Atualidades Negócios

Conheça os países com a maior velocidade de conexão com a internet.

Segundo algumas pesquisas realizadas, a média de velocidade da internet brasileira
é de 5 MBps. Para muitos, isso pode significar uma excelente velocidade, mais a verdade é que estamos muito atrás de outros países menos importantes economicamente.

De acordo com estudos realizados em todo o mundo para medir a eficiência da conexão com a internet, foi constatado que a Coreia do Sul foi o país que apresentou a maior velocidade de conexão, e essa liderança já se repete por 3 anos consecutivos.

O pais asiático chegou a alcançar medias de velocidade próximas aos 18 MBps, números muito distante do que presenciamos aqui no Brasil.

Em segundo lugar aparece o Japão, que possui a metade da velocidade da Coreia do Sul, ficando com 9,1 MBps. Nessa lista, os Estados Unidos, declarado o país mais rico do mundo deixa a desejar, com apenas 3,9 MBps ocupa o 18ª posição.

Um dos motivos que representa a liderança constante da Coreia do Sul nesse ranking, é o fato da maioria da sua população residir em áreas urbanas, nos anos 2000 o número de pessoas morando em grandes metrópoles ultrapassava os 80%.

Estudos comprovam que 95% dos Sul Coreanos usam internet banda larga, tornando-se um fator positivo para a popularização do serviço e a queda nos preços.

Além disso, o governo Coreano oferece vários incentivos. Os investimentos nessa área está entre os maiores do mundo, ano passado por exemplo o país investiu quase 4% do seu PIB em Ciência e Tecnologia.

Lista dos pais com a maior velocidade de conexão com a internet.



    
 1º – Coreia do Sul   –  17,5 MBps
     2º – Japão  –  9,1 MBps
     3º – Hong Kong   –  9,1 MBps
     4º – Holanda  –  8,2 MBps
     5º – Letônia   –   7,8 MBps 
     6º – Suíça  –  7,2 MBps
     7º – Irlanda –  6,8 MBp
     8º – República Tcheca  –  6,7 MBps
     9º – Romênia  –  6,4 MBps
    10º- Bélgica  –  6,1 MBps
  
    18º – Estados Unidos  –  3,9 Mbps

    40º – Brasil – 1,8 MBps

No Brasil, apesar dos avanços dos últimos anos, as coisas ainda “engatinham”. O governo brasileiro também busca incentivar as empresas privadas a investirem nessa área  para oferecer um serviço de melhor qualidade aos consumidores.

 Se você gostou deixe um cometário!

A tecnologia RFID e suas várias possibilidades.

O RFID (identificação por radiofrequência) é uma tecnologia usada desde a segunda guerra mundial para localizar e identificar aeronaves amigas.

Desde então, em todo o mundo, ela foi utilizada de diferentes formas para agilizar a rotina de diversas empresas e pessoas. Um bom exemplo é a rede de pedágios automáticos “Sem Parar”. Uma etiqueta RFID instalada no parabrisa do veículo permite a abertura da cancela e o valor daquela praça de pedágio é automaticamente creditado em sua conta.

Outra grande história de sucesso é uma loja de peças e acessórios para motos, localizada em Jundiaí, interior de São Paulo. De acordo com o diretor de marketing da empresa, semanas eram necessárias para dar baixa aos produtos que eram encaminhados para eventos por todo o país.

“Hoje utilizo o RFID na loja de forma muito rápida e dinâmica. Podemos contar mil capacetes em dez minutos, por exemplo. A agilidade para contar meus produtos e enviá-los para os eventos cresceu muito. Posso fazer todo o processo de semanas no dia anterior ao evento”, revelou.

Segundo o diretor executivo da Moura Informática, José Natal de Moura, a tecnologia pode ser utilizada em diferentes segmentos. “Temos o caso da loja de peças e acessórios em Jundiaí, outra fábrica de tapetes em São Carlos, uma grande fábrica de jeans em Minas Gerais, além do caso de sucesso com a têxtil Lupo e também outro grande projeto com uma fabricante de eletrodomésticos na região de Araraquara”.

