plus provou que duas câmeras nem sempre são melhores do que uma.

O Google fez uma combinação de hardware e software produzido melhores resultados do que o iPhone na maioria das categorias.

Pixel 2 será lançado em 19 de outubro. Abaixo você acompanha as especificações técnicas do aparelho.


1. HDR +

O Pixel do ano passado teve o processamento de imagem HDR Plus do Google, que leva três disparos simultâneos com diferentes exposições e, em seguida, os combina para produzir uma imagem com um alcance mais amplo do que qualquer exposição única teria.

Os “cliques” pareciam incríveis no Pixel original, especialmente em pouca luz. No Pixel 2, o Google aumentou o alcance dinâmico e refinou a tecnologia para o que poderia resultar em disparos globais ainda melhores com um contraste maior.


2. Fuze video stabilization

O Pixel 2 também está usando o que o Google chama de Fused Video Stabilization. É o jargão do Google, o que significa que ele usa estabilização de imagem óptica e digital para reduzir a vibração e evitar a desfocagem. Isso resulta em uma gravação de vídeo mais suave e em um desempenho potencialmente mais nítido de baixa luz do que o antecessor.


3. Modo retrato

O Google não disse se o Pixel 2 possui um modo de retrato melhor do que o iPhone 8 Plus, mas disse que pode criar o mesmo efeito de fundo embaçado com uma única câmera. Ele usa a fotografia computacional e a aprendizagem de máquina para criar um mapa de profundidade da foto e descobrir o que desfocar.

E o Pixel 2 possui esse recurso tanto na frente como na traseira. O iPhone 8 Plus precisa de informações das duas lentes traseiras para criar o efeito e somente o próximo iPhone X possui o modo retrato em ambos os lados.


4. Mesmo recursos em ambos os modelos

Este não é tanto um recurso de câmera, é mais uma vantagem quando você compra um Pixel 2. Ambos os modelos Pixel 2 têm a mesma câmera, então você pode obter os mesmos recursos por US $ 200 menos no Pixel menor em vez de pagar US $ 850 para o XL maior.

Para obter o modo de retrato no iPhone 8, você tem que comprar o 8 Plus maior e mais caro, que começa em US $ 799 – ou você terá que esperar o iPhone X.


5. Mais armazenamento

O Google oferece armazenamento ilimitado gratuito em sua plataforma de fotos do Google com cada compra de Pixel 2. Isso significa que você pode armazenar todos os vídeos de 4K que desejar. Mas há uma pequena advertência: é apenas ilimitado em resolução total por cerca de dois anos ou mais.

Após esse período o Google deixará de armazenar suas novas imagens e vídeos em sua qualidade original. A Apple só oferece 5 GB de armazenamento gratuito em seu serviço iCloud baseado em nuvem.


6. Lente do Google

Já quis saber mais sobre uma obra de arte ou um monumento parado na sua frente? A câmera Pixel 2 poderá responder perguntas sobre o mundo ao seu redor com um recurso chamado Google Lens.

É basicamente um motor de busca em sua câmera e usa o Assistente do Google e o aprendizado de máquina para identificar rótulos, folhetos, imagens e texto ao seu redor.

A Samsung faz algo semelhante com a assistente virtual Bixby em seus Smartphones, que está disponível a partir do S8, mas parece ser uma progressão natural do mecanismo de busca do Google no Pixel.


7. AR

O Google vem experimentando com a realidade aumentada em dispositivos móveis por um tempo com Tango, mas até agora AR exigiu câmeras com sensor de profundidade. Usando a plataforma ARCore do Google, o Pixel 2 agora é capaz de fazer muitas das mesmas coisas que o Tango fez com sua câmera regular sem sensoriamento profundo.

Na demonstração do keynote no evento Pixel, o Google apresentou adesivos animados de personagens Stranger Things que parecem ser projetados no mundo real e capturados em fotos e vídeos. É semelhante ao que os iPhones podem fazer com o ARKit da Apple.

Ainda é cedo demais para saber qual plataforma AR é melhor, mas o Google pode ter uma vantagem com base em sua experiência em AR com o Google Tango.

Justiça determina que créditos de celulares não poderão mais expirar.

A justiça federal anunciou uma medida que impedi que as operadoras de telefonia moveis estabeleçam um prazo determinado para a utilização dos créditos dos celulares dos clientes pré-pagos.

Atualmente as operadoras determinam a validade dos créditos, mesmo o consumidor já tendo pago para utiliza-lo, é comum os créditos expirarem em 30, 60, 90 e até 180 dias, mesmo restando algum valor após esse prazo, os clientes ficam impedidos de fazer ligações até realizar novas recargas.