No conglomerado de parques em Orlando, na Flórida (EUA), o RFID é usado nas pulseiras personalizadas que permitem a entrada dos colaboradores ou visitantes em diversos locais, além de ser a ‘chave’ que libera refrigerantes nas máquinas espalhadas pelos parques.

“Lá [em Orlando] a tecnologia é usada para quase tudo. Os funcionários do Parque da Disney, por exemplo, utilizam uma pulseira que libera sua entrada em espaços permitidos apenas para pessoas autorizadas”, explica Tales Boalim, Gerente de Tecnologia RFID da Moura Informática que participou recentemente da 14ª Conferência RFID Journal Live, na Flórida.

Em visita a Campus Party Brasil neste ano, Evgeny Chereshnev, vice-presidente de marketing da Kaspersky Lab, importante empresa de segurança digital mundialmente conhecida, mostrou um pouco sobre a tecnologia NFC (campo de comunicação por aproximação, na tradução), que permite abrir uma porta de alta segurança por meio de um chip do tamanho de um grão de arroz implantado na mão.

Além disso, essa tecnologia permite o pagamento de suas compras dispensando o uso do cartão de crédito, por exemplo.

O RFID e o NFC são tecnologias que avançam cada vez mais à medida que peças e equipamentos ficam acessíveis ao público em geral.

Se gostou deixe um comentário!

Deixe uma resposta Cancelar resposta



Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Escape Hotel leva game de fuga gratuito à Campus Party.

Em parceria com a Rádio Geek, rádio oficial da Campus Party 2017, o Escape Hotel leva ao maior evento tecnológico aberto do Brasil uma sala de jogos de fuga exclusiva – e com ingresso gratuito.

O game que o Escape Hotel montará no parque Anhembi, em São Paulo, é “Illuminati”. Nele, os jogadores devem evitar que uma ordem secreta milenar, que controla governos e guerras, destrua metade da Terra.

Como são esperadas cerca de 90 mil pessoas nesta edição da #CPBR10, os jogadores terão de ser muito bons para evitar a tragédia – o tempo de cada partida será de exatos 15 minutos.

A Rádio Geek, primeira rádio brasileira 100% online e com conteúdo exclusivo, fará a cobertura da Campus Party com programação 24 horas por dia acessível via iOS, Android ou web (www.radiogeek.com.br), incluindo chamadas e cobertura ao vivo do escape game.

Única casa de jogos de fuga 100% imersiva do Brasil, o Escape Hotel (www.escapehotel.com.br), terá seu game na área Open Campus, com fácil acesso aos campuseiros e público geral. Ao lado da sala Illuminati haverá área tematizada para os jogadores tirarem fotos.

O jogo vai funcionar das 15h às 21h dia 31 de janeiro, na abertura da Campus Party, e das 10h às 21h entre 1 e 4 de fevereiro.

A Campus Party acontece de 31/1 a 5/2 no Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1209 – São Paulo). Informe-se em http://brasil.campus-party.org/

Sobre o Escape Hotel:


O Escape Hotel é a primeira opção de entretenimento do Brasil 100% imersiva e cuja ambientação e imersão no universo dos jogos de escape começam na calçada.

Ao entrar na recepção, os jogadores fazem check-in e são conduzidos ao quarto previamente reservado, onde têm uma hora para procurar pistas, decifrar enigmas e encontrar a saída.

Criado pelas empresárias Vanessa Von Leszna e Patrícia Estefano, o Escape Hotel fica em um prédio de três andares em São Paulo e oferece salas com jogos roteirizados para diferentes públicos e faixas etárias, além de cine sala, espaço para treinamentos de RH e vivências de escape games customizadas para o mercado corporativo.

Sobre a Campus Party:


A Campus Party é a maior experiência tecnológica do mundo. Realizada desde 1997, reúne jovens geeks em um festival de inovação, criatividade, ciência, empreendedorismo e universo digital.

Desde a sua primeira edição, na Espanha, encontrou um público tão entusiasmado que cresceu e se internacionalizou passando a ter, a partir de 2008, edições no Brasil, Inglaterra, Alemanha, Colômbia, México Equador e El Salvador.