De acordo com o Ministério Público Federal, esse procedimento é abusivo, e caracteriza enriquecimento ilícito para as operadoras.

Essa decisão da justiça foi tomada após o Ministério Público, abrir um processo contra a Agencia Nacional de Telecomunicações e as operadoras Amazônia Celular, Tim, Vivo, e Oi.

Em primeira instância a Vara Federal do Paraná não acatou as denúncias e ainda disse que a pratica não era irregular. O MPF recorreu da decisão que dessa vez foi aceita pelo Tribunal Regional Federal.

Desde de 2007 a Anatel, permite que as operadoras realizem essa pratica, desde que os créditos tivessem validade de 90 a 180 dias, e caso o cliente recarregue antes do fim do prazo, os valores em créditos seriam acumulados.

Se você gostou deixe um comentário!

Conheça os Smartphones mais resistentes do mercado.

Pode ser que você seja uma daquelas pessoas que está pensando em adquirir um Smartphone mais forte, mais resistente e que vá muito além do aspecto estético.

Mas não sabe muito bem por onde começar e não conhece as opções que o mercado oferece, não esqueça de antes de comprar o aparelho que você escolheu, de verificar nos sites de compra e venda online.

É possível encontrar uma infinidade de aparelhos, celulares, smpartphones a venda. Até mesmo para anunciar grátis o seu velho telefone e fazer cotações de preços. Porém, abaixo, segue a lista dos smartphones mais resistentes do mundo.


• Samsung Galaxy Xcover 2

Esse aparelho vai chegar no mercado em março do ano que vem. Possuí o certificado IP67, é a prova de poeira, areia, e suporta até 30 minutos embaixo de um metro de água.

Possuí um processador poderoso, Android 4.1 Jelly Bean Dual Core, além de uma câmera decente de 5MP e tecnologia de rastreamento atualizado, ideal para quem gosta de sair sem destino certo.


• JCB Toughphone Pro-Smart TP909

Construído para durar, possuí bateria de longa duração, um design externo super robusto, Android 2.3 Gingerbread, câmara de 5MP, processador de 800MHz e 256 MB de Ram.

O tipo de aparelho que provavelmente sobreviveria a uma guerra sem nenhum arranhão. Resistente ao choque, á prova de água e poeira.


• Sony XperiaGo

Exteriormente não parece ser um telefone robusto e isso esconde a sua natureza forte, pois esse smartphone é resistente a riscos dentro de um “corpo” de smartphone compacto e esbelto e isso agrada muita gente.

É á prova de água, leve e acessível. Não possui uma resolução da tela e armazenamento de vida útil muito impressionante, mas se isso pode bastar para você, nele você encontra o Smartphone elegante em um telefone super resistente.


• Motorola DEFY+

Esse aparelho é muito parecido com o Sony citado acima, porém o Motorola possui um processador 1GHz, câmera de 5MP, Android 2.3 Gingerbread. Uma vantagem sobre o amigo Sony é a super bateria, que pode ser conveniente se você se afasta por muito tempo.


• B10 CAT

É com certeza o mais robusto da nossa lista, pesa quase meio kg, como os outros possui Android 2.3.5, a atualização para 4.0 Jelly Bean foi comprometida em alguns momentos, câmera de 5MP, e tela sensível.

 Se você gostou, deixe um comentário.

Como guardar os seus dados no Smartphone com segurança e protegido por senha.

Aplicativo Secretum passa por reformulação completa e traz novidades.


Com mais de 200 mil downloads em todo o mundo, o aplicativo brasileiro Secretum, que armazena fotos, vídeos, notas, senhas, contatos e sites favoritos, tudo protegido por senha, acaba de ganhar uma série de novidades.

Entre as principais mudanças, destaca-se o novo design, que está mais limpo, leve e prático e a inclusão de duas funcionalidades importantes: o Registro de Tentativas de Acesso, com foto do invasor, data e hora da tentativa mal sucedida, e o Gerador de Senhas, que cria e armazena automaticamente no aplicativo códigos aleatórios de acordo com a preferência de cada usuário.

O usuário pode definir a quantidade de caracteres e se terá letras minúsculas, letras maiúsculas, números e/ou caracteres especiais.

Depois de armazenar a senha recém-criada, o app ainda permite configurar uma data para ser alertado e alterá-la novamente, o que garante uma segurança ainda maior ao usuário.

Outras pequenas mudanças também foram implementadas nesta nova versão, como a possibilidade de armazenar vídeos, salvar fotos e vídeos de volta ao rolo de câmera, a importação de contatos da agenda do telefone, o aumento do limite de criação de álbuns na versão gratuita (passou de um para três) e o fim da limitação para salvar sites favoritos no navegador interno.