Em 2016, a Campus Party Brasil realizou sua nona edição em São Paulo com mais de 82 mil visitantes, 8 mil campuseiros vindos de 24 Estados brasileiros.

Ao longo de uma semana, os participantes ficaram instalados em mais de 6,5 mil barracas e contaram com uma internet de 40 gigabytes para aproveitar mais de 700 horas de atividades e conteúdos.

Neste ano também foi realizada a Campus Party Recife, que chegou a sua quinta edição no último mês de julho reunindo mais 2,5 mil campuseiros. Brasília e Minas Gerais também receberam o evento pela primeira vez esse ano.

A Campus Party é uma realização da MCI, empresa global de produção de eventos, gestão de associações e organização de congressos, com sede em Genebra (Suíça), e fundada em 1987.

A MCI possui 60 escritórios, espalhados em 31 países entre Europa, América, Ásia-Pacífico, Índia, Oriente Médio e África. No Brasil, a MCI foi constituída em 2009 e conta com escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Se você gostou deixe um comentário.

A nova onda de Aplicativos – Realidade Virtual

Os smartphones têm tomado cada vez mais espaço na vida das pessoas. Eles são responsáveis por toda a interação com o mundo virtual.

Segundo a Anatel, órgão que regulamenta o uso de aparelhos no Brasil, atualmente são mais de 240 milhões de dispositivos móveis ativos – celulares e smartphones.

O app da Google, Play Store, possui 1,4 milhão de aplicativos disponíveis para download em aparelhos Android. A Apple oferece mais de 1,2 milhão deles.

De olho nesse mercado, as empresas têm investido cada vez mais em soluções para aparelhos móveis que interajam com seus clientes e, dessa forma, criam um mundo virtual paralelo.

YouTube lançou recentemente em sua plataforma a interação com realidade virtual por meio do Google Cardboard, um aplicativo que torna a experiência muito mais real.

Facebook transformou a vivência das pessoas que utilizam os dispositivos móveis. Após a compra do InstagramWhatsApp e outras startups menores, ela se tornou proprietária de um conglomerado de tecnologia virtual onde os usuários passam a maior parte do dia.

 Dezenas de aplicativos são desenvolvidos e lançados por dia, disponibilizando aos usuários uma lista interminável de opções.

Alguns são momentâneos e proporcionam às pessoas diversão e entretenimento – é o caso do Dubsmash, aplicativo que oferecia frases para serem dublados ou o Foursquare, que mostrava aos amigos conectados sua localização e experiência vivida naquele local.

A Moura Informática, uma desenvolvedora de software e aplicativos, irá lançar na ABF Franchising Expo, em São Paulo, um aplicativo que oferece ao usuário um provador virtual móvel. Isso significa poder realizar compras de roupas e acessórios sem sair de casa ou do trabalho.

“O aplicativo é a tendência para pessoas cada vez mais conectadas à internet. Nossa intenção é levar mais comodidade e tecnologia às pessoas. Com esse app, é possível fazer uma compra no intervalo do trabalho ou enquanto relaxa em casa.

 O diferencial é que a pessoa poderá escolher o tipo físico, o tom de pele, fotografar o rosto e ver a peça de roupa diretamente em um corpo muito próximo da realidade”, explica Natal Moura, Presidente do Grupo Moura.

Uma pesquisa de mercado aponta o funil para este tipo de atendimento ao cliente. “É um novo método de oferecer ao cliente a máxima experiência em inovação e tecnologia.

Para os empresários do setor têxtil, pode significar aumento em vendas – nas lojas físicas ou e-commerce”, finaliza Moura.

A estudante Pamela Mendes passa mais de 5 horas por dia conectada ao smartphone. “Faz parte do meu dia. Uso para conversar com meus amigos, me atualizar, estudar, ver novas tendências e principalmente para o trabalho” afirma.

Pamela lembra que estamos em novos tempos e acompanhar não é opção. “O mercado está em desenvolvimento frenético. Empresas que não inovam são rapidamente ultrapassadas”, finaliza.

Se você gostou deixe um comentário!