A versão gratuita do Secretum permite salvar até três contatos, três notas, três senhas, três álbuns de fotos (sem limite de armazenamento em cada um deles), navegar na internet e salvar sites favoritos, e criar uma senha falsa, que abre o aplicativo vazio quando digitada. Há opções de pacotes de compras in-app.

Já o Secretum Pro, que está disponível na App Store por U$1,99, não tem limitações, está livre de publicidade e inclui as funcionalidades Registro de Tentativas de Acesso e Gerador de Senhas.

O aplicativo Secretum, desenvolvido pela Mobilevel (www.mobilevel.com.br), pode ser usado em português, inglês e espanhol, de acordo com a configuração do dispositivo, e possui versões específicas para cada um dos tamanhos e resoluções de iPhones e iPads. A versão para Android deve ser atualizada nos próximos meses.

O Smartphone do futuro será implantado em sua cabeça.

Você está conectado ao seu Smartphone 24 horas por dia, 7 dias por semana?  Então não seria difícil imaginar que o Smartphone de amanhã vai ser incorporado em seu corpo!

Nós estamos incorporando a tecnologia em relógios, camisas e sapatos. E ao ter um telefone implantado na cabeça, mão ou braço pode soar como ficção científica, mas não deixa de ser o próximo passo lógico.

Pelo menos, isso é o que pensam os líderes mais influentes da indústria que foram pesquisadas pelo Fórum Econômico Mundial, um grupo de líderes e magnatas mais poderosos do mundo que se reúnem para discutir as tendências tecnológicas do futuro.

Um telefone celular implantado em sua cabeça? Esse é o futuro, de acordo com uma nova pesquisa. A pesquisa oferece um vislumbre de sua visão do futuro e onde a sociedade é dirigida.

Muitos acreditam que estamos entrando em um momento de mudança importante, graças aos avanços em software. Isso inclui inteligência artificial, dispositivos conectados à Internet, impressão 3D e, sim, de Smartphone incorporado em nossas cabeças.

“Agora vem a segunda era da máquina”, disse Erik Brynjolfsson, diretor da Iniciativa da School of Management do MIT Economia Digital. “Os computadores e outros avanços digitais sendo feito pelo poder do cérebro – a habilidade de usar o cérebro para entender e moldar o nosso ambiente.

Quais são as previsões que irão abalar o nosso mundo? Imagine que Kate Beckinsale na refilmagem do suspense de ficção científica O Vingador do Futuro conversando com o seu chefe usando um telefone mão built-in.
Especialistas dizem que o “telefone” ou dispositivos integrados que são implantados no corpo usando a tecnologia sem fio pode estar disponível comercialmente em 2023.

Enquanto você não pode necessariamente querer levar mensagens de texto ou ligações telefônicas em sua cabeça, haverá muitas oportunidades para outros usos, especialmente no campo da medicina.

Durante anos, os médicos têm implantado marca-passo para manter o coração batendo e implantes cocleares para ajudar as pessoas com deficiência auditiva conseguir ouvir.

Isso é apenas o começo. Logo os dispositivos que se conectam aos telefones irão ajudar nas funções de saúde, como os níveis de glicose em diabéticos, um nível de atividade de um pacientes com problemas cardíacos, ou enviar alertas sobre qualquer doença detectada.

Embora existam muitos benefícios por trás dessa tecnologia, há também preocupação com a privacidade, a vigilância do governo ou simplesmente uma mudança radical na maneira que os seres humanos se comunicam uns com os outros.


◊ O advento dos carros autônomos. 

Outra previsão chave é que os líderes da indústria acreditam que em 2026 um em cada 10 carros nas estradas dos EUA será um indivíduo autônomo; ou seja, sem motorista. Isso é apenas uma década a partir de agora.
Empresas como a Audi e Google já estão avaliando a condução destes carros, e outras empresas também estão intensificando seus esforços nesta área.
A ideia é que os carros sem motoristas serão mais eficiente e mais seguro do que os carros que são conduzidos por seres humanos, porque eliminam o fator mais imprevisível: nós.

Outro ponto positivo e sobre impacto que esta tecnologia poderia ter no fornecimento de transporte confiável para a população de idosos e pessoas com deficiência.


♦ Existem desvantagens?

Sim. Os motoristas de táxi e caminhões podem perder o seus empregos. E há riscos de segurança cibernética em carros que poderiam ser hackeados com mais facilidade.

No ano passado, dois hackers mostraram que poderiam controlar o painel de um carro autônomo e assumir a direção e freios, bem como seu sistema de entretenimento enquanto se movia.

Essas novas tecnologias oferecem riscos, mas é um “caminho sem volta”. Agora cabe as empresas aperfeiçoar para que se tornem viáveis comercialmente.

O Google diz que seu carro autônomo estará disponível em 2020. Em 2012, Nevada tornou-se o primeiro estado a permitir o uso de veículos autônomos.

A pesquisa constatou um total de 21 “pontos de viragem” para as tecnologias que podem soar futurista, mas na realidade são apenas alguns anos para o “futuro chegar”. Estes incluem óculos de leitura com acesso à Internet e o primeiro transplante de fígado feito em uma impressora 3D.

Conheça a primeira rede social de pagamentos.

De acordo a definição do Wikipedia, Rede Social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que compartilham valores e objetivos comuns.

Uma das fundamentais características na definição das redes é a sua abertura, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes.

“Redes não são, portanto, apenas uma outra forma de estrutura, mas quase uma não estrutura, no sentido de que parte de sua força está na habilidade de se fazer e desfazer rapidamente.

Pensando nisso, o PicPay, criou a primeira rede social de pagamentos. “Pagar e receber dos seus amigos vai muito além de transações financeiras. É a materialização de momentos vividos juntos, uma viagem, o happy hour com a galera do trabalho, o táxi na volta daquele show inesquecível.”

PicPay é uma Startup brasileira criada no Espirito Santo, que desenvolveu um aplicativo com o mesmo nome, onde é possível fazer e receber pagamentos e compras através do Smartphone.

Hoje em dia, é mais fácil as pessoas esquecerem a carteira do que o celular, e essa foi a principal sacada dos empreendedores que desenvolveram o aplicativo, mesmo o Smartphone sendo um equipamento muito presente no dia a dia, ainda é possível incorporar outras funções que a pouco tempo não existiam, como é o caso de pagamentos pelo celular.


♦ Como funciona?

Qualquer pessoa pode baixar e instalar gratuitamente o aplicativo, que está disponível para Android e iOS. Após instalação, é preciso criar uma conta, que irá solicitar: CPF, E-mail, e o numero da linha do celular, além de outros dados pessoais.

Quando você acessa o app pela primeira vez, é feito uma sincronização dos contatos da sua agenda telefônica, e a partir daí, já é possível usar o aplicativo para enviar e receber dinheiro para os seus contatos.

Além de pagar pessoas e estabelecimentos com o saldo disponível na Carteira do PicPay, é possível cadastrar o seus cartões de credito para usar como opção de pagamento.

Os pagamentos recebidos ficam disponíveis no saldo do app, e pode ser usados para realizar compras e novos pagamentos, e também podem ser transferidos para uma conta bancaria da sua titularidade.

Atualmente, todas a transações feitas pelo aplicativo, como: pagar e receber de seus contatos, fazer compras em estabelecimentos da rede PicPay e transferências do saldo para sua conta bancária, é totalmente grátis.

O usuário não pode transferir dinheiro da sua conta bancária para a carteira do aplicativo. Todo o saldo disponível no app, é creditado apenas quando recebemos dinheiro de algum contato.


♦ Funcionalidades:

O aplicativo tem uma interface muito intuitiva e simples de usar, com poucos botões, está definitivamente alinhado com a facilidade que se propõe. Possui a função de Geolocalização, que mostra os estabelecimentos credenciados mais próximos do usuário.

Por adotar os conceitos de uma rede social, as atividades dos usuários ficam disponíveis para os demais seguidores, que podem comentar e curtir. Vale destacar que os valores de pagamentos e compras, por exemplo não são publicados para outros membros.

Os perfis criados, podem ser abertos ou fechados, ou seja, perfis abertos podem ser seguidos por qualquer pessoas e o perfil fechado, requer autorização do titular da conta.

Além disso você pode definir como privadas, as informações que podem ser vistas pelos seus seguidores, quando isso ocorre, apenas os participantes conseguem visualizar os detalhes de uma transação.

O PicPay, também disponibiliza, uma versão PRO, que é destinada para empresas de diversos segmentos que queiram inovar o seu processo de venda. A empresa que optar pelo aplicativo, tem a facilidade de receber os pagamentos feitos pelos clientes de forma instantânea.

Mesmo que o cliente efetue o pagamento através do cartão de credito e parcele em até 12 vezes, o estabelecimento recebe o valor integral da compra na mesma hora, que fica disponível no saldo da carteia do aplicativo e os valores podem ser transferidos para a conta bancária quando quiser.

Importante ressaltar, que o PicPay não cobra mensalidade dos estabelecimentos, a única taxa cobrada é de 4,89% sobre o valor total da compra, que fica com o aplicativo por ter intermediado a transação e não tem tarifa adicional de saque e nem nos casos em que o cliente optar em parcelar a compra.